Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Gengivite e os problemas cardíacos

Gengivite e os problemas cardíacos

Categoria: Saúde
Gengivite e os problemas cardíacos

A gengivite é uma inflamação na gengiva, cuja causa é uma película de bactérias que se formam nos dentes e na gengiva, agindo de forma negativa para a saúde não só bucal, mas do corpo como um todo. Essas placas de bactérias quando não retiradas por meio de escovação e limpeza com fio dental podem causar irritação na região. Com o passar do tempo se solidificam e formam o tártaro que só pode ser retirado na visita ao dentista. Essa inflamação, primeiro estágio das doenças de gengiva, é de fácil tratamento. No entanto, quando não tratada, essa doença pode evoluir para danos nos dentes e mandíbula. Os sintomas da gengivite são gengivas avermelhadas, sensíveis ao calor, ao frio e a manipulação. Há sangramento durante a escovação. A prevenção para esta doença é a higiene bucal adequada em casa e no dentista.

Atualmente existem pesquisas e estudos acerca da relação entre gengivite e problemas cardíacos. Estes estudos estabelecem uma relação entre essas doenças. As doenças de gengiva mais agudas, por serem infecções bacterianas, podem proporcionar que estas bactérias se insiram na corrente sanguínea, provocando coágulos e problemas cardíacos, já que se instalam nos vasos do coração. Daí a recomendação mundial de que se deve manter a saúde bucal através de uma boa higiene, visto que a falta de higiene pode acarretar problemas em outros locais do corpo, em órgãos vitais, como o coração, por exemplo.

Para as pessoas cardíacas, cabe uma atenção maior à limpeza bucal. As dicas são as mesmas para todos, mas quem tem problemas cardíacos deve manter uma limpeza mais intensa e regular. A escovação, o uso de fio dental e a visita ao dentista são fundamentais para todos. Para pessoas com problemas de coração, o indicado é que ao visitar o dentista seja revelado o problema e eventuais medicações. Ao necessitar de remédios para tratamento dentário, deve-se ter o máximo de cuidados em relação ao prescrito pelo dentista e segui exatamente todas as recomendações feitas pelo profissional.

Quem apresenta válvulas artificiais, endocardite, que é uma infecção bacteriana que atinge o revestimento do coração e das válvulas desse órgão, defeitos cardíacos, ou miocardiopatia hipertrófica deve dar mais atenção aos cuidados dentários. O dentista deve ser comunicado e levará adiante o melhor tratamento de acordo inclusive com o tratamento prescrito pelo cardiologista.

O problema das doenças da gengiva é que elas podem gerar sangramentos, devido a infecções, deixando, através desse sangramento, a entrada livre de bactérias bucais que se alojam na corrente sanguínea até chegar ao revestimento de tecidos e válvulas do coração. Portanto, a prevenção ainda é o melhor remédio e para se prevenir é preciso escovar os dentes após as reuniões, usar fio-dental para uma limpeza mais minuciosa, retirando resíduos de alimentos que ficam entre os dentes e visitar o dentista para uma consulta de revisão pelo menos uma vez ao ano, sendo que o ideal é fazer essa visita de rotina de seis em seis meses. A limpeza da língua, através de escovação com escovas adequadas para este local, também é muito importante quando se trata da saúde bucal.


Rosana Fernandes

Título: Gengivite e os problemas cardíacos

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 0

Comentários - Gengivite e os problemas cardíacos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios