Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Mobiliário > Como escolher o sofá perfeito

Como escolher o sofá perfeito

Categoria: Mobiliário
Comentários: 1
Como escolher o sofá perfeito

A sala de visitas é, sobretudo, lugar do lazer, do convívio familiar, do descanso rápido, da recepção de amigos e também de estranhos. Para todas essas atividades, o sofá é o móvel receptivo e ainda o ponto de partida para uma decoração harmoniosa.

Para comprar, considere alguns requisitos: tamanho ideal, modelo, cor, tipo de revestimento, estampa, padronização, reversibilidade e grau de formalidade. Ao responder estas questões, defina o orçamento e persiga o melhor custo-benefício. A faixa de preços é extensa, e o maior preço nem sempre corresponde à melhor qualidade, ou às suas expectativas.

Inicie anotando as medidas corretas que o seu sofá deverá ter. Procure o equilíbrio: móveis muito grandes atravancam a sala e os muito pequenos dão sensação de vazio. Observe os vãos, as dimensões de entradas, escadas e elevadores, para ter certeza de que não haverá obstáculos no percurso que o móvel fará até sua sala.

Confira aspectos relacionados ao conforto e à durabilidade. Certifique-se da armação: as mais fortes são de madeira sólida, com pés. As molas são indispensáveis e devem guardar boa proporção com o número de almofadas. Prefira enchimento de espuma altamente resistente. Teste a estrutura. Ela deve ser invisível, intocável e inaudível. Caso veja marcas da estrutura, ouça estalidos ou a sinta, procure outro sofá. Lembre que o acabamento deve ser impecável.

Cores e texturas estão condicionadas ao gosto pessoal. Se você procura um sofá capaz de atravessar modismos e tendências, opte por cores neutras, que propiciam numerosas combinações de mobiliário, e aceitam acessórios coloridos para um ambiente mais alegre. Se preferir cores fortes, faça o inverso e complemente com acessórios de cores neutras e claras. Tecidos com padrões são indicados para onde habitam crianças, pois disfarçam manchas. Sua beleza reside na simetria dos padrões.

Escolha o tecido mais adequado à sua decoração, à qualidade e freqüência do uso. Linho e algodão são duráveis, mas difíceis com nódoas. Microfibras e sintéticos mancham menos, porém envelhecem rapidamente. Excepcionalmente resistentes, peles e lãs têm preço muito alto. Já a seda esbanja beleza, e esbarra na fragilidade.

Quando acreditar que achou o sofá ideal, experimente-o. Ele deve ser confortável por inteiro e para todo o corpo: pés, braços, quadris, costas, cabeça. Teste sentando, deitando, levantando, nas possíveis posições com que o ocupará. Quando o móvel acumular as características de durabilidade, beleza, economia, praticidade e conforto, parabéns! Você encontrou seu sofá perfeito.


Hediene

Título: Como escolher o sofá perfeito

Autor: Hediene Hediene (todos os textos)

Visitas: 0

665 

Imagem por: Starck Ting

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    20-04-2014 às 16:14:22

    A Rua Direita agradece pelas dicas. Uaaauu, muito bom o seu texto!

    ¬ Responder

Comentários - Como escolher o sofá perfeito

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Starck Ting

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios