Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Cirurgia plástica e sua técnica

Cirurgia plástica e sua técnica

Categoria: Beleza
Comentários: 1
Cirurgia plástica e sua técnica

A técnica consiste na retirada de grande quantidade de gordura através de pequenos orifícios feitos em locais camuflados, como a região dos pelos pubianos, umbigo ou dobras naturais da pele, utilizando-se para isso cânulas, com calibres variados, que são escolhidos conforme a região do corpo e a espessura da gordura a ser retirada. Essas cânulas são acopladas a aparelhos chamados lipoaspiradores ou a seringas com pressão negativa. Utilizando a técnica infiltrativa, que consiste em se infiltrar uma solução no local a ser lipoaspirado o que facilita a remoção da gordura, causando mesmo trauma e reduzindo em muito a perda sanguínea.

É possível retirar ate 5 a 7 % do peso corporal em volume de gordura. Esse volume de deve respeitado afim de que nenhuma alteração metabólica ou hemodinâmica seja causada ao paciente, lembrando que em grande parte dos casos a retirada do volumes menores é insuficiente para o tratamento dos depósitos localizados de gordura. No caso da indicação de lipoescultura, a gordura em excesso depois de retirada, é tratada e imediatamente injetada na área a ser preenchida ou remodelada, como em depressões, sulcos naturais da face e glúteos.

A anestesia é local em pequenas áreas e sedação peridural a sedação na maioria dos casos é geral. A duração da cirurgia é de 1 a 2 horas em média dependendo da quantidade de áreas a ser tratada a permanência no hospital é de 12 a 24 horas. O pré-operatório requer exames laboratoriais e radiológicos de rotina e eletrocardiograma. É importante que sejam seguidas as orientações quanto ao tempo de jejum e eventual suspensão do uso de certos tipos de medicações. Caso o paciente seja fumante, deve suspender o cigarro no mínimo 15 dias antes da cirurgia e 15 dias depois do pós-operatório.

Saiba que é importante o paciente estar próximo ao peso ideal para que seja o melhor resultado possível da cirurgia. O pós-operatório, a maioria dos pacientes queixa-se apenas de incomodo na região operada. Quanto há dor, essa é em geral facilmente controlada com analgésicos comuns. A áreas arroxeadas que são chamadas de equimose nos locais lipoaspirados são normais e desaparecem, em medida, nas 2 primeiras semanais após a cirurgia. Resultados da cirurgia podem ser percebidos logo no primeiro mês, chegando-se ao resultado definitivo, geralmente, entre o terceiro e o sexto mês recomenda-se o uso de cinta modeladora por 1 a 2 meses. Deve-se evitar exposição solar nos primeiros 3 meses.

Waldiney Melo

Título: Cirurgia plástica e sua técnica

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 0

636 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • AnónimaAnónima

    25-06-2012 às 09:06:58

    Fui submetida a uma cirurgia em, Janeiro deste ano, e quando eu fiz essa cirurgia, eu estava com 92k; Hoje cinco meses depois eu me encontro com 109,700kg. O que devo fazer? Meu e-mail é: [email protected] Por favor me ajude!!Muito grata pela atenção atecipadamente!

    ¬ Responder

Comentários - Cirurgia plástica e sua técnica

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios