Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Vestuário > Como lavar roupa na máquina

Como lavar roupa na máquina

Categoria: Vestuário
Comentários: 3
Como lavar roupa na máquina

As lavadoras vieram facilitar a vida de muita gente que vê a tarefa de lavar roupas como atividade penosa e demorada. Com as máquinas, lavam-se mais roupas em menos tempo, com maior eficiência. Entretanto, há regras básicas a seguir para aproveitar de seu produto o melhor desempenho. Aqui dispomos algumas dicas.

Observe o peso aproximado das peças, para evitar sobrecarga da máquina. E, para conservar suas roupas, dê atenção às etiquetas. Elas asseguram, por exemplo, se aquela peça aceita a lavagem em máquina, alvejantes, ou mesmo se pode ser lavada com água, pois existem exceções para artigos de lã. São instruções primordiais para a durabilidade de sua roupa. Acostume-se a lê-las.

Para alcançar o nível ideal de água é importante adicioná-la pela mangueira da lavadora. O timer que mede o tempo do enchimento não funciona bem quando a água é despejada com baldes, por exemplo. Isso pode prejudicar o desempenho da máquina quando for necessário complementar o nível.

A quantidade de sabão deve obedecer à estabelecida pelo fabricante, caso contrário, você poderá ter problemas com o volume excessivo de espuma. Há alguns truques para resolver o problema. Um pouco de sal na água diminui a espuma e pára o transbordamento da máquina. O talco reduz o volume de espuma, e evita proceder ao escoamento para pôr mais água e equilibrar o nível.

Entretanto, para evitar transtornos, basta seguir as recomendações do uso do sabão. Lembre-se que quantidade insuficiente deixará restos de sujeira da roupa na lavadora, enquanto o excesso dificultará o enxágüe.

Preparar as roupas antes de colocá-las para lavagem ajuda a preservar suas peças e sua máquina. Proteja lingeries e tecidos finos colocando-os em sacos de lavagem. Fechar botões e zíper é outra providência para conservar as roupas. Botões frouxos precisam ser reforçados ou retirados. Da mesma forma, esvaziar bolsos evita que objetos duros caiam durante a lavagem e prejudiquem seriamente o mecanismo da máquina. Roupas esgarçadas precisam ser consertadas antes de serem postas na lavadora, para não aumentar os rasgos.

Distribua por igual a roupa na centrífuga, pois isto faz com que a máquina trabalhe melhor.
Faça da lavadora uma aliada, respeitando-lhe os limites e seguindo à risca as instruções. Assim sua máquina terá vida útil duradoura e estável, e você terá uma ajudante de alto nível, na difícil tarefa de manter as roupas limpas, cheirosas e com um agradável aspecto de novas.


Hediene

Título: Como lavar roupa na máquina

Autor: Hediene Hediene (todos os textos)

Visitas: 0

638 

Imagem por: mccheek

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCarla Horta

    07-09-2012 às 23:19:15

    Um dos principais erros quando se coloca a roupa para lavar é não olhar bem para a etiqueta da roupa. Lá estão muitas indicações fundamentais para que as peças de roupa para além de ficarem limpas, não fiquem estragadas com encolhimentos ou desbotagens.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoLurdes

    09-09-2010 às 18:27:19

    essa maquina com abertura frontal.. é aquela da linha prime da Lg??? beijos

    ¬ Responder
  • Simbólicaaugusto

    08-09-2010 às 21:10:16

    bom saber ne.. ainda bem que minha maquina com abertura frontal nao me da problemas. lava mto bem..

    ¬ Responder

Comentários - Como lavar roupa na máquina

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: mccheek

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios