Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Publicidade > Brindes publicitários

Brindes publicitários

Categoria: Publicidade
Brindes publicitários

A publicidade è um óptimo meio para vender qualquer produto ou serviço desde um simples perfume a um imóvel. É cada vez mais usada para promover e dar a conhecer os bens essenciais ou de luxo de um ou vários países para não dizer do mundo inteiro. Pode recorrer-se à televisão, rádio, internet, panfletos, fotografias, cartões ou reuniões especiais com ou sem convite.

Há no entanto empresas e outros organismos que preferem oferecer brindes publicitários para cativar mais a atenção e o interesse das pessoas para adquirir ou conhecer os seus produtos É normal verem-se ofertas desses brindes em hipermercados, stand de automóveis escolas, na propaganda eleitoral e outros locais de comércio.

Os brindes mais usuais vão desde canetas com nomes de firmas, camisolas com imagens de desporto, jogadores, clubes, porta chaves com nomes de marcas de carros, bolas, livros e tantos outros objectos a anunciar clubes, spas, clínicas, escolas de condução, de informática etc.

Não é raro ver-se este tipo de publicidade em locais públicos, centros comerciais e até na rua. Até na praia se faz publicidade a agências de viagens ou a anunciar espectáculos de cantores e concertos. Esta é uma boa forma de publicitar e dar a conhecer aquilo que pretende. Qualquer pessoa gosta de ter uma pequena recordação de um produto que goste de adquirir ou de uma viagem para férias. São pequenas lembranças que podem aumentar o desejo de adquirir um bem que necessitamos.

O facto de se ter o brinde numa carteira ou num local em casa pode fazer com que aumente a vontade de se comprar aquilo que anuncia. Do mesmo modo que um panfleto ou cartaz escrito acerca de um produto qualquer. O seu conhecimento aumenta as hipóteses da sua aquisição. Mesmo que a compra não se realize no momento pode realizar-se mais tarde.

O importante é que os anunciantes ganhem com o aumento das vendas dos serviços ou produtos que anunciam. Os Hipermercados recorrem muito aos brindes publicitários, bem como hotéis, escolas, restaurantes, cafés, bares e firmas. Há ainda muitas lojas de electrodomésticos que recorrem muito a este tipo de publicidade e oferecem brindes quando se compra um fogão, frigorífico ou televisor. A caneta com o nome da loja ou firma é um autêntico cartão-de-visita da marca que representa. E é também muito apreciada por quem a recebe.

Muitas vezes o sucesso das vendas deve-se muito ao cativar dos clientes. Estes gostam de ser bem informados e esclarecidos sobre os bens e serviços que necessitam.



Teresa Maria Batista Gil

Título: Brindes publicitários

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

769 

Imagem por: William Hook

Comentários - Brindes publicitários

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Imagem por: William Hook

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios