Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > A História E As Estórias Do Alho

A História E As Estórias Do Alho

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
A História E As Estórias Do Alho

O alho é uma planta perene com cerca de 60 centímetros que carrega consigo várias estórias e mitos, ou melhor, carrega consigo a História. Quem nunca ouviu falar, na literatura ou no cinema, que alho afasta os vampiros? É uma lenda muito popular. Vêm da Europa de Leste que encara o alho como um alimento que afasta as coisas más, esotericamente falando. Aliás, existe um tipo de alho chamado Transylvanian, ligado a outra lenda, a do conde Drácula, que morava na Transilvânia. Como esta há outras. Por exemplo, na Odisseia, de Homero, o famoso Ulisses, que realizou os doze trabalhos, usa um capacete feito de alho, para afastar uma feiticeira.

Deixemos as lendas e retomemos à História. Pensa-se que o alho terá vindo do continente asiático, porém, a arte, como uma fonte de saber, leva-nos ao Egito. Este alimento foi pintado em sarcófagos egípcios muito antes da vinda de Cristo.

Tutankamon o possuidor do único túmulo egípcio que não foi assaltado devido à falta de opulência que tinha. Foi um faraó que morreu muito precocemente e, por tudo isto, sabemos que foi enterrado bocados de alho. Na Grécia e Roma, o alho também tinha uma função de repelente, mas para escorpiões. Na Idade Média era usado para afastar os mosquitos, que devido à falta de higiene, abundavam de forma extrema. Chegou ao Brasil através das caravelas portuguesas na Idade Moderna.

Contudo, também foi desprezado, nomeadamente, na Inglaterra, por causa do hálito. A razão fulcral por o alho não ter tido um papel mais presente na história da comida, e não só como repelente, foi a falta de adesão das classes altas, com receio do hálito intragável, que permanecia. Ainda mais se a questão da higiene era muito questionável. Segundo Louis Pasteur, o alho é muito bom para eliminar as bactérias. Pode eliminar até 23 bactérias, como a receada salmonela. O alho não completaria a História se não tivesse entrado na Segunda Guerra Mundial, nos anos 40. Na falta de penicilina, as tropas recorriam as soluções feitas de alho.

Hoje em dia o alho faz parte da alimentação de muitos indivíduos, que cada vez mais se apercebem das suas propriedades medicinais.


Daniela Vicente

Título: A História E As Estórias Do Alho

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 0

655 

Comentários - A História E As Estórias Do Alho

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios