Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > O coração também sofre pela boca

O coração também sofre pela boca

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Comentários: 3
O coração também sofre pela boca

«Ter o coração na boca» é uma expressão que evoca a sinceridade dos sentimentos de alguém. Porém, ter a boca no coração devia espelhar a preocupação de a manter saudável, por causa do que a sua falta de saúde pode ocasionar em termos cardíacos. Efetivamente, estudos científicos relativamente recentes vieram demonstrar que quanto mais cáries e dentes em falta um adulto jovem patentear, maior é o risco que corre de vir a sofrer de doenças cardiovasculares. Na realidade, as bactérias hospedadas na boca podem, de algum modo, chegar à corrente sanguínea e provocar infeções ou inflamações crónicas.

A ideia de que os processos inflamatórios desencadeiam o desenvolvimento de enfermidades coronárias tem vindo a ser sustentada, à medida que se avança no conhecimento científico, proporcionado por uma sucessão infindável de pesquisas. A inflamação é uma reação imunitária de defesa do organismo, passível de apresentar manifestações como febre, inchaço e dor, ou ser completamente assintomática.

Ante este último cenário, para saber se existe uma inflamação sistémica há que pedir ao médico assistente, sobretudo se houver fatores de risco, uma avaliação da proteína C ultrassensível no sangue, que representa um marcador de inflamação. A exposição continuada a esta proteína é suscetível de originar aterosclerose, patologia arterial periférica e até ataque cardíaco. Aconselha-se uma dieta anti-inflamatória, rica em óleo de peixe, frutas, vegetais com folhas e fibras. É ainda possível recorrer a suplementos dietéticos (sempre com supervisão de um técnico de saúde qualificado, devido aos efeitos potencialmente indesejados dos vários nutrientes que os compõem) como por exemplo o ómega 3 o extrato de alho envelhecido.

Há provas de que o alho é eficaz contra as estirpes da espécie estafilococus resistentes aos antibióticos, a bactéria geradora da pneumonia e estirpes resistentes de Helicobacter pylori (H. pylori). Na grande maioria das pessoas, esta bactéria, que habita no estômago, não produz sintomas. Noutras, contudo, desencadeia úlceras pépticas, certos tipos de gastrite e cancro. O alho possui ainda propriedades anticoagulantes e torna o sangue mais fino. Quando se está prestes a ser alvo de algum procedimento cirúrgico, é necessário descontinuar o uso de alho.

Parafraseando Mahatma Gandhi ao contrário (ele, que viveu, entre 1869 e 1948, e que afirmava que «a saúde é o resultado, não só dos nossos atos, como também dos nossos pensamentos»), poderia dizer-se que não basta saber e pensar sobre as coisas; a nossa saúde depende, em grande medida, das ações que nos dispusermos a levar a cabo pela edificação e manutenção de uma vida saudável.


Maria Bijóias

Título: O coração também sofre pela boca

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

790 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Yuri SilvaYuri

    12-08-2014 às 22:46:23

    Sim, concordo plenamente. O coração também sofre pela boca por hábitos muitos ruins na alimentação e nos cuidados do corpo. Há de se ter precauções quanto ao que se come e procurar sempre se manter ativa.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    13-09-2012 às 18:53:00

    para o seu coração manter-se feliz e saudável pode comer cacau escuro em pó. como não temos habito de comer cacau, pode polvilhar sobre algum fruto ao seu gosto, como a abóbora, por exemplo. os flavonoides fazem baixar a tensão arterial e previne os coágulos. pode ainda beber vinho quente com canela e cravinho. quem já não ouvi dizer que um copo de vinho À refeição é óptimo para o coração.

    ¬ Responder
  • josé antonio garcia marquesjosé antonio garcia marques

    29-04-2012 às 19:48:11

    Sempre que tomo umas cervejas à noite, no outro dia tenho uma dor incômoda que parece ser no coração ou na cavidade do peito,lado esquerdo, as mão e pés gelam e tenho que caminhar, pois dá impressão que vai piorar -que pode ser?

    ¬ Responder

Comentários - O coração também sofre pela boca

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios