Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Os segredos do alho

Os segredos do alho

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Visitas: 2
Comentários: 1
Os segredos do alho

Há tempos imemoráveis que o alho integra os usos culinários, medicinais e místicos dos seres humanos. As suas características foram, desde sempre, reconhecidas e até consideradas milagrosas.

Ao que parece, a primeira greve da História aconteceu quando os escravos recrutados para construir as pirâmides do Egito se viram privados da respetiva porção diária de alho, devido à escassez verificada no mercado. Sentindo faltarem-lhes as forças e a disposição, recusaram-se a trabalhar. De facto, eram as doses massivas de alho que comiam que lhes conservavam a energia.

Na Odisseia, de Homero, consta que Ulisses se socorreu do alho como expediente mágico para se livrar da feiticeira Circe, que o iria liquidar, não fosse ter-se apaixonado por ele à conta do alho.

Fantasias à parte, existem relatórios médicos datados do ano 1600 que mencionam o alho como cura para todos os males. Entre os camponeses, vigorava a tradição de o aplicar para estancar hemorragias e tratar doenças de pele.

Durante a I Guerra Mundial, o alho era utilizado como desinfetante externo, quando havia carência de antissépticos convencionais.

Atualmente, os benefícios atribuídos ao alho continuam a ser inúmeros. Para além de infinitas forma de emprego na culinária, o alho é digestivo (debelando, inclusive, parasitas intestinais), diurético, tonificante, expetorante, neutralizador de gases, estimulador da secreção de bílis, anti-espasmódico. Adicionalmente, baixa a febre, e, usado continuamente na comida, equilibra as taxas de colesterol e triglicéridos, reduz a hipertensão, regula a glicose no sangue, distende os vasos sanguíneos (evitando a arteriosclerose) e previne a agregação das plaquetas (útil em tromboses, por exemplo) e determinados cancros. Ajuda ainda a eliminar toxinas (devido à elevada concentração de enxofre), a descongestionar as vias respiratórias e a tratar a bronquite.

O germânio presente no alho facilita a absorção de oxigénio pelas células. O alho contém diversas vitaminas e minerais, desintoxica, acalma e incrementa a capacidade do organismo para resistir ao frio e ao calor. É um bactericida e fungicida poderoso (este poder é imputado à alicina, componente-chave da atividade antimicrobiana.

Contudo, a fervura reduz esta atividade, pois com o processo térmico a alicina é desnaturada). Também se emprega para mitigar problemas de artrite (na forma de tintura, ou noutras), frieiras e verrugas. Até já há quem refira a utilidade do alho no combate à poluição industrial! É a composição completíssima do alho que faz com que ele tenha uma ação tão diversificada no organismo (e, pelos vistos, não só…).

O alho é recomendado em pacientes portadores de patologias, como a sida, em que o sistema imunitário se apresenta bastante debilitado. Há estudos que reportam uma ação antiviral do alho, pelo que o seu consumo é igualmente indicado em casos de constipações, gripes e viroses em geral.


Maria Bijóias

Título: Os segredos do alho

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

807 

Imagem por: Sebastian Mary

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Mauricélia

    03-12-2012 às 10:39:10

    deve ser bom mesmo.

    ¬ Responder

Comentários - Os segredos do alho

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Sebastian Mary

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios