Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Descubra qual o melhor roteador padrão 802.11n 150 megabits

Descubra qual o melhor roteador padrão 802.11n 150 megabits

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Informática
Descubra qual o melhor roteador padrão 802.11n 150 megabits

Quando se trata de roteadores, para usuários comuns, é difícil guardar a “letrinha” que esclarece a velocidade desses aparelhos. Do menor para o maior, são: padrão 802.11b com velocidade de 11Mbps; 802,11g com velocidade de 54Mbps; e o 802.11n chegando a 300Mbps de velocidade. Porém, somente os melhores aparelhos (e mais caros) suportam tudo isso, sendo que os mais simples trabalham com 150Mbps.
Com a intenção de verificar a qualidade dos roteadores que funcionam nessa faixa, a equipe do Olhar Digital testou alguns aparelhos e deu sua posição sobre o assunto. Se você deseja comprar um aparelho que seja barato, mas que trabalhe nos padrões atuais, essa matéria poderá lhe esclarecer. Confira!

Roteadores testados
Intelbras WRN 140; D-Link DI-524; Linksys WRT120N e TPLink TL-WR740N. Todos esses aparelhos são recomendados para uso doméstico ou pequenos escritórios e trabalham no padrão 802.11n 150Mbps.

Interface
Esse item é muito importante, pois para a primeira configuração geralmente é utilizado um assistente. Mas, quando for preciso realizar alguma alteração, uma interface simples é extremamente útil. Os aparelhos que apresentaram menu’s em português do Brasil saíram na frente, ficando na dianteira o Intelbras. Em segundo o Linksys, por estar em português de Portugal. Por último, os roteadores da D-Link e TP-Link, pois além do software estar em Inglês, à instalação e configuração é um pouco complicado.

Transmissão
Se tratando de aparelhos wireless, a variação de sinal é algo que pode acontecer por diversos motivos. Por isso, a avaliação foi em cima da menor taxa e estabilidade na transmissão do sinal. Os aparelhos da TP-Link e Intelbras foram os melhores, destacando-se o primeiro. O Linksys ficou em terceiro e o D-Link em último, por apresentar muita oscilação.

Cobertura do sinal
Independente de tratar-se de uma residência pequena ou grande, esse tópico é importante. Pois quanto melhor for esse quesito, menos interferência por paredes e portas o sinal sofrerá. O aparelho que apresentou o melhor desempenho foi o Linksys, seguido pelo TP-Link e Intelbras, respetivamente. Por último, com um sinal um pouco mais modesto, veio o D-Link.

Preço
Os roteadores sem fio são equipamentos baratos, pois seus benefícios fazem valer o gasto. Dos aparelhos mais baratos para os mais caros: TP-Link, por R$100; Intelbras, por R$115; D-Link, por R$130 e o Linksys, por R$180.

Conclusão
Para decidir qual roteador se saiu melhor em todos os testes, foram considerados todos os resultados. Mas, foi dada atenção à qualidade do equipamento. Pois o preço vale a pena se o serviço prestado for de qualidade. Porém, dessa vez, o produto que obteve a melhor nota na somatória dos pontos foi o mais barato: TP-Link WL740N. A estabilidade de seu sinal assim como a cobertura foi uma das melhores entre todos os aparelhos testados, sendo o mais capaz de atender suas necessidades.

O que você achou da matéria? Tem alguma experiência com esses roteadores? Comente e discuta sobre o assunto com todos!


Lucas Souza

Título: Descubra qual o melhor roteador padrão 802.11n 150 megabits

Autor: Lucas Souza (todos os textos)

Visitas: 0

798 

Comentários - Descubra qual o melhor roteador padrão 802.11n 150 megabits

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios