Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Jóias Relógios > Como cuidar das suas jóias

Como cuidar das suas jóias

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Jóias Relógios
Comentários: 2
Como cuidar das suas jóias

As joias povoam o imaginário de quem as tem e de quem as não pode possuir.
Trata-se, normalmente, de heranças de família ou de prendas, que evocam recordações e afetos. Como tal, não convém que o tempo ou condições adversas as desgastem ou danifiquem. Nesta perspetiva, regra geral, para as limpar basta usar água morna com sabão e uma escova de dentes macia para as esfregar, passando depois por água limpa. No caso de sujidade mais entranhada, deixam-se de molho em água morna com sabão e segue-se o mesmo procedimento. Existem, contudo, especificidades relacionadas com as características peculiares de cada joia.

Por exemplo, as joias com pedras preciosas (à exceção das esmeraldas), depois da lavagem, devem ser mergulhadas em álcool e deixadas a secar sobre lenços de papel, e as joias com pérolas e madrepérolas limpam-se, após o uso, com uma pano de flanela ou um algodão seco, a fim de eliminar resíduos de cosméticos e suor, podendo, em caso de necessidade, aplicar-se sabão neutro e água fria, mas não deixando de molho. O azeite ou o óleo de amêndoas doces conferem-lhes um brilho extra. É útil verificar sempre se as pedras estão bem presas e, se assim não for, consertá-las antes de nova utilização.

De salientar que o calor, a humidade (que faz oxidar) e os produtos químicos, são passíveis de causar prejuízos às joias. Portanto, recomenda-se a aplicação de perfumes, cremes e similares antes da colocação das joias, respeitando o intervalo de secagem dos mesmos.

As joias devem ser limpas de vez em quando (mesmo que não tenham valor monetário), guardadas em locais escuros e embrulhadas individualmente em veludo ou camurça. Não é aconselhável sobrepô-las, o que poderia culminar em arranhões, uma vez que pérolas, metais preciosos e pedras apresentam diferentes graus de dureza. Quando se vai de viagem, é necessário que as embalagens que as transportam sejam rígidas, com o intuito de acautelar possíveis deformações nas peças.

Por outro lado, ao tirar brincos e anéis, há que evitar agarrá-los pelas pedras, que se podem soltar. Ao lavar as mãos, convém tirar os anéis, para que o sabão não fique nos cantos a prejudicar o brilho do metal e das pedras. A propósito, os anéis e colares de ouro lavam-se com água morna e detergente para roupa delicada e, depois de secos, esfregam-se com uma flanela. Para dar mais brilho, existem duas formas: deixar de molho em sumo de cebola durante duas horas ou três em leite morno.

As joias devem usar-se em momentos apropriados, que não contemplam, naturalmente, as tarefas domésticas, o banho, a frequentação de piscinas e o desporto, em que os químicos, o sabonete, o cloro e o próprio suor podem ter uma ação perniciosa sobre elas.


Maria Bijóias

Título: Como cuidar das suas jóias

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

658 

Imagem por: tiffa130

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    21-09-2014 às 03:32:40

    Jóias realmente precisam de um cuidado muito especial e merecem todo nosso carinho e cuidado. Tenho poucas joias, mas as que possuo são bem cuidadas. Vou seguir as dicas acima, obrigada!

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    09-05-2014 às 16:35:27

    O melhor cuidado é guardá-las em um lugar limpo, seguro e organizado. Assim, podem durar mais e ficarem perfeitas para o uso, quando for necessário.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Como cuidar das suas jóias

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Utilidades Domésticas
Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!\"Rua
O seguro desemprego é instituído pela Lei Nº 7.998, de 11 de janeiro de 1990 e que tem por finalidade prover a assistência financeira temporária ao trabalhador desempregado sem justa causa. Foi sancionado pelo presidente da República do Brasil e também é regido pela Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT.

Este benefício é concedido a todo e qualquer trabalhador que foi dispensado apenas em regime de sem justa causa ou quando houver acordo judicial e o juiz autorizar o pagamento devido ao ex-trabalhador da empresa.

Sua duração é de 3(três) a 5(meses) de forma contínua e dependerá do tempo em que ficou empregado. O valor mensal é calculado conforme o que o trabalhador ganhava durante o período em que estava empregado.

Essa assistência financeira e temporária tem algumas regras, por isso, é muito importante conhecê-la antes mesmo de solicitá-la nos órgãos responsáveis.

Para ter direito ao benefício:


- Precisa ter a carteira devidamente assinada da empresa;
- Ter trabalhado durante 6 meses na empresa (no mínimo);
- Não ter recebido esse benefício no período de 16(dezesseis) meses ininterruptos;
- Ter sido dispensado sem justa causa.

Quem tem direito ao benefício:


- Os trabalhadores demitidos sem justa causa;
- O pescador artesanal; e
- O empregado doméstico, desde que o empregador esteja recolhendo o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS).

Como solicitar – Passo a passo:


1) Dirija-se à qualquer Caixa Econômica Federal ou ao M.T.E (Ministério do Trabalho e Emprego) da sua cidade munidos dos seguintes documentos:
- Rescisão contratual, carteira de trabalho devidamente dado baixa com a data de saída e assinada e carimbada pela empresa, as duas vias do seguro desemprego preenchido e fornecido pela empresa, cartão do PIS/PASEP ou o cartão cidadão, extrato do recebimento do pagamento do FGTS, comprovante de residência e os últimos 3 (três) contra-cheques;
2) Entregue todos esses documentos ao atendente. Eles vão fornecer o protocolo de entrada do seguro desemprego, vão lhe dizer quantas parcelas você tem direito e a data que você receberá a primeira (30 dias).

Bem, apenas isso e agora é só esperar para o recebimento do pagamento das parcelas. Para consultar, acesse este link: http://granulito.mte.gov.br/sdweb/consulta.jsf
Digite com seu número de PIS/PASEP e logo abaixo com o código no visor e clique em consultar. Vai abrir outra tela com as informações das parcelas.

Pesquisar mais textos:

Briana Alves

Título:Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Autor:Briana Alves(todos os textos)

Imagem por: tiffa130

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios