Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > O coração também sofre pela boca

O coração também sofre pela boca

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Comentários: 3
O coração também sofre pela boca

«Ter o coração na boca» é uma expressão que evoca a sinceridade dos sentimentos de alguém. Porém, ter a boca no coração devia espelhar a preocupação de a manter saudável, por causa do que a sua falta de saúde pode ocasionar em termos cardíacos. Efetivamente, estudos científicos relativamente recentes vieram demonstrar que quanto mais cáries e dentes em falta um adulto jovem patentear, maior é o risco que corre de vir a sofrer de doenças cardiovasculares. Na realidade, as bactérias hospedadas na boca podem, de algum modo, chegar à corrente sanguínea e provocar infeções ou inflamações crónicas.

A ideia de que os processos inflamatórios desencadeiam o desenvolvimento de enfermidades coronárias tem vindo a ser sustentada, à medida que se avança no conhecimento científico, proporcionado por uma sucessão infindável de pesquisas. A inflamação é uma reação imunitária de defesa do organismo, passível de apresentar manifestações como febre, inchaço e dor, ou ser completamente assintomática.

Ante este último cenário, para saber se existe uma inflamação sistémica há que pedir ao médico assistente, sobretudo se houver fatores de risco, uma avaliação da proteína C ultrassensível no sangue, que representa um marcador de inflamação. A exposição continuada a esta proteína é suscetível de originar aterosclerose, patologia arterial periférica e até ataque cardíaco. Aconselha-se uma dieta anti-inflamatória, rica em óleo de peixe, frutas, vegetais com folhas e fibras. É ainda possível recorrer a suplementos dietéticos (sempre com supervisão de um técnico de saúde qualificado, devido aos efeitos potencialmente indesejados dos vários nutrientes que os compõem) como por exemplo o ómega 3 o extrato de alho envelhecido.

Há provas de que o alho é eficaz contra as estirpes da espécie estafilococus resistentes aos antibióticos, a bactéria geradora da pneumonia e estirpes resistentes de Helicobacter pylori (H. pylori). Na grande maioria das pessoas, esta bactéria, que habita no estômago, não produz sintomas. Noutras, contudo, desencadeia úlceras pépticas, certos tipos de gastrite e cancro. O alho possui ainda propriedades anticoagulantes e torna o sangue mais fino. Quando se está prestes a ser alvo de algum procedimento cirúrgico, é necessário descontinuar o uso de alho.

Parafraseando Mahatma Gandhi ao contrário (ele, que viveu, entre 1869 e 1948, e que afirmava que «a saúde é o resultado, não só dos nossos atos, como também dos nossos pensamentos»), poderia dizer-se que não basta saber e pensar sobre as coisas; a nossa saúde depende, em grande medida, das ações que nos dispusermos a levar a cabo pela edificação e manutenção de uma vida saudável.


Maria Bijóias

Título: O coração também sofre pela boca

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

790 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Yuri SilvaYuri

    12-08-2014 às 22:46:23

    Sim, concordo plenamente. O coração também sofre pela boca por hábitos muitos ruins na alimentação e nos cuidados do corpo. Há de se ter precauções quanto ao que se come e procurar sempre se manter ativa.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    13-09-2012 às 18:53:00

    para o seu coração manter-se feliz e saudável pode comer cacau escuro em pó. como não temos habito de comer cacau, pode polvilhar sobre algum fruto ao seu gosto, como a abóbora, por exemplo. os flavonoides fazem baixar a tensão arterial e previne os coágulos. pode ainda beber vinho quente com canela e cravinho. quem já não ouvi dizer que um copo de vinho À refeição é óptimo para o coração.

    ¬ Responder
  • josé antonio garcia marquesjosé antonio garcia marques

    29-04-2012 às 19:48:11

    Sempre que tomo umas cervejas à noite, no outro dia tenho uma dor incômoda que parece ser no coração ou na cavidade do peito,lado esquerdo, as mão e pés gelam e tenho que caminhar, pois dá impressão que vai piorar -que pode ser?

    ¬ Responder

Comentários - O coração também sofre pela boca

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os 10 melhores queijos holandeses

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Alimentação
Os 10 melhores queijos holandeses\"Rua
Os holandeses são conhecidos como “cabeças de queijo”. A partir daí, podemos notar e concluir que não são apenas amantes de queijo, mas também grandes produtores.
O queijo está presente na Holanda há milhares de anos, desde os tempos de Júlio César, que ficou encantado com os queijos que encontrou no local. Desde então, os queijos holandeses dividem espaço com as flores como símbolo da cultura da Holanda, gerando a maior parte do combustível econômico do país.

Os holandeses fabricam 650 milhões de quilos de queijo por ano, exportando dois terços desse volume para outros países. São os maiores exportadores de queijo do mundo.
Além disso, cada cidadão da Holanda come por ano, em média, 15 quilos de queijo.

Conheça os 10 melhores tipos de queijos holandeses:

1- Queijo Gouda
O queijo recebe o nome da cidade onde é produzido e é responsável por dois terços de toda a produção de queijos da Holanda. É o mais famoso e copiado no mundo.
Trata-se de um queijo macio e cremoso, em formato circular, com os famosos furinhos no meio. Pode-se encontrar variações no tempero, como especiarias e ervas finas. Possui um nível elevado de gordura de 48%, mas que garante o sabor único, úmido e macio do queijo. É considerado um dos melhores queijos do mundo.

2- Queijo Edam
É facilmente reconhecido por possuir no seu interior a coloração amarelo claro e camadas vermelhas ou alaranjadas nas partes mais externas. Possui um sabor picante e é mais seco se comparado com o tipo Gouda. Por esses motivos, possui menos gordura, 40%.

3- Queijo Leiden
Possui menor teor de gordura em comparação com os anteriores por se tratar de leite coado na fabricação do queijo. É mais firme e robusto, com consistência mais rígida. Pode conter especiarias em seu interior. Possui maturação mais prolongada e é prensado, o que o torna mais firme. Além de conter pimenta cominho na preparação da sua massa, dando um sabor mais do que especial ao queijo.

4- Queijo Maasdammer
Queijo com sabor de nozes fabricado na cidade de Maasdam. Também possui os famosos buracos no seu interior e um sabor peculiar e distinto. Possui estrutura firme, consistente, devido a sua cura precoce, de aproximadamente quatro semanas.

5- Queijo Cablanca
Esse queijo de cabra é classificado de duas maneiras: um tipo é fresco e mole, mais suave e cremoso; o outro é semiduro e curado, semelhante ao aspecto dos queijos gouda.
Os primeiros possuem sabor agradável e leve, por serem mais frescos. Enquanto os segundos possuem sabor mais forte e cítrico.

6- Queijo Boerenkaas

Queijo feito essencialmente de forma artesanal, o que o torna um queijo único e exclusivo, além de mais caro que os demais. Pelo menos metade do leite utilizado na fabricação desse queijo deve ser originário de vacas que são criadas na própria fazenda produtora. Além disso, o restante do leite utilizado não pode ser proveniente de mais do que duas fazendas diferentes e próximas ao local original de produção do queijo.

7- Queijo Defumado
Esse tipo de queijo é um pouco diferente dos demais. É fabricado e praticamente finalizado, após isso, é derretido e novamente prensado em formato de embutidos. É geralmente vendido por fatia, em formato de linguiça.

8- Queijo de cravo da Frísia
É um queijo preparado de leite desnatado na região da Frísia.
Além do cominho, leva na fabricação da sua massa pitadas de cravo. Isso garante a esse queijo um sabor forte, seco e rústico. Sua consistência é firme.



9- Queijo Parrano
É um queijo de vaca que possui um sabor que combina com doces aromas.
É um queijo feito nos moldes dos queijos italianos, parecido com a textura do parmesão. Por isso mesmo, é bastante usado na gastronomia italiana.

10 – Queijo Graskaas

Esse queijo é especial pois é feito a partir do primeiro leite produzido pelas vacas após retornarem da pastagem, depois de passarem o inverno trancadas nos celeiros.

Pesquisar mais textos:

Filipe Mixa

Título:Os 10 melhores queijos holandeses

Autor:Filipe Mixa(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios