Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Cuidados básicos com a pele

Cuidados básicos com a pele

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Beleza
Visitas: 90
Comentários: 2
Cuidados básicos com a pele

A pele é a parte mais visível e a mais vulnerável do corpo. É muito frágil e ás vezes esquecemo-nos de a ajudar a desempenhar a sua função vital.

O Seu revestimento é muito vulnerável e pode a qualquer momento ser atacado por problemas tais como dermatose ou outros.

Ela cresce connosco, envelhece, mas se for bem tratada mantém durante mais tempo uma aparência bela e jovem. Assim, para a mantermos saudável devemos cuidar dela em todos os momentos da vida, seja homem ou mulher.

A nossa pele reflete, geralmente o nosso estado de saúde e pode até ser considerada o espelho da saúde do corpo.

Para evitarmos problemas nocivos e inestéticos devemos ter sempre cuidado com os alimentos que ingerimos; ou seja evitar gorduras e chocolate e ingerir água em abundância para uma boa hidratação.

Os seus problemas mais comuns são a pele seca, que se não for tratada pode dar origem a pequenas manchas avermelhadas, placas escamosas e apresenta-se áspera ao tato.

A pele oleosa, manifesta-se em geral na adolescência, é espessa, com poros dilatados e pontos negros. É brilhante ou mesmo luzidia na zona da testa e do nariz. A pele normal, apresenta um aspeto mate, e é fina e macia ao tato.

No entanto, os diferentes tipos de pele variam e sofrem alterações ao longo da vida. Modifica-se na adolescência, tornando-se normal, oleosa ou com borbulhas.

Digamos que as peles secas envelhecem mais cedo do que as oleosas, que causam mais problemas, mas mantêm-se mais jovens durante mais tempo.

Deste modo devemos começar a tratar dela desde cedo, atendendo às suas necessidades e características.

O adolescente que sofre de acne deve ser acompanhado por um dermatologista, fazer um tratamento adaptado, para evitar futuras cicatrizes e os consequentes problemas psicológicos que daí advêm.
É pois aconselhável proteger a pele do frio, da poluição e dos ambientes demasiado aquecidos artificialmente, para evitar a desidratação e secura.

As primeiras rugas devem sr tratadas entre os trinta e quarenta anos, para evitar maiores problemas futuros.

São de referir cuidados higiénicos convenientes, como lavar sempre a cara com água doce, ou com um gel adaptado.

Em ambos os sexos encontramos os mesmos tipos de pele, devendo os cuidados serem os mesmos, afim de preservar a saúde e beleza de tão precioso órgão. É por isso que mesmo uma pele saudável exige cuidados específicos para evitar doenças que diminuem autoestima se não forem tratadas no devido tempo.

Torna-se necessário ter atenção aos primeiros sinais de escura em demasia, vermelhidão, rugas e desidratação.

Convêm por isso ingerir vitaminas, água e alimentos adequados. se estes não forem suficientes há que tomar as devidas precauções e tratá-la convenientemente com produtos adequados.

A nossa pele irradia o nosso bem estar ou não.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Cuidados básicos com a pele

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 90

771 

Imagem por: quinn.anya

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • brunasouza

    23-10-2013 às 11:05:12

    sou gata



    ¬ Responder
  • '-'

    03-08-2014 às 15:05:15

    Lecau Fera , Que Biscoito ? kkk

    ¬ Responder

Comentários - Cuidados básicos com a pele

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Imagem por: quinn.anya

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios