Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > Faça ginástica!Não deixe os músculos atrofiar

Faça ginástica!Não deixe os músculos atrofiar

Categoria: Desporto
Visitas: 2
Comentários: 2
Faça ginástica!Não deixe os músculos atrofiar

O termo “ginástica” vem do grego “gymnádzein”, que significa “treinar-se” e, numa acepção literal, “exercitar-se nu”, que era como os gregos executavam os exercícios.

Em tempos idos, quando o quotidiano da grande maioria das pessoas impunha uma intensa actividade física, como o trabalho no campo, a ginástica podia dispensar-se. Agora, porém, e mormente nas cidades, é uma premissa essencial para manter o organismo saudável.

A ginástica assenta numa série de movimentos repetidos inúmeras vezes para moldar ou definir diversos grupos musculares. É bastante procurada nos ginásios com intentos estéticos, mas, para além disso, reveste-se de primordial importância para a saúde, dado que o estilo de vida citadino motiva a falta de uso de determinados músculos, que acabam por ficar atrofiados. Desta necessidade de exercitação surgiu a ginástica como modalidade desportiva, apresentando evolução para algumas variantes.

Assim, a ginástica artística engloba, em competições onde se deve demonstrar total controlo do corpo, através da força, da agilidade, da coordenação, da flexibilidade e do equilíbrio, no caso dos homens, seis aparelhos (solo, salto, cavalo com arções, barras paralelas, barra fixa e argolas) e, no das mulheres, cinco (trave, solo, salto e barras, paralelas assimétricas).

A ginástica rítmica desportiva é exclusivamente feminina. As atletas rivalizam manuseando cinco aparelhos: arco, bola, corda, fita e maças. Os desafios podem ser individuais ou entre conjuntos de cinco desportistas. Vence a individualidade ou a equipa que tiver angariado mais pontos, atribuídos por um painel de juízes que avalia as actuações com base em critérios específicos: saltos, equilíbrio, flexibilidade, manipulação do aparelho e efeito artístico conseguido. Os concursos internacionais dividem-se em júnior (raparigas até aos 15 anos) e sénior (meninas com idade igual ou superior a 16 anos). Regra geral, as ginastas iniciam os treinos ainda muito jovens e atingem o auge no fim da adolescência.

A ginástica aeróbica desportiva consta da realização de coreografias que patenteiem força, agilidade, sincronismo e beleza plástica. As competições abarcam categorias de trios, duplas, individual masculino e individual feminino.

A ginástica acrobática vai beber às fontes das primeiras habilidades realizadas com a formação dos primeiros circos, no século XVII. Trata-se de levar a cabo sequências coreográficas acompanhadas de música, em pares ou em grupos, no tapete. Ginastas masculinos competem em duplas ou quartetos e femininos em duplas ou trios.

Parente próximo da ginástica acrobática, o trampolim acrobático materializa outra variante, que tem a dita de desenvolver capacidades de coordenação motora.

Quase todas as escolas dispensam algum tempo à iniciação da ginástica. Para competir, todavia, há que dedicar-se por períodos imensamente superiores e ter o apoio de treinadores especializados, bem como um local apropriado para treinar. Venha daí!



Maria Bijóias

Título: Faça ginástica!Não deixe os músculos atrofiar

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

807 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    10-10-2014 às 11:51:21

    Pratico regularmente ginástica localizada na minha casa e vejo o grande efeito que ela traz ao corpo. Deixa os músculos bem firmados, além de modelar o corpo. Amo essa prática e sempre quero seguir!

    ¬ Responder
  • Sofia NunesSofia Nunes

    14-09-2012 às 18:15:36

    Na verdade, poucas são as pessoas que praticam ginástica como forma de exercício físico. Isto porque os exercícios cardio e localizados são mais procurados. No entanto, a ginástica pode servir como complemento a outro género de exercícios, uma vez que comporta benefícios extra, nomeadamente o ganho ou manutenção da flexibilidade e, assim, da juventude. Praticar ginástica pode ser também menos cansativo quando comparado com os exercícios cardio, sendo assim adequado para pessoas mais velhas.

    ¬ Responder

Comentários - Faça ginástica!Não deixe os músculos atrofiar

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios