Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > Como se Despede um Funcionário?

Como se Despede um Funcionário?

Categoria: Empresariais
Visitas: 4
Comentários: 5
Como se Despede um Funcionário?

Se depararmo-nos com uma situação de desemprego é uma coisa complicada e produz sentimentos difíceis de gerir, despedir um funcionário pode não ser uma atitude a ser tomada de ânimo leve. Apesar da maior parte de nós, enquanto funcionários, achar que despedir um funcionário não é complicado e que a entidade patronal tem sempre um sangue frio muito grande, a realidade pode não ser essa. Despedir um funcionário pode por um lado ser um alívio, mas pode, em muitas situações ser um assunto com custos emocionais complicados.

A crise numa empresa instala-se quando menos se espera e se a subida é gradual e complicada, conseguida a custo, a descida é rápida, acentuada e em queda livre. Numa situação destas, muitas são as entidades patronais que se vêem obrigadas a reduzir (por vezes de forma substancial) o número de empregados.

Mas e como o fazer? Bem, se é dono de uma empresa e se encontra numa destas situações, saiba que deverá seguir o que está previsto na lei (Código do Trabalho), pois poderá ter de enfrentar funcionários que não compreenderão a situação precária da empresa.

Se a única solução é despedir mais do que um funcionário, deverá reger-se por um despedimento colectivo. Relativamente aos funcionários que deverá dispensar, a lei obriga a que sejam os com contrato mais recente. Os funcionários mais antigos são os últimos a ser despedidos, mesmo que a sua prestação não seja a melhor.

Se a solução está em despedir um só funcionário poderá (e deverá) utilizar o despedimento por extinção por posto de trabalho. Isto significa que o posto de trabalho vai deixar de existir. Podem por exemplo existir duas pessoas a fazer o mesmo trabalho, mas passará a ser feito só por uma, pelo que o posto da segunda deixará de existir.

Em ambas as situações, é obrigatório a empresa empregadora comunicar em primeiro lugar e com 60 dias de antecedência, que existe a intenção de extinguir o posto de trabalho. Desta forma o trabalhador pode contestar ou não. A segunda comunicação explica que o posto vai ser extinto e que o funcionário em questão deixará de trabalhar a partir de determinada data.

Estas cartas são enviadas por correio registado, mas o procedimento pode ter outros contornos.

Custe-lhe ou não dispensar um funcionário, o ideal é conversar sempre com ele antes da recepção da referida carta. Explique-lhe a sua intenção e porque o faz. Combinem detalhes e coloquem-no por escrito, se possível. Prepare-se, as emoções estão ao rubro e pede-se muita paciência e bom senso. Se ninguém gosta de despedir, acredite que ninguém gosta de ser despedido.


Carla Horta

Título: Como se Despede um Funcionário?

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 4

809 

Imagem por: alancleaver_2000

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • SophiaSophia

    01-05-2014 às 15:37:09

    É sempre bem delicado despedir um funcionário, mas se a pessoa souber falar com jeitinho não causará constrangimento nele. Usar o profissionalismo é fundamental nessas horas.

    ¬ Responder
  • lucimara resende

    15-01-2013 às 16:04:42

    meu patrao nao vai fechar a empresa,mas nao quer ter funcinario.qostaria de saber si ele terá custos ao me dar a carta pra receber o subsidio. meus cumprimentos .obrigado

    ¬ Responder
  • paulo alves

    09-11-2012 às 17:49:12

    boa tarde, despedimento por extinçao do posto de trabalho- a notificaçao pode ser verbal? ou tem que ser por escrito? os 30 dias por ano podem ser negociaveis para mais? ou é o legal por lei? pode a funcionaria negar o despediemnto ? obrigado

    ¬ Responder
  • Sofia NunesSofia Nunes

    18-09-2012 às 12:56:00

    Concordo consigo quando refere que o empregador deve conversar com o trabalhador despedido antes do envio da carta. Sabendo que o despedimento é algo que terá grande impacto na vida daquela pessoa, que terá de se habituar de novo à rotina -que poderá estender-se durante um longo período de tempo- de procurar emprego e recuperar contactos, o empregador deve mostrar sensibilidade no momento dessa comunicação. Será um momento tenso, mas não terá de ser destrutivo.

    ¬ Responder
  • Gabriel MarquesGabriel Marques

    02-01-2012 às 10:53:14

    Bom dia, será que me pode ajudar no processamento da carta de despedimento de um funcionário por extinção do posto de trabalho?
    O acordo com o funcionário já existe, agora só falta mesmo essa carta para ele poder apresentar no fundo de desemprego. Obrigado pela atenção.

    ¬ Responder

Comentários - Como se Despede um Funcionário?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Estratégia do arco-íris

Ler próximo texto...

Tema: Serviços
Estratégia do arco-íris\"Rua
Pessoas comuns estão a descobrir novas estratégias que supostamente fazem dinheiro rápido. Mas, a verdade da questão é que, isso é quase impossível. Ao longo de sua jornada de negociação, vai experimentar algumas vitórias e derrotas. Então, vejamos uma das estratégias que irá produzir mais vitórias do que derrotas: a estratégia do arco-íris. Esta é uma estratégia muito poderosa que qualquer um pode utilizar, especialmente novatos lá fora. Se é novo no comércio de opções binárias e gostaria de ganhar dinheiro online, esta é a estratégia ideal para si.

A estratégia do arco-íris envolve um período de 6, 14 e 26 períodos, períodos de média móvel exponencial. Estes permitem filtrar os movimentos menores no mercado e dar-lhe uma visão clara da tendência.

O mercado está numa tendência alta quando o período de 6 EMA está no topo dos 14 períodos EMA e dos 26 períodos EMA. A tendência baixa ocorre quando as EMA cruzam-se. Agora, os 26 períodos EMA devem estar no topo da EMA de 14 períodos. Em tendências altas, os comerciantes devem concentrar-se principalmente em opções de compra.

Uma opção de compra pode ser acionada quando o preço para baixo remonta à EMA 14 e começa a mover-se para cima. Uma opção de venda pode ser acionada quando o preço refaz para cima, e os períodos EMA 14 começam a mover-se para baixo.

As vantagens desta estratégia é que muitos dos sinais são precisos e não requerem muita análise para fazer um bom negócio. Com a gestão de risco adequada, pode fazer desta a sua principal estratégia. Mas, antes de tomar essa decisão, saiba que existem algumas desvantagens. O preço às vezes pode ir além dos 14 períodos de EMA. Alguns comerciantes podem não saber como reagir a isso.

Além disso, mesmo se os mercados são tendências, ainda existe a possibilidade de dar sinais falsos, mas com a gestão de riscos aplicadas, esses sinais falsos não causam muito dano. Combinar esta estratégia com coisas como Fibonacci, linhas de tendência ou médias móveis podem ajudar a reduzir as chances de perdas.

Em geral, a estratégia do arco-íris é um grande indicador. Ele faz maravilhas nos mercados de tendências e é muito fácil de usar para os comerciantes de todos os níveis. No fim de contas, é apenas uma questão de fazer uma boa gestão de risco. É uma ótima estratégia para iniciantes começarem a usar e obterem vitórias, experiência e bastante dinheiro.

Pesquisar mais textos:

Jerónimo Diogo Magalhães

Título:Estratégia do arco-íris

Autor:Jerónimo Diogo Magalhães(todos os textos)

Imagem por: alancleaver_2000

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios