Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > A vida diária no tempo de D.Afonso Henriques

A vida diária no tempo de D.Afonso Henriques

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Literatura
Visitas: 4
Comentários: 1
A vida diária no tempo de D.Afonso Henriques

A maioria da população era constituída por camponeses pobres, que habitavam casa só com uma divisão, sem mesa, camas ou cadeiras.

As casas eram feitas de pedra ou de madeira e no seu interior estava a lareira, onde se cozinhava e a família tomava a refeição do final do dia, a ceia e onde se conversava.
As pessoas levantavam-se muito cedo e deitavam-se ao anoitecer, aproveitando ao máximo a luz do dia.

A sua alimentação era à bese de pão de cevada, centeio e sopas com todo o tipo de vegetais disponíveis como couves, nabos, cebolas e milho miúdo. Em diversas refgiões, as castanhas constituíam um alimento importante, sendo secas e conservadas para consumir todo o ano.

Muito raramente comiam carne, exeto porco fumado ou salgado, normalmente toucinho, ou pequenos animais caçados, tais como coelhos, perdizes e outras aves. Faziam a matança do porco, no inverno, que era um momento festivo, na sequência da qual a alimentação melhorava durante uns dias.

Contudo, a maior parte dessa carne era salgada e fumada, para ser conservada durante o ano. Era cozinhada na lareira, com lenha e em recepiente de barro.

O vinho era consumido por todos, independentemente do sexo e da idade, pois as águas eram muitas vezes contaminadas. Além disso, o vinho fornecia muitas calorias, que compensavam a falta de alimentos e davam energia para os trabalhos mais duros.

A alimentação dos nobres era muito rica, pois incluía pão de trigo e muita carne de caça, como veados e javali, bem como os melhores alimentos produzidos pelos caponeses que entregavam aos senhores como parte dos impostos ou rendas que pagavam.

No século XII, quando se formou o reino, as pessoas levavam uma existência bastante diferente daquela que temos atualmente. Com eeito, casavam cedo, a partir dos doze anos, as raparigas e catorze os rapazes e não iam à escola.

A esperança média de vida era muito baixa e a mortalidade infantil bastante elevada.
Muitas crianças não chegavam a nacer, devido aos problemas de saúde e carências alimentares.

Normalmente não chegavam aos oitenta anos e a morte era preparada de acordo com as regras religiosas, que asseguravam a salvação da alma.

Dos costumes, no tempo do primeiro rei de portugal, há muita literatura, pinturas e frescos a retratá-la.


Teresa Maria Batista Gil

Título: A vida diária no tempo de D.Afonso Henriques

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 4

645 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    10-09-2012 às 13:24:09

    Todos nós temos uma ideia de como era a vida antigamente: pobre, muito pobre. Contudo, desconhecia todos os pormenores. Não sei em que se baseou, mas eu gostei do texto, até porque adoro história e sociologia. Duas combinações fantásticas. Na História, muitos esquecem-se que esta não é só feita de datas e de grandes feitos históricos. A História também passa por estes temas: o quotidiano dos camponeses, da nobreza, dos reis, entre outros.

    ¬ Responder

Comentários - A vida diária no tempo de D.Afonso Henriques

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Publicidade
Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso\"Rua
Para todos os tipos de negócios, produtos ou serviços, se pretende obter resultados é fundamental divulgar. Não adianta ficar preso a ideia de que o seu trabalho é bom se ninguém sabe que ele existe. Seria como ter uma biblioteca contendo todo o tipo de informação sobre os mais variados temas no fundo do mar, ou no meio de uma floresta desconhecida. Afinal, o que faria com tanta informação se não tem acesso a ela?

Vamos entender o seguinte; quanto maior o número de pessoas receberem diariamente informação sobre o negócio em questão, maior a possibilidade de retorno, mesmo que seja de 1% ou menos. O mais importante é se fazer presente e não perder o foco, o que significa que, mesmo o retorno parecendo ser relativamente pequeno, sem nenhuma divulgação, seria um fracasso.

Dicas para fazer divulgação:

Primeiro é preciso determinar quais os veículos irá utilizar como ferramenta de marketing, depois, quanto tempo irá empregar nessa tarefa e criar um script (texto) de abordagem e apresentação que seja atraente, porém não muito extenso.

Com a oportunidade que a internet nos dá atualmente, é o meio de divulgação mais rápido, barato e prático que se pode ter, porém, não se empolgue muito. É preciso seguir alguns passos para que de fato dê certo. Usar a internet como mecanismo para divulgar, não é ficar atirando para todos os lados sem seguir uma estratégia que funcione como porta de atração.

Então, comece criando um site ou blog e contrate um serviço de hospedagem, os sites grátis têm extensão do fornecedor, o que pode tirar a característica de algo profissional, mas lembre-se de registrar um domínio, há muitos serviços de hospedagem com preço baixo.

Faça inscrição nas principais redes sociais e atualize todos os dias, é uma ótima ferramenta.
~
Crie anúncios e insira nos sites de classificados, como por exemplo, aqui no Rua Direita, que é grátis e tem grande número de visitações diárias.
Prepare uma campanha de incentivo usando o YouTube, com um vídeo explicativo de no máximo 2 minutos. O mais importante aqui é despertar o interesse para que visitem o site.

Faça uma lista de todos os seus contatos e envie informativo por e-mail, mas cuidado para não praticar spam, ou seja; enviar para quem não conhece ou não lhe autorizou. Telefone para os amigos e familiares e conte as novidades sobre o trabalho com simpatia e entusiasmo. Peça a eles indicação para que possa também falar com os contatos deles e o principal; acredite no sucesso, se empenhe com seriedade e determinação.

Pesquisar mais textos:

*lss Cabelos *

Título:Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso

Autor:*lss Cabelos *(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios