Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Publicidade > Por favor parem!!!

Por favor parem!!!

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Publicidade
Visitas: 4
Comentários: 1
Por favor parem!!!

Por favor parem! Este é o grito que no íntimo parece bradar dentro dos nossos próprios ouvidos quando escutamos um simples telefone tocar!
O mundo não para, e a nossa vida é cada dia mais agitada. A crise dos últimos anos, absolutamente instalada, e as decisões pouco inteligentes dos nossos governantes, arrastaram inevitavelmente cada pessoa para situações galopantemente mais complicadas, levando-as a trabalhar cada vez mais, e mesmo assim não conseguindo manter o nível de vida que tinham estabelecido.

Com o avultar da austeridade, e com o alarmante noticiar de medidas prejudiciais à vida de cada um, antes mesmo destas virem à luz por mão de quem têm que vir, as pessoas ressentiram-se não comprando com a regularidade com que o faziam anteriormente, e progressivamente os mercados têm também reagido negativamente, levando as empresas à rotura.

Assim, quando todos os dias procuramos verificar se há ainda alguma coisa que possamos evitar de comprar, o mundo comercial tornou-se mais agressivo, as campanhas publicitárias cercam-nos de todos os ângulos, e quase não damos um passo sem ver um letreiro ou um panfleto anunciando qualquer produto ou serviço. Esta publicidade silenciosa pode ser muita, mas não é incomodativa, porém ultimamente, as empresas têm ainda investido mais e de uma forma mais atrevida no sentido de quase quererem obrigar as pessoas a adquirir produtos que não querem, coisas que não lhe interessam e que chegam mesmo a prejudicar a sua situação económica não lhe dando no fim aquilo que proclamam…

E o mundo grita: Por favor parem! Não podemos estar sossegados no aconchego do nosso lar, onde seria suposto não entrar nada nem ninguém sem a nossa permissão, e vêm tocar a campainha para vender um serviço de televisão, dizemos que temos um e que é bom, mas quem nos bate à porta tem sempre uma melhor solução… Não bastando isso o telefone toca e do outro lado uma voz nem sempre serena, nem sempre agradável, procura impingir-nos um seguro que não nos serve para nada porque não temos os dentes estragados e até vamos ao dentista todos os anos, e quando lhes dizemos que estamos satisfeitos com o nosso serviço nem nos ouvem e seguem com a lengalenga… e desligamos e ligam outros para vender-nos o mesmo ou um cartão de crédito de que não precisamos, porque o que precisamos é poder de compra real e não a crédito porque isso iria comprometer ainda mais o dia de amanhã… Irritados gritamos: Por favor, parem…

Mas as coisas não ficam por aqui, e quando pensamos ter um pouco de paz, abrimos o nosso e-mail e encontramos 53 mensagens de Spam tentando vender as mesmas coisas que nos vimos loucos para conseguir não comprar pelo telefone… Apagamos tudo. É noite e precisamos descansar, mesmo sabendo que amanhã será tudo igual, com a agravante de não sabermos se amanhã não seremos nós a ter que fazer estes telefonemos cruéis ou a tocar a campainha de pessoas que não nos querem receber porque o trabalho se foi e a vida vai a pique!!!

Neste turbilhão de emoções e de dúvidas fechamos os olhos e de tudo o que vimos e ouvimos no dia que passou, apenas ecoa na nossa mente a frase persistente: Por favor parem!!!


Ana Sebastião

Título: Por favor parem!!!

Autor: Ana Sebastião (todos os textos)

Visitas: 4

605 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    19-05-2014 às 03:10:50

    Há momentos que elas incomodam bastante mesmo!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Por favor parem!!!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios