Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Desporto > Street Surfing

Street Surfing

Categoria: Desporto
Visitas: 2
Comentários: 10
Street Surfing

Numa tradução literal, este desporto consta de “surfar nas ruas”. Surgido na Califórnia (Estados Unidos) em 2005, é já praticado um pouco por todo o mundo, havendo milhares de jovens adeptos desta modalidade. É uma mistura do melhor que há no skate, no surf e no snowboard e permite manobras radicais, uma vez que a plataforma utilizada, a wave, semelhante a um skate, tem apenas duas rodas que giram 360 graus e um eixo em aço inox flexível, com propulsão de movimentos, sem necessidade de pôr os pés no chão. Na verdade, com um peso acercado dos quatro quilos, possibilita atingir grandes velocidades, com manobras fáceis, reeditando os melhores movimentos do surf, num contexto de maior radicalidade do que a proporcionada pelo skate convencional.

O street surfing consiste em fazer manobras em muros, escadarias e marquises, tal como se faz na água. Trata-se de surfar a seco, voando, em muitos casos, como um pássaro ou conseguindo proezas como o Super-Homem. Ao que parece, e segundo os que já experimentaram, dá a sensação de se estar mesmo em cima da onda… Não obstante, é melhor não se abstrair demasiado, não vá acontecer ser-se forçado(a) a aterrar, de repente, com os pés (e sabe-se lá mais o quê) em terra (demasiado) firme! A wave (onda, em inglês) é real, mas urbana; nada tem de soft e a possibilidade de quedas não está fora de cogitação. Contudo, os eventuais tombos terão lugar num corpinho em super forma, já que o street surfing trabalha várias famílias de músculos.

Embora dê para fazer uma infinidade de manobras, como no skate, no surf ou no snowboard, o street surfing ambiciona uma faceta de lazer, facultando a prática de toda a família. Naturalmente que será aconselhável fixar dentes postiços, cabeleiras e outros “acessórios”, e assegurar-se da firmeza de próteses ortopédicas e outras vicissitudes que a idade e as circunstâncias da vida foram aportando, just in case…

O street surfing é bem mais simples de aprender e de executar do que o surf. Ao cabo de meia hora, uma pessoa com uma aselhice dentro da média já é capaz de andar sózinha, coisa que na água as verdadeiras ondas dificultam e adiam, por vezes ad eternum. Alcançar o domínio, objectivo tão perseguido em diversas áreas da vida, é o segredo do sucesso no contexto do street surfing, apesar de se andar aos “ésses”. Mas, atenção! Recomenda-se vivamente o uso de capacetes e outros adornos de protecção sempre que se pular para cima de uma wave, não vá o diabo tecê-las…!

Maria Bijóias

Título: Street Surfing

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

792 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 10 )    recentes

  • Yuri SilvaYuri

    05-10-2014 às 21:58:52

    Muito louco esse street surfing! Para quem ama aventurar é bem prazeroso e legal! O que mais gosto de ver são essas manobras radicais. Muito showww!

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    26-04-2014 às 22:20:13

    Admiro quem pratica, mas eu mesma não sei se conseguiria...heheh..Adorei conhecer mais de Street Surfing, muito obrigada!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãooi? xou eu!

    28-03-2011 às 23:17:12

    esta maix aux menox exta cena! curtix á brava xD

    ¬ Responder
  • Tom DantasTom Dantas

    25-01-2011 às 22:27:02

    Infelizmente, ainda é difícil achar venda de acessórios no Brasil.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãoadepta do street surfing forever- marta santos

    09-01-2011 às 11:50:40

    adorei ler sobre street surfing pois é um desporto que adoro e que quero começar a dominar... para isso acho que primeiro devemos saber um pouco sobre a sua historia e sobre que desportos é que abrange e como/em que circunstancias abrange!!!

    ¬ Responder
  • marianamariana

    17-07-2010 às 18:40:14

    e curtido street surfing

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãojony

    03-07-2010 às 20:32:40

    vou tentar fazer uma street surfing de pois eu digo se consegui

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoJorge

    11-03-2010 às 15:07:00

    @ines
    olá!voce faz street surfing?

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãopeter

    05-05-2014 às 23:27:45

    jonas claro que sim a 3 anos...e o maximo

    ¬ Responder
  • inesines

    11-03-2010 às 14:26:42

    ola

    ¬ Responder

Comentários - Street Surfing

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios