Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Os Cuidados no Pós-Parto

Os Cuidados no Pós-Parto

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Os Cuidados no Pós-Parto

Acabou de ser mãe? Então os meus parabéns. Acabou de chegar à mais extraordinária aventura da sua vida e acaba de conhecer o amor mais incondicional de todos.

Sente-se feliz, concretizada e perde largos minutos a olhar para o seu bebé recém-nascido, que tem a certeza, é o mais maravilhoso e perfeito do mundo. Apesar de toda esta forma fantástica de amar e de toda a felicidade que está a viver, existe um medo em si que julga mais ninguém conhece e sente até algum receio de o manifestar. Acredite que todas as mães, principalmente as que o acabam de o ser pela primeira vez o sentem e isso é perfeitamente normal. Mas afinal o que há para saber sobre o pós-parto?

Apesar de sentir que a sua casa é o seu castelo, é perfeitamente natural que na altura que chegue a casa com o seu bebé recém-nascido, se sinta insegura. Acabou de deixar para trás um ambiente hospitalar onde estava rodeada de médicos e enfermeiros e agora está por sua conta com um ser tão pequenino. Para combater alguns receios e inseguranças, evite estar sozinha. Peça ao seu companheiro ou à sua mãe para estarem consigo na maior parte do tempo nos primeiros dias.

Deixe que alguém trate das tarefas domesticas e se a sua mãe, sogra ou irmã quiserem ajudá-la permita e agradeça. Alguém que lhe coloque a roupa em dia ou que lave a loiça é uma ajuda que a vai libertar.

Se foi sujeita a uma cesariana a recuperação é mais complicada, pelo que o descanso é o mais indicado. No entanto, mesmo para quem passou por um parto natural, as coisas não estão facilitadas. Algumas cólicas ou constipação intestinal são normais e é natural que sinta algum receio na hora de ir ao banheiro.

No que diga respeito ao bebé, não acredite em todas as histórias antigas que as avós têm para contar no que diga respeito aos primeiros dias dos bebés. Faça perguntas ao médico e oiça os conselhos de uma amiga ou irmã que tenha sido mãe recentemente. Elas sabem na prática o que é ser mãe de um recém-nascido nos dias de hoje.

Organize a sua vida e a sua rotina. Durante os primeiros tempos é perfeitamente natural que se sinta um pouco perdida, pelo que organizar-se, mesmo que com a ajuda de uns apontamentos é o ideal.

Vá ao médico ao fim de um mês, tanto ao pediatra como ao ginecologista. Na eventualidade de se sentir angustiada, nervosa e ansiosa. Se estes sintomas persistirem poderá estar a passar por uma depressão pós-parto e ai aconselha-se uma visita ao médico de família.

Em todo este processo é perfeitamente normal que se sinta mais cansada ou ansiosa, mas não se esqueça que deverá usufruir desta fase da melhor maneira possível. Aos poucos o seu bebé vai habituar-se à casa e á rotina da mãe e do pai, pelo que transformar e equilibrar o vosso mundo familiar vai ajudar em todo o processo.


Carla Horta

Título: Os Cuidados no Pós-Parto

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

601 

Comentários - Os Cuidados no Pós-Parto

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios