Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > Futebol..na praia!

Futebol..na praia!

Categoria: Desporto
Futebol..na praia!

O futebol de praia, praticado debaixo de um sol, geralmente escaldante, vai fazendo, de certo modo, sombra ao dos relvados. Não que lhe retire protagonismo ou importância, mas ganha terreno, ou seja, areia, e também em remates (cerca de 76 por cada partida), golos (10), velocidade e reduzido número de faltas (5). Está de tal maneira implantado que já chegou a 120 países e possui quatro milhões de praticantes, dos quais 400 mil são federados.

A excelência e a capacidade de atracção deste jogo, cujo “berço” foi a praia de Copacabana, a mais famosa do mundo, situada no Rio de Janeiro, Brasil, levaram a que, volvidos apenas dez anos, a FIFA estivesse a organizar campeonatos mundiais de beach soccer com uma marca de “oficialidade”.

Trata-se de uma modalidade protagonizada por cinco jogadores de cada equipa, num campo de 37 por 28 metros, com balizas de 5,5 metros de largura e 2,2 metros de altura. No interior do rectângulo, as únicas linhas (imaginárias, entre bandeiras) são as da área de penalty, nove metros adiante da linha final, a toda a largura, onde o guarda-redes é autorizado a jogar com a mão.

A vivacidade impressa ao jogo passa pela marcação dos livres sem formação de barreira, não podendo haver ninguém no caminho da bola para a baliza.

Não são permitidos toques físicos e, perante erros, mostram-se os cartões amarelo, vermelho e azul (que corresponde a uma punição de dois minutos de exclusão, como castigo de faltas de média gravidade). As regras visam promover um bom espectáculo, obrigando ao ataque e combatendo o anti-jogo. Uma especificidade, que constitui, igualmente, uma diferença do futebol de onze, é que os jogos nunca podem terminar empatados. Se tal se estiver a verificar, parte-se para um prolongamento de três minutos e, a não haver um golo que resolva, para os penalties.

Visto que a areia exige muito mais esforço físico e cansa sobremaneira, é possível efectuar-se substituições atrás de substituições. Adicionalmente, as partidas têm três períodos de 12 minutos cada (contagem de tempo útil), com dois intervalos de três minutos.

A época de praia está à porta e uma “peladinha” na areia vem mesmo a calhar. Porque não experimentar a resistência de controlo de uma bola, com os pés ou a cabeça, em pleno areal? Quem vive no litoral não terá dificuldade em encontrar uma praia, mas quem está no interior tem à disposição praias fluviais com condições aceitáveis. Também existem campos artificiais, geralmente “nascidos” em quadras de ténis onde foram despejadas toneladas de areia. O resto fica por conta da imaginação…



Maria Bijóias

Título: Futebol..na praia!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

772 

Comentários - Futebol..na praia!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Secretária em vidro

Ler próximo texto...

Tema: Mobiliário
Secretária em vidro\"Rua
A maior parte das casas tem um escritório para fazer os trabalhos relativos Á profissão ou outros. È uma divisão extremamente necessária para as pessoas se recolherem a trabalhar. Por isso o escritório deve ser um local com conforto e agradável. O ambiente torna-se extremamente importante para o recolhimento necessário e a concentração que certos trabalhos exigem. Se não se tiver no local de trabalho tem de construir-se em casa.

Em todas as profissões é útil ter uma secretária para colocar um computador portátil. Livros e outros acessórios. É uma peça de mobiliário que não se dispensa de forma nenhuma. Desde sempre que foi indispensável na escola, no escritório, na empresa. A sua funcionalidade é como a do computador que praticamente não se dispensa. Para onde se vá leva-se o computador portátil a servir de complemento.

No que diz respeito à secretária ela exige um bom material e design bonito. E de facto há secretárias muito belas desde o seu modelo ao material e design. Por exemplo uma secretária em vidro fica muito bem num escritório amplo de uma vivenda ou numa empresa particular bem decorada. Pode colocar-se também num pequeno escritório de um apartamento ou numa sala especial e decorada a gosto. Há quem prefira ter uma secretária num espaço pequeno especificamente para trabalho. Deste modo concentra-se mais nele e não pensa no que tem para fazer em casa. Ou seja, dá mais prioridade ao que eventualmente tenha que fazer numa secretária. Para além de ajudar a decorar e embelezar o espaço onde se coloca dá um certo ar de charme e gramou num ambiente. Se este for decorado com objectos bonitos de decoração e uma estante para livros dá um ar mais intelectual ao ambiente. Deste modo mais propício para o recolhimento.

Não é por acaso que muita gente prefere o seu escritório para passar as horas que dispõe no seu quotidiano ou fins – de - semana. É um local propício a pensar mais nos projectos, no trabalho e nos encargos da vida. Deste modo cada divisão da casa tem uma funcionalidade diferente e um ar distinto dos restantes.

Não quer dizer que uma secretária em vidro não fique adaptada noutro local que não seja para o trabalho de estudantes ou outros, ela pode ainda adaptar-se para embelezar ou harmonizar espaços que estejam por preencher numa casa maior ou outro local. Sem dúvida que a secretária em vidro não vai deixar mal nenhum espaço onde se coloque.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Secretária em vidro

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    20-04-2014 às 15:52:38

    Fantástico texto! A Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios