Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > O medo da rejeição

O medo da rejeição

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 2
O medo da rejeição

Existe palavra que dói mais em nós do que a palavra"não"?

Quando recebemos uma negativa inconscientemente associamos isso a uma idéia errônea de que não somos bons o suficiente ou que a pessoa que nos deu a negativa é uma pessoa cruel e sem sentimentos.

Pessoas que trabalham em vendas são provavelmente as que mais recebem rejeição por parte das pessoas e se o profissional de vendas considerar a rejeição como algo pessoal e não souber absorver a rejeição como algo natural da profissão, não vai conseguir se manter por muito tempo na profissão.

O medo da rejeição talvez é implantado em nós quando ainda somos crianças, uma criança vem ao mundo sem medo de ser rejeitada, mas conforme vai crescendo começa a ouvir limitações sobre oque pode ou não fazer e constantemente tem seus pedidos negados por pais, professores e na escola muitas vezes a criança é rejeitada pelos colegas e acaba criando em seu subconsciente um temor de ser rejeitado ou não ser aceito.

É fato aceito na psicologia que uma criança até seus 7 anos é como uma esponja que absorve facilmente sugestões e idéias que outras pessoas lhe implementam, portanto se uma criança é constantemente rejeitada e ridicularizada, vai crescer com problemas de convívio social.

Quando somos adultos se não soubermos lidar com esse problema podemos ter várias dificuldades no nosso dia a dia.




Uma pessoa que tem medo de ser rejeitada pode deixar de ser ela mesma e de ter opinião própria somente para agradar os outros e não ser rejeitada, isso é péssimo pois causa um conflito interno entre oque a pessoa exterioriza e oque ela pensa e sente realmente.

É impossível agradar a todos, nem Jesus Cristo conseguiu isso e a pessoa não conseguirá ser feliz e progredir na vida se não encarar de frente a rejeição, todos nós em algum momento da vida somos rejeitados, considerar isso como algo natural da vida é muito saudável.

Algumas dicas para vencer o medo da rejeição:

1. Experimente não concordar com tudo que lhe falam, expresse suas opiniões , isso mostra pras pessoas que você tem confiança e não é apenas um medroso que concorda com tudo apenas para ser aceito.

2. A melhor maneira de vencer o medo é enfrentar o medo de frente, se tem medo de ser rejeitado, experimente entrar em situações aonde é certeza que será rejeitado, vá a uma balada e tente conquistar várias mulheres ou vá ao centro da cidade e tente vender algo, você descobrirá que foi rejeitado muitas vezes mas ninguém morre por isso, com o tempo a rejeição não irá te abalar mais tanto como antes.

3. A maior parte das vezes os nossos medos são imaginários, lembre-se que quem mais arrisca, apesar de poder ser rejeitado mais vezes, é quem mais tem sucesso também.

4. Pense o seguinte quando tiver medo de ser rejeitado por alguém: Oque é mais importante? A opinião dos outros ou minha própria opinião a respeito de mim?Lembre-se que mesmo as pessoas de maior sucesso sofrem rejeição.

Enfim encare a rejeição como um medo irracional, procure focar no seu sucesso , encare cada rejeiçao como um degrau a mais que o aproxima do seu sucesso.


Nilson Empreendedor

Título: O medo da rejeição

Autor: Nilson Empreendedor (todos os textos)

Visitas: 2

801 

Comentários - O medo da rejeição

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios