Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > O que fazer em caso de concussão

O que fazer em caso de concussão

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 18
Comentários: 5
O que fazer em caso de concussão

Pode parecer um nome muito pomposo e pouco elucidativo, mas se traduzirmos concussão por “pancada direta” (na cabeça, por exemplo), aposto que todos ficam mais conscientes da importância deste texto.

Uma pancada direta no pescoço, cabeça, maxilar ou uma queda violenta sobre os pés, pode causar a chamada concussão. Este choque brusco pode abalar e afetar o cérebro, provocando lesões internas, edemas ou mesmo hemorragia. Normalmente, verifica-se uma breve perda de consciência, podendo ser acompanha de um pequeno episódio de perda de memória.

Em geral a vítima queixa-se de dores de cabeça, sonolência, visão enevoada ou dupla e náuseas ou vómitos. Para além disso, devemos ter atenção a agitação por parte da vítima, bem como confusão, desorientação, perda temporária da consciência ou perda de memória (normalmente de acontecimentos anteriores ao incidente ou o próprio incidente).

Esquematizando, relembre o que deve fazer se se deparar com uma situação desta natureza:

1 – Após o incidente, verifique o grau de consciência da vítima, pedindo que realize tarefas simples, como pedir-lhe que aperte a sua mão. No caso da vítima se encontrar inconsciente, coloque-a de lado (posição lateral de segurança), a menos que suspeite que possa ter ocorrido traumatismo vertebromedular (frequente no caso de queda seguida de perda de consciência). Nestes casos, não manipule muito a vítima, de forma a não piorar possíveis lesões e chame uma ambulância.

2 – Se a vítima está consciente e alerta, proporcione-lhe descanso numa posição confortável, de preferência com a cabeça ligeiramente elevada. Verifique se há lesões decorrentes do incidente, como hematomas, feridas ou tumefações.

3 – No caso do incidente ter provocado feridas, estanque o sangue promovendo pressão sobre as mesmas, preferencialmente recorrendo a uma compressa esterilizada. Se tal não for possível, lembre-se que o mais importante é travar a hemorragia, principalmente se for de dimensões consideráveis, mas, se possível, procure fazê-lo de uma forma que não contamine a ferida.

4 - No caso da vítima apresentar um hematoma na cabeça, molhe uma toalha em água fria, torça-a bem e aplique sobre o mesmo. Uma forma de se certificar da capacidade de coordenação de movimentos da vítima, é pedir-lhe que segure ela própria a toalha.

5 – Por fim, esteja atento a possíveis mudanças de estado da vítima, como aparecimento de náuseas, tonturas ou dores de cabeça. Se tal acontecer, chame uma ambulância ao local. Estes sintomas são indicativo de possível traumatismo craniano.


Cláudia Bandeira

Título: O que fazer em caso de concussão

Autor: Cláudia Bandeira (todos os textos)

Visitas: 18

807 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    18-07-2014 às 21:17:31

    A primeira coisa a fazer é procurar um especialista mesmo. E nem pensar dizer que não foi nada, mesmo um baque inocente devemos procurar fazer um raio x.

    ¬ Responder
  • eliete

    31-01-2013 às 19:07:01

    cerca de 4 meses levei um tombo feio no banheiro, bati com muita força na parede de azulejo, cresceu um enorme galo na hora , fiquei muito tonta e com nauseas, fui no posto depois de 2 dias, fiz um rx mas nao deu nada,a dor permanece até hoje o q pode ser?

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoEric

    02-08-2011 às 02:24:32

    Eu estava jogando Football, quando um cara de 130 kg caiu em cima da minha cabeça, estava jogando sem capacete e equipamentos de proteção, na hora fiquei desorientado, nao lembrava onde estava, ou oque estava fazendo ali, me tiraram do campo, fiquei sentado uns minutos, depois voltei a jogar, mais mesmo assim, nao sabia dizer como tinha chegado até ali, ou oque estava fazendo, um desepero bateu, tentava lembrar e nao conseguia, com um pouco de dor de cabeça no dia seguinte, fui no medico, e ele disse que foi uma concussão, e que se surpreendeu por eu nao ter desmaiado, é uma situação muito ruim, e desesperador, não saber onde esta, nem saber como chegou até la, sorte que recobrei a consciencia horas depois, valeu pela pesquisa, esclareceu varias coisas

    ¬ Responder
  • erikaerika

    23-02-2011 às 19:02:15

    gostei desta pesquisa

    ¬ Responder
  • vera lucia vieira concurutovera lucia vieira concuruto

    18-02-2011 às 21:06:57

    Eu estava de bike e não no acidente que vou lhe contar, eu me envolvi e não me lembro de nada e como aconteceu, só fiquei sabendo como foi depois de 02 dias pois só dormia: eu estava próximo de onde moro e quando acordei estava no hospital, parecia sonho, meio confuso e se conta eu não acredito. Acordei no hospital, perderam a minha ficha de atendimento, fui embora mas no caminho vomitei e muito sono. Gostaria de saber se é normal vomitar e se vom ficar com sequelas por isto??
    Obrigada,
    Vera Lúcia.

    ¬ Responder

Comentários - O que fazer em caso de concussão

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios