Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > A meditação como uma fonte de cura

A meditação como uma fonte de cura

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Desporto
Comentários: 1
A meditação como uma fonte de cura

A meditação é uma fonte de cura das emoções e das perturbações do quotidiano?

Quando praticada com regularidade, ela traz inúmeros benefícios e pode inclusive transformar a vida.

Com o proliferar das muitas terapias alternativas ao convencionismo da medicina, está ao nosso alcance, escolher o tratamento ou prevenção que se aplica ao nosso caso. Hoje em dia existem muitos cursos e consultas para ensinar as técnicas adequadas de respiração, postura, vestuário e local que se ajusta a esta terapia.

Se precisamos de nos encontrar a nós próprios ou de nos conhece, nada melhor que meditar ou simplesmente aquietar a mente. Os resultados podem não ser imediatos mas trazem sempre os seus benefícios com a persistência.

Por exemplo para a depressão ela pode ser o seu antídoto, dado que acalma e relaxa. Normalmente é possível substituir os medicamentos, se ela for praticada com disciplina. Basta duas ou três vezes por semana para surtir efeitos. Permite um autoconhecimento e o descobrir da raiz dos nossos problemas ou fracassos. É considerada uma ferramenta necessária para treinar a mente e as emoções. É possível modificar certos padrões de vida, hábitos nocivos e aumenta a intuição.

Os seus efeitos positivos são consideráveis e visíveis. Torna as pessoas mais serenas com os problemas diários.

Inclusivamente, a meditação pode reduzir o metabolismo dado que baixa a frequência dos batimentos cardíacos, da respiração, reduz o consumo de oxigénio pelas células, a adrenalina e permite um aumento de tranquilidade. O stress e ansiedade são indubitavelmente reduzidos. Ajuda em muito certas doenças, especialmente, a insónia, obsessões, doenças compulsivas, cardíacas e outras de foro nevoso.

É ainda recomendada para controlar as emoções, desequilíbrios orgânicos e psicológicos e aumento das defesas.

O seu maior segredo é silenciar a mente a fim de descobrir aquilo que realmente nos incomoda. Ao descobrirmos a causa das preocupações, elas são mais fáceis de resolver. Por isso se considera de auto conhecimento e transformadora.

O importante para ela produzir estes efeitos é aprender a meditar corretamente. Assim, deve procurar-se a orientação de um mestre ou de cursos auxiliares. Estes ensinam as técnicas de respiração, concentração e atenção que ela exige para um correto funcionamento.

Se realmente queremos fazer da meditação uma terapias de cura, devemos procurar um grupo persistente, para não corrermos o risco de abandonar ou cair na preguiça. É importante aliarmos à meditação, uma alimentação adequada, livre de muita gorduras e o mais leve possível.

Se estes requisitos forem cumpridos, esta prática pode contribuir para o bem estar físico e emocional que necessitamos para um verdadeiro equilíbrio da mente e do corpo.
Devemos usufruir desta dádiva que pode inclusive sr uma fonte de sabedoria.


Teresa Maria Batista Gil

Título: A meditação como uma fonte de cura

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

665 

Imagem por: vaticanus

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    30-06-2014 às 22:30:47

    Creio que a meditação é bem relaxante, dá-nos tranquilidade e gera uma sensação maravilhos. Vale a pena!

    ¬ Responder

Comentários - A meditação como uma fonte de cura

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Receptores digitais

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: TV HIFI
Receptores digitais\"Rua
Os receptores digitais são instrumentos que têm a função de receber sinal por via de canais digitais.

De acordo com a sua função, estes canais poderão ser satélite ou por cabo. Actualmente, já existem bastantes serviços de televisão por cabo que funcionam apenas com estes receptores, uma vez que é através deles que se consegue ter acesso não só aos canais de serviço, mas também a pacotes codificados.

O serviço de recepção de canais por satélite é um sistema independente para o qual é necessário ter um disco receptor satélite de modo a poder ter canais digitais fora dos serviços prestados pelos operadores de televisão digital.

Este instrumento permite que os próprios ecrãs sem tecnologia digital passem a usufruir desta através destes receptores. No entanto, a melhor qualidade só é garantida com um ecrã já com esta tecnologia.

Os receptores digitais permitem também aceder a uma multiplicidade de serviços, desde que devidamente configurados. Por exemplo, com estes receptores, é possível aceder a menus específicos de pausa de emissão para depois ser continuada, de serviços on-demand ou acesso a portais específicos, entre outros.

Esta pequena caixinha permite ao seu utilizador usufruir da televisão a um novo nível, de modo a que possa ter todas as comodidades no conforto do lar. 

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Receptores digitais

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: vaticanus

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    04-06-2014 às 06:53:28

    Gostei dos receptores digitais. Bom texto abordando isso.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios