Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > Exercite músculos e cérebro!

Exercite músculos e cérebro!

Categoria: Desporto
Comentários: 1
Exercite músculos e cérebro!

A orientação, indispensável a qualquer deslocação, nomeadamente em sítios que não conhecemos, é utilizada para desafios desportivos há mais de cem anos.

O Natal foi, verdadeiramente, o começo de tudo. Quando Cristo nasceu, os Reis Magos protagonizaram uma das mais afamadas provas de orientação da História. Dezanove séculos mais tarde, por causas e suposições diferentes, Major Killander, sueco, mentor da orientação como desporto, resolveu aproveitar o tempo dispendido na actividade física para ocupar, de igual modo, a mente. A orientação na Escandinávia alcançou uma popularidade tão grande que em 1942 integrava já os currículos escolares. Há ainda países que a adoptaram por lhe reconhecerem importância no treino das suas Forças Armadas.

A orientação é um desporto individual cujo propósito assenta em utilizar o menor tempo possível para percorrer uma determinada distância em terreno variado e incógnito, sendo que o atleta é obrigado a passar por alguns pontos, denominados postos de controlo ou balizas, que constam do mapa que lhe é facultado. Os desportistas desta modalidade vêem-se na iminência de juntar à boa forma física um imenso dinamismo mental, pois necessitam de interpretar mapas e tomar decisões relativamente à escolha de percursos ou da própria táctica a empregar na corrida.

A passagem pelos postos de controlo é validada através da perfuração de um cartão com um agrafador ou alicate com padrão próprio e distinto. Actualmente, recorre-se mais a um chip de identificação do concorrente.

Embora não haja uma “farda” oficial, é recomendável usar indumentárias práticas e apropriadas ao local e uma bússola. Sim, porque isto de “ficar sem norte” não é aconselhável em situação nenhuma, e muito menos no meio do desconhecido…!

Existem várias disciplinas de orientação. A mais usual é a pedestre, mas a federação internacional admite também a orientação em BTT (bicicletas todo-o-terreno), em esqui e o trail orienteering (em cadeira de rodas). Em certas nações têm, igualmente, lugar provas de orientação a cavalo e em canoa, para além de outras vertentes. Seja como for, não são permitidos veículos motorizados. Qualquer prova pode ser individual e de estafetas ou revezamentos.

Apesar de, vulgarmente, se escolherem áreas florestais, a orientação pode ser praticada em montanhas, parques de cidades, zonas edificadas e em meios aquáticos e subaquáticos. O investimento em equipamento é quase nulo, sendo apenas preciso procurar um clube da especialidade a fim de aprender técnicas de interpretação dos mapas.

É relativamente fácil e barato organizar uma prova de orientação, de dia ou de noite. O que realmente interessa é pôr a trabalhar o corpo e o intelecto em uníssono para os desenvolver e não ficar “às escuras” em termos de direcção. Entusiasme-se!



Maria Bijóias

Título: Exercite músculos e cérebro!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

805 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    02-07-2014 às 01:16:58

    Exercitar o músculo e o cérebro devem fazer parte de nossa vida em qualquer período de tempo. A falta deles nos mantêm estagnados, atrofiados. Como amo mexer com meu corpo e meus neurônios....hehe

    ¬ Responder

Comentários - Exercite músculos e cérebro!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Receptores digitais

Ler próximo texto...

Tema: TV HIFI
Receptores digitais\"Rua
Os receptores digitais são instrumentos que têm a função de receber sinal por via de canais digitais.

De acordo com a sua função, estes canais poderão ser satélite ou por cabo. Actualmente, já existem bastantes serviços de televisão por cabo que funcionam apenas com estes receptores, uma vez que é através deles que se consegue ter acesso não só aos canais de serviço, mas também a pacotes codificados.

O serviço de recepção de canais por satélite é um sistema independente para o qual é necessário ter um disco receptor satélite de modo a poder ter canais digitais fora dos serviços prestados pelos operadores de televisão digital.

Este instrumento permite que os próprios ecrãs sem tecnologia digital passem a usufruir desta através destes receptores. No entanto, a melhor qualidade só é garantida com um ecrã já com esta tecnologia.

Os receptores digitais permitem também aceder a uma multiplicidade de serviços, desde que devidamente configurados. Por exemplo, com estes receptores, é possível aceder a menus específicos de pausa de emissão para depois ser continuada, de serviços on-demand ou acesso a portais específicos, entre outros.

Esta pequena caixinha permite ao seu utilizador usufruir da televisão a um novo nível, de modo a que possa ter todas as comodidades no conforto do lar. 

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Receptores digitais

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    04-06-2014 às 06:53:28

    Gostei dos receptores digitais. Bom texto abordando isso.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios