Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > Em ritmo de capoeira

Em ritmo de capoeira

Categoria: Desporto
Comentários: 3
Em ritmo de capoeira

A capoeira ela pode ser praticada por quase todo o mundo, basta tomar alguns cuidados básicos e aproveitar os muitos benefícios desta arte. A flexibilidade a força, é o que melhora a coordenação motora e a autoconfiança. Já vai longe o tempo em que a capoeira era considerada por muita gente uma luta de rua. Esse esporte arte, tipicamente brasileiro, hoje é praticado nas academias mais modernas ou em centros especializados na cultura, por gente dos 5 aos 70 anos.

Se você nunca imaginou levando a perna lá em cima num golpe, fazendo uma parada de mão, gingando ou agachando-se em tempo recorde para se esquivar ou enfrentar o adversário, talvez seja hora de experimenta essa atividade física que, com os cuidados necessários pode trazer muito benefícios. A capoeira desenvolve harmonicamente os membros inferiores e superiores, porque os braços e as pernas são usados como alavancas no jogo. Entre outras vantagens, o médico cita a melhora da força e da flexibilidade, e da coordenação motora, e da amplitude articular, do equilíbrio e do alongamento.

Quem quer começar, recomenda-se que é sempre bom ir com calma. Para uma pessoa que tem um ritmo sedentário de vida, as primeiras aulas podem ser doloridas, ela terá de dar no ar, chutes dianteiros, laterais e para trás, com os braços livres ou apoiados no chão. Fará ainda diversos agachamentos, e manterá o corpo em constante atividade por meio de ginga. Os golpes do jogo sempre se originam do molejo, o ato de ir para frente e para trás alternado as pernas, no ritmo da música. Com o passar do tempo, cada um descobre e desenvolve seu próprio estilo. Por isso, se diz que a capoeira é arte da liberação. No sentido da conquista de uma expressão corporal própria e, sobretudo, de autoconfiança.

A maioria dos mestres e estudiosos acredita que a capoeira tenha nascido no Brasil durante o século XVI. Proibidos de usar arma ou participar de qualquer luta, os escravos criaram uma dança com o qual pudessem se defender. Praticavam em clareiras abertas para o plantio, que os índios chamavam de capoeiras daí o nome. Até o ano de 1930, a capoeira permaneceu proibida e ficou como fama de luta de arruaceiros. Na década seguinte, mestres deram um formato didático a pratica, fundando uma academia no Brasil.

A capoeira Angola é o estilo mais tradicional, prega a não violência entre os capoeiristas, com regras estabelecidas pelo mestre. Outros mestres criaram o estilo de capoeira tradicional. É fácil diferenciá-los. O jogo de Angola é mais lento, baseados nos movimentos baixos e o acompanhamento musical inclui berimbau, pandeiro, e uma serie de outros instrumentos de percussão. Já o jogo regional é acompanhado apenas por berimbau e pandeiro, mas a musica é rápida e os movimentos são ágeis e acrobáticos.



Waldiney Melo

Título: Em ritmo de capoeira

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 0

763 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Yuri SilvaYuri

    07-10-2014 às 12:05:47

    A capoeira é bem popular nas regiões brasileiras sendo uma forma de atrair principalmente crianças e adolescentes.

    ¬ Responder
  • clevis

    29-11-2012 às 16:05:20

    A Capoeira é mas que uma luta, ela é uma terapia espiritual. Pois o fato de ser uma luta que é feita sobre o ritimo de uma musica, trabalha além da saúde, a alta estima, cria fortes laço de amizades e até família.
    Muito ótimo, meu convivio com meus filhos, esposa, parentes e amigos é um de laço de amizade forte e constante, graça a essa Luta Brasileira chamada Capoeira.

    ¬ Responder
  • antenorantenor

    22-12-2010 às 15:09:40

    a capoeira e uma arte popular k merece ser preservada para toda vida entre os capoeiristas e apreciadores dos mesmos... adoreiiii

    ¬ Responder

Comentários - Em ritmo de capoeira

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios