Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > Não entre em pânico, pegue uma toalha e conheça a obra "O guia do Mochileiro das Galáxias".

Não entre em pânico, pegue uma toalha e conheça a obra "O guia do Mochileiro das Galáxias".

Categoria: Literatura
Visitas: 2
Comentários: 1
Não entre em pânico, pegue uma toalha e conheça a obra "O guia do Mochileiro das Galáxias".

Olá! No artigo de hoje vamos falar sobre a série de livros “O Guia do Mochileiro das Galáxias”.

Essa obra pode ser considerada um dos maiores clássicos da literatura Nerd do mundo.

Eu disse série, pois para quem não sabe o Guia do Mochileiro é apenas a primeira obra de cinco livros escritos por Douglas Adams. Nesse artigo vamos nos focar apenas no primeiro livro."
O guia do Mochileiro das galáxias". Segue-se a ele: "O restaurante no fim do Universo", "A vida, o universo e tudo mais", "Até mais e obrigado pelos peixes" e "Praticamente inofensiva"

Então a primeira história gira entorno do personagem Arthur Dent, que tenta evitar que sua casa seja demolida devido à uma construção de uma nova rodovia, ao mesmo tempo que seu amigo Ford Prefect, revela-se um alienígena disfarçado que quer salvá-lo da destruição de sua outra casa o planeta Terra, que ironicamente será destruído para a construção de uma nova via espacial.

Quando conseguem escapar da destruição do planeta Ford e Arthur, juntam-se a Zaphod Beeblebrox conhecido amigo de Ford e atualmente presidente auto-sequestrado da Galáxia e Trillian que Arthur já havia conhecido em uma festa, mas achara que nunca mais a veria, e também o robô Marvin que sofre por sua imensa inteligência artificial. Partem então em busca da questão fundamental e acabam se envolvendo em “muitas confusões”!

Além de seu bom humor o livro ainda demonstra o brilhantismo de Douglas Adams quando se trata das ironias do mundo e sua crítica à burocracia exagerada, representada pelos vilões os Vogons, que são metódicos e burocratas natos.

O livro ainda conta com situações absurdas onde autor tem soluções tecnológicas muito criativas como: as portas das naves que ficam satisfeitas ao se abrirem, ou o sistema de navegação que é extremamente animado.

Sem contar no próprio Guia do Mochileiro das Galáxias que é um personagem a parte tanto no filme quanto nos livros. Se tudo isso ainda não o convenceu começar a ler agora, vou falar da minha invenção favorita: que é o Gerador de Improbabilidade Infinita.

Esse dispositivo colocado na nave Coração de ouro cria situações inesperadas ao ponto de transformar dois mísseis que os atacam em uma Baleia e um vaso de Petúnias.

Mas ainda não acabou...

A série foi escrita com um programa de radio e ganhou adaptações para a TV e para o cinema num filme lançado em 2006.

O filme é dirigido por Garth Jennings e conta com a participação de John Malkovich, no papel de Humma Kavula.
Não é preciso dizer que o filme é divertidíssimo e principalmente para quem ainda não conhece os livros é um ótimo ponto de partida.

O Autor Douglas Adams inclusive chegou a escrever alguns roteiros e foi considerado como produtor honorário do filme, mas infelizmente morreu antes do lançamento do mesmo.

No filme há uma outra invenção criativa que eu particularmente procurava nos livros, mas deve ter sido feita posteriormente pelo autor no roteiro, que é a arma de perspectiva.

Quando alguém a usa a arma passa o seu ponto de vista para a pessoa alvo fazendo com que a mesma a compreenda, seus usos podem ser infinitos.

Está aí uma ótima obra para ser lida e que não é somente uma aventura pelas galáxias, mas sim uma grande homenagem à ficção científica.

PS: A resposta é 42.


Jhon Erik Voese

Título: Não entre em pânico, pegue uma toalha e conheça a obra "O guia do Mochileiro das Galáxias".

Autor: Jhon Erik Voese (todos os textos)

Visitas: 2

169 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • W.MENEZES

    20-11-2015 às 21:41:15

    O guia do mochileiro das galáxias é sensacional mesmo. O autor tem umas sacadas massa, bastante filosófica. Curti pra caralho a série. Tá bacana Jhon...

    ¬ Responder

Comentários - Não entre em pânico, pegue uma toalha e conheça a obra "O guia do Mochileiro das Galáxias".

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios