Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Como aplicar creme

Como aplicar creme

Categoria: Beleza
Comentários: 4
Como aplicar creme

A pele deve ser cuidada todos os dias para evitar um envelhecimento precoce. A exposição ao sol e outros agentes atmosféricos faz com que haja uma aceleração das rugas. Deste modo convêm hidratar diariamente a pele com um bom hidratante desde cedo.

No entanto tão importante como o creme é o modo de aplica-lo correctamente. Os movimentos certos garantem melhor aproveitamento dos activos do produto e a pele fica mais radiante.

Após a limpeza da pele com um gel ou sabonete adequado deve aplicar-se um creme hidratante para manter a humidade da pele e não deixar secar em demasia.

Deve começar-se por espalhar o creme na face apenas com a quantidade certa pois o seu excesso não é absorvido.

Colocar nos pontos principais da testa, nariz, maçãs do rosto e queixo um pouco de produto.

Espalhar com os dedos, fazendo movimentos circulares de baixo para cima, do centro do rosto para fora. Deste modo eleva e massaja os músculos prevenindo a flacidez.

Dar especial atenção á zona dos olhos em que a pele é mais sensível e delicada. Deve colocar-se um pouco de creme específico e fazer movimento circular partindo do canto exterior do olho pela pálpebra inferior, continuando o círculo para a pálpebra superior, com o dedo indicador. Este dedo não faz tanta pressão como os outros.

Fazer toques leve com a ponta dos dedos e repetir várias vezes.

A zona do pescoço é a que envelhece com mais facilidade por isso deve aplicar-se também um creme específico, fazendo movimentos de baixo para cima, terminando no decote.

Após este processo deve sempre colocar-se um protector solar ou creme com índice de protecção no rosto e pescoço, durante todo o ano, inclusive no inverno. Os raios solares danificam muito a pele, devendo esta estar sempre protegida.

Se a pele estiver muito envelhecida em vez do creme hidratante deve usar-se um creme anti-rugas ou regenerador para corrigir as rugas de expressão ou flacidez.

È importante escolher o creme adaptado á textura da pele e idade. No entanto o modo de aplicar é sempre o mesmo.

O corpo merece os mesmos cuidados de hidratação tal como o rosto para evitar a desidratação, secura e outros problemas de pele. O melhor é enxaguá-lo com um gel adequado durante o banho e depois aplicar um creme corporal hidratante. Deste modo absorve melhor o creme devido á humidade da água do banho.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Como aplicar creme

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

803 

Imagem por: sunshinecity

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    11-09-2012 às 17:05:38

    já tinha ouvido falar que para colocar cremes devemos ter alguns cuidados com os movimentos. não colocar excesso de creme também é uma dica muito usual, mas que muito gente se esquece e acaba por desperdiçar creme (caríssimos). fazer os toques na pele para espalhar o creme é uma dica muito excelente, pois estimula a pele. a dica do creme adequado a pele também é muito importante. ando a investigar.

    ¬ Responder
  • Dr Paulo FreireDr Paulo Freire

    22-03-2012 às 00:34:32

    Como médico dermatologista, tenho dificuldade de memorizar todos os nomes de produtos dermatocosméticos do mercado brasileiro. Para vocês terem uma idéia, já cataloguei 103 Fotoprotetores FPS 30. E ainda não terminei. São centenas de produtos, de diferentes fabricantes, com diferentes indicações e apresentações.

    Criei então uma página apenas com estes produtos

    http://www.saudedireta.com.br/catalogo.php

    que pode ser consultada por qualquer pessoa. Pode-se escolher por nome, por fabricante, e por indicação. Todos os produtos foram criteriosamente selecionados, sob o ponto de vista dermatológico.

    Além disso, vocês podem selecionar um ou vários produtos e imprimir. Aqueles nomes complicados em francês e inglês agora não são mais problemas. Vocês também podem opinar sobre os produtos e dar nota para eles.

    ¬ Responder
  • BenjamimBenjamim

    23-04-2011 às 19:34:57

    Sim!! A f0rma k eu apliko u kreme eh da xeguinte f0rma: pimeru eu tiru u creme du fraxku..i paxoax em circulo nu roxto...i cima abaxo nu pexkoxu...max agora eu prokuru xaber ainda max de komu xaber utilizar bem u crem3...i komexar a p0r bem u kreme..beij0s a tdux

    ¬ Responder
  • Socorro

    18-04-2013 às 15:39:25

    Meu Deus!!! que língua é essa que o Benjamim escreve??

    ¬ Responder

Comentários - Como aplicar creme

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os descendentes de Eça

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Os descendentes de Eça\"Rua
Recentemente, por via da comunicação social, soubemos da entrega do prémio Leya, a um trineto de Eça de Queirós. Julgo que bastou essa noticia, para que todos ficássemos curiosos sobre os seus descendentes…esse mistério, como o Mistério da Estrada de Sintra, começou a adensar-se entre quem se interessa por estas coisas da literatura e da genealogia…então aqui deixo algumas notas que poderão ser importantes para quiçá, um dia, um qualquer jornalista, ou editor, se lembre, de conseguir reunir todos os seus descendentes vivos e se tire uma fotografia de família.

José Maria Eça de Queirós, escritor pródigo da nossa nação, contraiu matrimónio em 1886, com Emília de Castro Pamplona Resende, condessa de Resende, deixando à data de sua morte, em Paris, quatro filhos como seus descendentes e herdeiros diretos; foram eles António Eça de Queirós, Maria Eça de Queirós, Alberto Eça de Queirós e José Maria Eça de Queirós; portanto três meninos e uma menina.
Através do site Geneall.net, foi possível perceber as linhas genealógicas que se seguiram aos seus filhos. No entanto, nem todos os nomes dos seus bisnetos e trinetos estão aí presentes, com certeza por motivos de ordem pessoal, de resguardo da privacidade, motivos que não podemos questionar. Porém, é possível, pelo menos determinar a existência desses membros da família queirosiana.

De antemão sabemos que não houve descendência por parte de dois dos seus filhos, António Eça de Queirós e de Alberto Eça de Queirós.
Maria Eça de Queirós teve dois filhos, uma menina e um menino, porém a menina morreu muito nova, ficando apenas o menino, de seu nome Manuel Pedro Benedito de Castro, que mais tarde casou com Maria da Graça Salema de Castro, a mulher que se tornou a primeira diretora da Fundação Eça de Queirós, na casa de Tormes, pertença da família da esposa de Eça de Queirós. Como Manuel Pedro Benedito de Castro não teve filhos, sabemos que por este ramo, terminou a descendência do escritor.

Convém, entretanto, acrescentar aqui uma curiosidade. Depois do regresso a Portugal da viúva de Eça, ela e os filhos, foram residir para a casa da Granja, pertencente à família de Sophia de Mello Breyner. Inicialmente como esta casa costumava ser arrendada pela família de Sophia, Emília de Castro, arrendou-a, vindo a compra-la uns anos depois. Portanto, é aqui nesta casa que ela cria os seus filhos, e é onde, José Maria Eça de Queirós, um dos seus filhos, permanece após a sua morte, tendo criado aqui os seus filhos e netos, e tendo aqui também falecido.

Podemos então seguramente afirmar que a sua grande linha de descendência parte do seu filho, com o mesmo nome, José Maria Eça de Queirós, que teve também ele, atente-se à curiosidade, quatro filhos, neste caso, ao inverso, um menino, e três meninas, respetivamente de seus nomes, Manuel Eça de Queirós, Maria das Dores Eça de Queirós, Matilde Maria de Castro de Eça de Queirós e Emília Maria de Castro Eça de Queirós. Esta ultima, Emília, teve ao que consta nove filhos, sendo que um deles, Afonso Maria Eça de Queirós Cabral, é quem atualmente preside à Fundação acima citada, depois da morte da primeira presidente, referida atrás, Maria da Graça Salema de Castro.

Manuel Eça de Queirós por sua vez teve seis filhos, Maria das Dores Eça de Queirós teve três filhos, e Matilde Maria de Castro de Eça de Queirós, dois filhos. Somados, contabilizamos vinte, os bisnetos do famoso escritor. Seria interessante avançar um pouco mais nos ramos genealógicos e aflorar quem são ou pelo menos, quantos são os trinetos e tetranetos de Eça, por conseguinte fica aqui o desafio, pois é certo que porventura alguns destes descendentes não se conhecem, e nunca terão trocado qualquer impressão sobre o seu ascendente, para uns, bisavô, para outros trisavô, e ainda para outros, tetravô.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Os descendentes de Eça

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Imagem por: sunshinecity

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios