Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Tire suas dúvidas sobre o mau hálito

Tire suas dúvidas sobre o mau hálito

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 4
Tire suas dúvidas sobre o mau hálito

Muita gente sofre com o problema do mau hálito e muitas vezes, ela não como lidar com essa situação. Ele prejudica a vida social de quem sofre com esse mal, por isso, é importante procurar informações e ajuda para tratar esse problema. Então, tire suas dúvidas sobre o mau hálito e torne sua vida melhor.

O conhecido mau hálito, tratado pelos médicos como halitose, é um tipo de sintoma e não doença. Por isso, os pacientes que sofrem com esse problema devem ser avaliados, para que se possa identificar uma possível enfermidade que esteja causando esse sintoma. Dessa forma, será possível fazer o diagnóstico e o médico indicará o tratamento mais adequado.

O que causa mau hálito? Segundo especialistas, existem mais de quarenta fatores que podem ocasionar o mau hálito. Confira abaixo, as causas mais comuns:

Bactérias – 80% das vezes o problema se origina na boca, sendo que a causa mais comum é devido à metabolização dos alimentos pelas bactérias presentes nessa área.

Deposição de alimentos – O acúmulo de restos de alimentos nos dentes e, principalmente, na área superior da boca contribui para o aparecimento da halitose. Portanto, é importante manter os cuidados com a higiene bucal, pois além de gerar mau hálito, a falta de limpeza pode ocasionar inflamações da gengiva (gengivite) e das raízes dos dentes.

Infecção bucal – O mau hálito pode ser sintoma de faringite, que é uma inflamação da faringe ou da amigdalite. E além dos fatores citados, a halitose também pode ser provocada por outros motivos, como: dormir de boca aberta, roncar, usar de antissépticos bucais à base de álcool, uso de aparelhos ortodônticos, falta ou má escovação da língua, ficar sem comer por muito tempo, doenças no fígado, refluxo gastresofágico, fumar, bebidas alcoólicas, beber muito café e excesso de peso.

Como tratar o mau hálito? Como grande parte das causas desse problema se encontra na boca, é importante consultar um dentista. Somente ele poderá fazer uma avaliação adequada sobre o seu quadro. Mas, você também pode tomar algumas atitudes que ajudarão a aliviar um pouco o mau hálito:

- Faça a higiene bucal adequadamente;

- Use o fio dental;

- Faça consultas regulares ao dentista;

- Nunca se esqueça de escovar a língua;

- Beba bastante líquido;

- Evite cigarros, bebidas alcoólicas e café;

- Faça um café da manhã bem reforçado.


Rua Direita

Título: Tire suas dúvidas sobre o mau hálito

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 4

638 

Comentários - Tire suas dúvidas sobre o mau hálito

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios