Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > A Beleza Na Arte

A Beleza Na Arte

Categoria: Beleza
Comentários: 1
A Beleza Na Arte

O belo e o bonito são duas expressões que nos agradam e que ambicionamos. São adjectivos que usamos no dia-a-dia para descrever determinado tipo de coisas, não só aquelas que temos como aquelas que cobiçamos. Contudo, quando falamos de arte, a história pode ser contada de outra maneira. Podemos gostar muito de uma obra de arte sem, necessariamente, a possuirmos. Os sentimentos de posse numa obra de arte não podem existir, pois já passámos essa fase (coleccionismo) e não queremos retornar. Pode-se admirar a obra de arte pela sua beleza, pelo seu artista ou pelo seu encomendador, mas isso não equivale que tenhamos de possui-la na nossa casa, para podermos deslumbrá-la diariamente. Devemos ignorar as pessoas que são guiadas por esses sentimentos tão negativos. Muito cedo a beleza e arte começaram a andar de mãos dadas, e podemos recuar, por exemplo, à Roma Antiga, onde os deuses eram esculpidos, lembrando os simples mortais que nunca, nenhum deles, podia igualar a aquela beleza tão serena e tão poderosa ao mesmo tempo. Escolhi o tema da arte para juntar à beleza, pois esta é algo que nos acompanhou durante séculos, que foi cantada e anunciada, vista e deslumbrada por muitos. Passa pela vontade de passar para um objecto uma figura, uma cena ou uma simples multidão no reboliço. Desde muito cedo, sabemos da distinção entre artes maiores e menores. Claro, que hoje sabemos que arte é arte, seja ela pintura, escultura, arquitectura ou tapeçaria, ourivesaria. Todas são belas, todas são arte. Merecem o nosso cuidado e atenção, embora tenhamos tendência a passar por elas e não dar o devido valor. Será que isto é uma consequência do stress do dia-a-dia? Ou a arte tradicionalmente conhecida já pode ser substituída pelas novas artes em voga, como o cinema?Considerei essencial fazer um artigo sobre a arte, que ultimamente tem sido deixada ao abandono pelo público sem nenhuma razão explícita. Quero apelar a todos que vão aos Museus, visitem o nosso património, pois é lá que esta a história daquilo que nós somos e aquilo que nós representamos enquanto nação. Nunca é demais ver coisas bonitas, onde a beleza nos enche a alma e a história nos dá uma identidade.

Daniela Vicente

Título: A Beleza Na Arte

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 0

608 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    07-09-2014 às 16:00:34

    A arte e suas maiores belezas. O belo na arte pode ser definido de diferentes modos como o trágico. Adoro visitar essas obras de arte, assim é possível deslumbrar cada detalhe e beleza inserida pelos artistas.

    ¬ Responder

Comentários - A Beleza Na Arte

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios