Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Conheça a dieta Japonesa – Dicas e Cardápio

Conheça a dieta Japonesa – Dicas e Cardápio

Categoria: Alimentação
Conheça a dieta Japonesa – Dicas e Cardápio

A dieta japonesa está fazendo cada vez mais sucesso entre as pessoas que desejam perder peso rapidamente. E o segredo para alcançar esse objetivo é a determinação. Ela conta com uma variedade de alimentos incluída em seu cardápio, apesar de requerer certa disciplina, ela não é uma dieta difícil. Com a dieta japonesa é possível perder alguns quilinho a mais em apenas uma semana.

Da mesma forma que em outras dietas rápida, ela deve ser feita em um curto período de tempo. Emagrecer rapidamente não é aconselhável por muitos nutricionistas, por isso esse tipo de dieta deve ser feita raramente. As pessoas que desejarem faze-la mais de uma vezes, deverão aguardar um mês para poder repeti-la.

Dicas da dieta japonesa – Realize-a da forma correta e escolha os alimentos que mais lhe agradam, para encarar a semana com mais facilidade. Procure não interromper a dieta durante a semana e os resultados poderão ser notados se o cardápio for seguido adequadamente. E por fim, mantenha sua determinação e disciplina.

Cardápio da dieta japonesa (modelo):
Segunda-feira – Para o café da manhã tome uma xícara de chá ou café, use adoçante. No almoço as verduras estão totalmente liberadas. Complemente seu prato de verduras com dois ovos com sal, cozido ou mexido. No jantar você poderá comer um bife de carne de boi ou de frango, mais uma salada de pepino e alface.

Terça-feira – Para o café da manhã tome uma xícara de chá ou café com adoçante, juntamente com um biscoito água e sal. No almoço coma um bife e verduras. Neste dia as frutas são indicadas. No jantar ingira presunto à vontade.

Quarta-feira – Para o café da manhã, tome café ou chá com adoçante e um biscoito água e sal. No almoço prepare dois ovos cozidos, salada e tomate à vontade. E na janta coma uma salada de repolho, cenoura e chuchu à vontade.

Quinta-feira – No café da manhã beba café ou chá com adoçante e um biscoito água e sal. No almoço faça um ovo cozido, cenoura crua ou cozida à vontade e uma fatia de queijo mussarela. Já no jantar prepare uma salada de frutas à vontade e coma um iogurte natural.

Sexta-feira – Para o café da manhã opte pelo café ou chá com biscoito água e sal. No almoço os tomates estão liberados, complemente com um filé de peixe frito. No jantar prepare um bife e coma salada de frutas à vontade.

Sábado – Para o café da manhã uma xícara de café ou chá com biscoito água e sal. No almoço consuma frango assado a vontade. E no jantar coma dois ovos cozidos com sal.

Domingo – No café da manhã escolha entre o café ou chá com biscoito água e sal. Para o almoço prepare um bife grande e coma frutas à vontade. No jantar coma o que desejar, pode ser qualquer alimento que esteja incluso neste cardápio.

Por fim, com a dieta japonesa será possível perder até seis quilos em apenas uma semana. Mas, ao notar qualquer efeito negativo, procure a orientação de um nutricionista.


Rua Direita

Título: Conheça a dieta Japonesa – Dicas e Cardápio

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

798 

Comentários - Conheça a dieta Japonesa – Dicas e Cardápio

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios