Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Material Escritório > Papel carbono: seu auge e seu declínio

Papel carbono: seu auge e seu declínio

Visitas: 60
Comentários: 9
Papel carbono: seu auge e seu declínio

Até o século XVIII, escrever um mesmo texto e enviá-lo a várias pessoas era tarefa cansativa e que demandava tempo, pois não havia técnica de cópia, sendo necessário reescrevê-lo tantas vezes quantos fossem os destinatários.


Foi na Grã-Bretanha que surgiu a solução para este problema. Em 1806 o stylographic writer era patenteado por Ralph Wedwood, lingüista e inventor do novo recurso de cópias. O modelo e a forma eram rústicos. Para obter duplicata usavam-se dois papéis finos, colocando entre eles uma pasta elaborada com óleo, cera e negro-de-fumo. Na primeira, desenhavam-se as letras com uma ponta seca, que eram transferidas para a segunda folha. Ocorria, entretanto, que na folha original a pasta deixava as marcas invertidas e para ler era necessário recorrer ao espelho. Problema que foi resolvido ao longo de sua trajetória.


Com a invenção da máquina de escrever, em 1870, o papel carbono conheceu o triunfo, sendo difundido mundialmente.


O cientista da comunicação, Marshal McLuhan, já no século XX, classificou o papel carbono como o ponto de partida para a comunicação de massa, pois multiplicava a informação, mesmo em pequena escala, numa cifra apenas de unidades. Todavia, foi com papel carbono que foram duplicados arquivos históricos como o de Winston Churchill, e os autógrafos dos manuscritos de Mark Twain.


O papel carbono tem tecnologia simples. Coberto por uma composição química em uma das faces, a transferência da tinta ou da pigmentação ocorre por impacto. Seu declínio começou com o advento das impressoras. Embora as matriciais, que utilizavam o mesmo princípio do impacto, tenham sido parceiras do papel carbono, as gerações seguintes das impressoras, com tecnologia de jato de tinta e laser, foram empurrando o papel carbono para o esquecimento e inutilidade, pois são capazes de fazer grande número de cópias com a mesma nitidez, e em grande velocidade.

Hoje, o papel carbono segue sua marcha para a obsolescência, tendo um consumo irrisório no mundo inteiro, motivo pelo qual as fábricas continuam fechando. Atualmente, é utilizado estritamente para emissão de notas fiscais e duplicação dos escritos à mão.

Mas, mesmo quando houver desaparecido completamente, permanecerão resquícios de sua importante passagem pela história. A Internet, a grande sensação atual, presta sua homenagem a este colega tecnológico quando, no cabeçalho dos e-mails preserva a abreviatura “Cc”, que significa “cópia em carbono” (carbon copy), usada nas cartas para informar os receptores dos textos em cópia.


Hediene

Título: Papel carbono: seu auge e seu declínio

Autor: Hediene Hediene (todos os textos)

Visitas: 60

781 

Imagem por: bgilliard

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 9 )    recentes

  • Ednaldo

    29-05-2015 às 14:19:01

    Sou proprietário da empresa sos embalagens, trabalho com papais,carbono e outros como podemos fazermos uma passearia/

    ¬ Responder
  • Kizua UriasKizua

    22-09-2014 às 19:45:22

    Amei saber sobre o "CC" do e-mail que enviamos diariamente. Não sabia desse legado e da grande importância do papel carbono. Muito bom!

    ¬ Responder
  • Edu da SilvaEdu da Silva

    03-04-2012 às 00:19:28

    adorei txt

    ¬ Responder
  • Alessio DiasAlessio Dias

    10-02-2012 às 19:07:09

    Somos industria fabricante de Carnauba T4, materi-prima utilizada na fabricação de papel carbono.Estamos localizados em Teresina/PI e despachamos para todo Brasil. Queria seu contato Lilian.
    Abaixo, nossos telefones 86 3231.2637/3231.2569/9941.9002

    ¬ Responder
  • Jéssica MurielJéssica Muriel

    02-10-2011 às 22:55:20

    Boa noite Lilian sou estudande de meio ambiente e no meu TCC irei desenvolver uma técnica para a reciclagem do papel carbono. Qual a composição quimica desse papel?

    Grata,
    Jéssica

    ¬ Responder
  • silvio roloffsilvio roloff

    19-01-2011 às 00:12:38

    @lilian
    Tenho interesse em conversar a respeito de papel carbono.
    Aguardo seu contato.
    Obrigado
    Silvio

    ¬ Responder
  • Roberta MonteiroJ. Duarte

    16-11-2010 às 15:29:14

    Lilian, Boa Tarde!
    Vocês como fabricantes devem utilizar a cera de carnauba T/4 para a a produção da tinta. Eu fforneço cera de Carnauba T/4 diretamente do produto no nordeste.
    Caso haja interesse por favor me comunique os dados da sua empresa para que faça uma visita.
    Grato
    J. Duarte

    ¬ Responder
  • MARIA APARECIDAMARIA APARECIDA

    05-11-2010 às 19:41:45

    @lilian
    preciso de preço de papel carbono 220x330 preto filme
    grata

    ¬ Responder
  • lilianlilian

    30-04-2010 às 19:17:58

    sou fabricante de papel carbono a mais de 60 anos, gostaria de saber o nome do responsavel pela compra deste material para enviar amostrar e manter contato
    grata
    lilian

    ¬ Responder

Comentários - Papel carbono: seu auge e seu declínio

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Imagem por: bgilliard

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios