Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > Luta greco-romana

Luta greco-romana

Categoria: Desporto
Visitas: 26
Comentários: 21
Luta greco-romana

Há quem ponha os pés no tapete e há quem faça questão de lá colocar os ombros. A luta greco-romana é uma das artes marciais com mais adeptos no mundo inteiro e integra um dos dois géneros de wrestling que vão aos Jogos Olímpicos. O outro é a luta livre.

Não se consegue aferir acerca dos primórdios da luta greco-romana. Pensa-se, todavia, que na sua génese esteja um tipo de luta francesa, caracterizada pelas espectaculares projecções dos opositores. Parece consensual que este estilo de duelo é resultado da mescla de várias formas de luta em toda a Europa do século XIX.

Consta que foi um soldado francês, Exbroyat, a promover a modalidade, proibindo murros, bofetadas e outros ataques idênticos, sendo apenas admitido aos lutadores agarrar o adversário, com o propósito de o deitar ao tapete. Foi expressamente proibido torcer os corpos dos rivais ou segurá-los de forma dolorosa. Uma vez no tapete, os combatentes têm de encontrar maneira de virar os ombros do concorrente para o tapete sem usar as pernas (contrariamente ao que acontece na luta livre).

Apesar de os ingleses não terem acatado de muito bom grado esta variante mais limitada de wrestling, dando primazia à luta livre, no resto da Europa o combate greco-romano difundiu-se bastante, e os avultados prémios monetários envolvidos nos eventos organizados pelas grandes capitais europeias conferiu prestígio a esta arte marcial. Aliás, são precisamente os europeus do Norte e do Leste, a par dos japoneses, que mais dominam a luta greco-romana, supostamente assim designada pelo lutador italiano Basilio Bartoletti, numa perspectiva de exaltar as suas origens históricas.

Na actualidade é a FILA Wrestling (Federação Internacional de Lutas Associadas) que regula a luta greco-romana, sendo que as batalhas foram abreviadas. Os combates dividem-se em três períodos de dois minutos, triunfando o lutador que ganhar dois dos três períodos.

Internacionalmente, a luta greco-romana está repartida em quatro categorias, segundo a idade (14/15 anos, 16/17, 18 a 20 e mais de 20) e o peso (a partir dos 29 quilos). Os gládios decorrem num tapete grosso de borracha, com o intuito de amaciar as quedas. A área de combate é um círculo com nove metros de diâmetro, circundado por uma borda de segurança com metro e meio de largura. Dentro do círculo, uma banda vermelha com um metro, encostada ao lado de fora, é conhecida como a zona passiva. Entre a zona passiva e o círculo central (com um metro de diâmetro) está a área central de luta (sete metros de diâmetro).

Se quiser desenvolver a sua destreza física e mental, basta encontrar um clube ou, nessa impossibilidade, arranjar um tapete e um fato com calção e alças.



Maria Bijóias

Título: Luta greco-romana

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 26

807 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 21 )    recentes

  • Vicente SilvaVicente

    05-10-2014 às 21:40:29

    Apreciável essa luta greco-romana. Adorei a explanação de tal tema.

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    26-04-2014 às 22:16:08

    É bem interessante como surgiu a luta greco-romana, não a pratico, mas há quem goste realmente. Adorei a explanação sobre o assunto, já tinha ouvido falar. Obrigada!

    ¬ Responder
  • jose sales

    12-09-2013 às 07:42:54

    bom dia gostaria de saber aonde posso treina grego romana moro próximo jd angela sp

    ¬ Responder
  • António Carlos Tiago Lobo

    03-12-2012 às 15:29:10

    Eu fui praticante,e gostaria de por o meu filho na luta .

    Eu moro na pontinha ,e gostava de saber se há algum sítio na zona onde se pode praticar. Quem me poder ajudar agradeço . Obrigado

    ¬ Responder
  • Fernando

    06-06-2013 às 09:04:42

    O Clube Musical União tem as portas abertas para quem quiser praticar a modalidade.

    ¬ Responder
  • Milena

    18-09-2012 às 21:36:55

    eu preciso saber quais os beneficios para um trabalho de escola quem souber fala ppf obg

    ¬ Responder
  • wendywendy

    11-05-2012 às 00:48:11

    nao gosto de nenhuma luta mas tenho que pesquisar para a escola

    ¬ Responder
  • Laisa e kevin

    20-07-2012 às 14:39:21

    É o nosso caso, amigo. Aula de educ. física é uma merda.

    ¬ Responder
  • gabigabi

    23-01-2012 às 20:17:24

    nao gostei da luta

    ¬ Responder
  • vivianvivian

    29-09-2011 às 15:17:37

    esse tipo de luta eu amo beijos

    ¬ Responder
  • vivianvivian

    29-09-2011 às 15:15:16

    adoro as lutas greco romanas

    ¬ Responder
  • CARLOS NUNES-CARLOS GOSHI WRESTLING TEAM-GRUPO DESCARLOS NUNES-CARLOS GOSHI WRESTLING TEAM-GRUPO DESPORTIVO DA MOURARIA

    28-06-2012 às 11:37:56


    Travessa da Nazaré, nº 9 – LISBOA, tel. 21 887 00 58/962819832


    SECÇÃO DE LUTAS OLÍMPICAS
    Mestre CARLOS " GOSHI" NUNES
    GRADUAÇÃO PRETA- 2º NIVEL
    HORÁRIO:
    3ª Feira: 18:30 / 20:00
    5ª Feira: 18:30 / 20:00
    6ª Feira: 18:30 / 20:00
    INSCRIÇÕES ABERTAS
    IDADES/ CLASSES :
    A partir dos 6 anos
    Masculino/Feminino
    INFANTIS A SÉNIORES
    -LUTA GRECO-ROMANA
    -LUTA LIVRE OLIMPICA
    -GRAPPLING-SUBMISSION-MMA

    Modalidade de preensão, onde se pretende derrubar ou projectar o adversário controlando os seus movimentos.

    Por ser parte integrante da natureza humana a luta diluí-se na história da humanidade, sendo a sua importância e relevo confirmada pela sua presença obrigatória tanto nos jogos olímpicos da antiguidade como na primeira edição da era moderna, estatuto que mantém até hoje.

    A luta é um desporto que desenvolve tanto a mente como o corpo, fortalecendo os dois e preparando quem a pratica para a sociedade.
    Junta-te à nossa equipa e sê um campeão.

    ¬ Responder
  • ricardoricardo

    29-09-2011 às 00:23:30

    gostaria de saber onde posso aprender e treinar a modalidade, moro em Sao Paulo capital e sou atleta de powerlifting,
    obrigado!

    ¬ Responder
  • Aparecido

    19-04-2013 às 12:45:21

    Por favor, amigo se tiver alguma informação onde praticar em SP capital ou no grande ABCD, me avise, faz tempo que quero praticar essa modalidade . Ouvi falar na Barra-Funda, mas agora não tenho mais certeza .

    ¬ Responder
  • patriciapatricia

    06-06-2011 às 02:31:16

    qual a filosofia dessa luta? pq eu sei q no judo, por exemplo é a autodefesa, mas n sei qual é a dessa.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãorui

    06-11-2010 às 21:08:01

    É uma honra para Portugal termos um atleta como o HUGO PASSOS, força grande campeão

    ¬ Responder
  • mariliamarilia

    25-02-2010 às 14:30:55

    eu fasso essa luta treino bastante é uma luta que não machuca que ate as crianças pode fazer eu gosto muito mais os golpes são dificil mais a gente sempre conseque agrada o treinador...bjs a todos que praticam a luta...

    ¬ Responder
  • rui soaresrui soares

    21-01-2010 às 13:34:05

    Boas sou arbitro da modalidade e se pesquisares F.P.lutas amadoras tiras o telefone e perguntas qual o nº do treinador da quinta do conde ele vende botas e maions

    ¬ Responder
  • Marcio GeraldiEdmilson N. Conceição

    08-10-2009 às 15:27:44

    Bom dia,
    Gostaria de saber onde comprar bota e macaquinho para pratica de luta olímpica.
    Poderiam me ajudar.
    Antecipadamente agradeço.

    Edmilson
    Dpto. Compras
    Prefeitura de Indaiatuba

    ¬ Responder
  • wendywendy

    11-05-2012 às 00:45:23

    ola tanbem gostaria de saber onde vou comprar

    ¬ Responder
  • talita augusta da silvatalita augusta da silva

    22-06-2012 às 12:30:35

    você compra em aliança em pernambuco tem muitos

    ¬ Responder

Comentários - Luta greco-romana

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O potencial energético da biomassa no Brasil

Ler próximo texto...

Tema: Energias Renováveis
O potencial energético da biomassa no Brasil\"Rua
Com dimensões continentais o Brasil tem capacidade para produzir energia de inúmeras maneiras, mas mesmo assim o país tem potencial limitado para gerar eletricidade e para alimentar suas indústrias e veículos. A dependência de combustíveis fósseis, escassos e nocivos ao ambiente só pôde ser superada graças aos recursos da biomassa, que compreendem todos os combustíveis com origem em compostos orgânicos provenientes de animais ou vegetais.

O êxito do Brasil na utilização dos recursos da biomassa só poderia ter ocorrido graças aos programas governamentais, que desde a década de 1930 incentivaram a utilização do etanol como aditivo na gasolina. Antes mesmo da criação da Petrobrás. Hoje o etanol é um dos componentes de maior importância na matriz energética brasileira e o maior exemplo da utilização da biomassa no Brasil. Proveniente da destilação de diversas matérias-primas, o etanol representa um dos produtos mais utilizados no cotidiano das pessoas. Uma considerável parcela do combustível que abastece os veículos no Brasil vem dessa fonte de biomassa.

Atualmente o país é um dos que mais se aproveita de sua biomassa para geração de energia. O clima favorável, a grande quantidade de terras agricultáveis e o grande potencial da cana-de-açúcar em gerar etanol a partir de sua destilação garantiram a viabilidade de um dos maiores programas de geração de energia biomassa do mundo. Oscilações no preço do petróleo e a tecnologia Flex, de origem nacional, deram ainda mais longevidade à matriz de biomassa.

O potencial gerado por fontes biomassa pode ser obtido de inúmeras fontes. É o caso do próprio bagaço da cana-de-açúcar, a segunda fonte mais utilizada na geração de energia biomassa no Brasil. Graças à grande quantidade de usinas de etanol existentes no país, o bagaço resultado da produção agrícola é abundante e de fácil manejo. O material é aproveitado nas próprias usinas, que utilizam a sua queima para gerar energia.

A grande disponibilidade de solo para o plantio e para a criação de animais faz da biomassa no Brasil uma limpa e barata alternativa em relação aos combustíveis fósseis. Mesmo o excremento e outros materiais que antes eram considerados apenas como resíduos ou rejeitos de produção podem ter outro destino. Insumos menos convencionais também podem ser utilizados na geração de energia biomassa. É o caso da indústria de móveis que a partir da queima das aparas de madeira, serragem, palha ou outros compostos orgânicos pode obter sua própria energia elétrica.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O potencial energético da biomassa no Brasil

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios