Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > Treinador campeão da Espanha diz que: “Racismo no futebol, não existe”

Treinador campeão da Espanha diz que: “Racismo no futebol, não existe”

Categoria: Desporto
Treinador campeão da Espanha diz que: “Racismo no futebol, não existe”

Devido ao ocorrido no último sábado (26 de abril de 2014) durante o jogo entre Barcelona e Villarreal, um homem por nome de David Campayo Lleo, de 26 anos e funcionário do Villarreal jogou uma banana no gramado para o jogador brasileiro Daniel Alves, que protestou comendo a banana na mesma hora.

Isso repercutiu no mundo inteiro e várias pessoas como Neymar Júnior e pessoas famosas bem como a mídia, apoiaram o jogador brasileiro que foi discriminado devido a sua cor, ou seja, ele sofreu racismo por parte dos europeus.

Por conta de todo esse rebuliço, o treinador campeão do mundo acredita que fatos como o de Daniel Alves são isolados. Vicente del Bosque acredita que não há racismo no futebol.

É bom lembrar que não foi a primeira vez que um brasileiro sofreu esse tipo de ofensa como o racismo. O atacante brasileiro também, Neymar Júnior, havia sido agredido e discriminado enfrentando os mesmos problemas de racismo. Além, de muitos outros que sofrem com isso, porém é camuflado e que não gera um impacto como essas estrelas do futebol. A FIFA se pronunciou desaprovando tal conduta bem como a presidente do Brasil, Dilma Rousseff e todos os amigos e companheiros do jogador, Daniel Alves.

Segundo as informações do site, Gazeta Press:

“o técnico da seleção espanhola, Vicente del Bosque, interrompeu a mobilização do mundo do futebol em torno da atitude racista ocorrida no último sábado (26), em Villarreal, quando uma banana foi arremessada na direção do brasileiro Daniel Alves, que descascou e comeu um pedaço da fruta como forma de protesto. "No futebol, não existe racismo. Absolutamente não. Não é algo que todo mundo está fazendo. Eu quero pensar que estes são incidentes isolados. No futebol, não existe racismo", disse del Bosque durante entrevista coletiva em Madri.
Nesta quarta-feira (30), a polícia espanhola prendeu o responsável por atirar a banana no gramado do El Madrigal. David Campayo Lleo, de 26 anos e funcionário do Villarreal, pode ser condenado a cumprir até três anos de prisão.O incidente criou uma mobilização contra o racismo entre jogadores de futebol de todo o mundo, que posaram para fotos comendo uma banana.”


Rua Direita

Título: Treinador campeão da Espanha diz que: “Racismo no futebol, não existe”

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

603 

Comentários - Treinador campeão da Espanha diz que: “Racismo no futebol, não existe”

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios