Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Chá - a bebida ideal

Chá - a bebida ideal

Categoria: Alimentação
Visitas: 2
Chá - a bebida ideal

Quando se fala em chá, geralmente os ocidentais pensam logo na tradição do “chá das cinco” e nos Ingleses. Todavia, esta bebida é muito apreciada em todo o mundo, estimando-se em dois milhões o número de chávenas desta bebida milenar servidas diariamente, o que remete o chá para o segundo lugar do ranking mundial das bebidas mais consumidas, logo depois da água. Na verdade, constitui uma boa forma de hidratação que, adicionalmente, pode aportar benefícios complementares para a saúde, devido às propriedades de muitas das ervas que lhe dão origem. Efectivamente, existe chá de tudo e mais alguma coisa, com os mais diversos aromas e para os fins mais variados.

Em todas as regiões e climas se bebe chá: frio, quente, morno, adoçado ou não, enfim, trata-se de um preparado muito versátil, que cai bem em qualquer altura e contexto. Não obstante, os orientais decretaram-lhe uma importância que extravasa largamente a bebida em si, outorgando-lhe um estatuto de alegoria. Nos países do Oriente, as folhas do chá são arranjadas, servidas e bebidas com requinte e uma certa reverência. No Japão, a cerimónia do chá é denominada de Cha-no-yu.

Fazer um chá parece algo banal, mas na realidade há pequenos segredos capazes de lhe conferir uma dignidade própria de um imperador. Por exemplo, a água deve ser fresca, preferentemente isenta de calcário ou desinfectante e fervida numa cafeteira limpa, e o bule escaldado com água a ferver antes de fazer o chá. Colocar uma casca seca de laranja no bule ainda vazio, emprestará ao chá um perfume magnífico.

Conta-se uma colher de chá por pessoa e mais uma para o bule e, quando a água começa a ferver, deita-se um bocadinho por cima das folhas, até tapá-las, e deixa-se a repousar durante dois ou três minutos. Acrescenta-se, em seguida, o resto da água a ferver, mexe-se com uma colher e serve-se cinco minutos depois.

O chá pode ser servido com açúcar (apesar de ser melhor não o adicionar), limão, leite frio e natas. É aconselhável pôr o leite na chávena antes do chá, depois o açúcar (se levar) e só no fim o limão. Em Inglaterra, é quase vitupério deitar o leite sobre o chá.

Para um chá brando, serve-se água quente, que se deita na chávena e jamais no bule. A quantidade da infusão nunca deve ser incrementada à custa do acréscimo de água no bule. O chá ficaria… chalado!

É recomendável passar as chávenas por água morna de cada vez que se as encher com chá. Se, pelo contrário, se desejar um chá gelado, basta deitá-lo a ferver num copo com uma pedra de gelo, adoçante e uma rodela de limão.

Atenção! O calor e a luminosidade estragam o chá. Para evitar alterações, guarda-se em latas hermeticamente fechadas, em local seco e fresco e isento de odores fortes.



Maria Bijóias

Título: Chá - a bebida ideal

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

711 

Comentários - Chá - a bebida ideal

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios