Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Gengivite e os problemas cardíacos

Gengivite e os problemas cardíacos

Categoria: Saúde
Gengivite e os problemas cardíacos

A gengivite é uma inflamação na gengiva, cuja causa é uma película de bactérias que se formam nos dentes e na gengiva, agindo de forma negativa para a saúde não só bucal, mas do corpo como um todo. Essas placas de bactérias quando não retiradas por meio de escovação e limpeza com fio dental podem causar irritação na região. Com o passar do tempo se solidificam e formam o tártaro que só pode ser retirado na visita ao dentista. Essa inflamação, primeiro estágio das doenças de gengiva, é de fácil tratamento. No entanto, quando não tratada, essa doença pode evoluir para danos nos dentes e mandíbula. Os sintomas da gengivite são gengivas avermelhadas, sensíveis ao calor, ao frio e a manipulação. Há sangramento durante a escovação. A prevenção para esta doença é a higiene bucal adequada em casa e no dentista.

Atualmente existem pesquisas e estudos acerca da relação entre gengivite e problemas cardíacos. Estes estudos estabelecem uma relação entre essas doenças. As doenças de gengiva mais agudas, por serem infecções bacterianas, podem proporcionar que estas bactérias se insiram na corrente sanguínea, provocando coágulos e problemas cardíacos, já que se instalam nos vasos do coração. Daí a recomendação mundial de que se deve manter a saúde bucal através de uma boa higiene, visto que a falta de higiene pode acarretar problemas em outros locais do corpo, em órgãos vitais, como o coração, por exemplo.

Para as pessoas cardíacas, cabe uma atenção maior à limpeza bucal. As dicas são as mesmas para todos, mas quem tem problemas cardíacos deve manter uma limpeza mais intensa e regular. A escovação, o uso de fio dental e a visita ao dentista são fundamentais para todos. Para pessoas com problemas de coração, o indicado é que ao visitar o dentista seja revelado o problema e eventuais medicações. Ao necessitar de remédios para tratamento dentário, deve-se ter o máximo de cuidados em relação ao prescrito pelo dentista e segui exatamente todas as recomendações feitas pelo profissional.

Quem apresenta válvulas artificiais, endocardite, que é uma infecção bacteriana que atinge o revestimento do coração e das válvulas desse órgão, defeitos cardíacos, ou miocardiopatia hipertrófica deve dar mais atenção aos cuidados dentários. O dentista deve ser comunicado e levará adiante o melhor tratamento de acordo inclusive com o tratamento prescrito pelo cardiologista.

O problema das doenças da gengiva é que elas podem gerar sangramentos, devido a infecções, deixando, através desse sangramento, a entrada livre de bactérias bucais que se alojam na corrente sanguínea até chegar ao revestimento de tecidos e válvulas do coração. Portanto, a prevenção ainda é o melhor remédio e para se prevenir é preciso escovar os dentes após as reuniões, usar fio-dental para uma limpeza mais minuciosa, retirando resíduos de alimentos que ficam entre os dentes e visitar o dentista para uma consulta de revisão pelo menos uma vez ao ano, sendo que o ideal é fazer essa visita de rotina de seis em seis meses. A limpeza da língua, através de escovação com escovas adequadas para este local, também é muito importante quando se trata da saúde bucal.


Rosana Fernandes

Título: Gengivite e os problemas cardíacos

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 0

Comentários - Gengivite e os problemas cardíacos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios