Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > Viver a Inércia

Viver a Inércia

Categoria: Literatura
Viver a Inércia

Em um cenário triste, de muita chuva, o menino dormia sem deixar, sem querer de viver esta noite em que por uma infelicidade teve de viver, pois, em 1958, na capital da Turquia um sangrento e lamentável ataque terrorista ocorreu roubando a infância de um lindo bebê, a plenitude da criança que nada sabe em relação ao que se vê, que nada mais era do que um roubo, na mão grande, de seu maior tesouro que foi o desencarne de sua mãe solteira.

Com a criança que, nem mesmo, sabia seu próprio nome, eles foram embora, mas não pense que tudo terminou assim, pois depois de dezessete anos, eles começaram a treiná-lo para que ele fosse um deles e nunca frequentou uma escola regular para que, ao menos, soubesse seu nome.

Depois de um ataque surpresa, a quem tinha como pai que depois do ocorrido perdeu os movimentos e ficou paraplégico, então ele passou a se dedicar mais e mais ao seu pai que foi responsável por tirar a vida de sua mãe, além de matar mais e mais, incansavelmente em nome do Islã até que em um desses ataques, ele conheceu quem o faria mudar, apaixonando-se incondicionalmente, porém, não, um minuto que seja de cuidar de quem lhe roubou a infância e a vida de sua mãe.

Em uma manhã de sexta-feira, quem o tinha como pai morre após passar cinco anos vivendo a inércia e, desde então, o garoto viveu o resto de sua vida com a culpa de o ter matado, até se deixar vitimar pela depressão.
Essa garota, por quem, se apaixonou o garoto que nem mesmo sabia seu nome, descobriu o câncer em seu cerebelo que já havia se espalhado e ela teve de cortar o cabelo loiro, sua maior fascinação.

Ela, por meio de cartas, deu a notícia e o propôs que a fizesse viver o hoje como se fosse o seu último dia e ela queria viver a experiência de ser mãe. Esse desejo maçante de ser mãe foi o motivo que a fortaleceu muito, pois esse momento na vida de toda mulher é um divisor de águas.
A partir daí, ela começou a cabular suas aulas para realizar seu maior sonho e teve sua primeira relação sexual com esse menino e engravida dele.

No final de semana, em que os dois se encontram ela conta a ele sobre o câncer e que estava grávida e combinaram um dia para ele cortar o cabelo dela e ela o dele.
No dia em que se inicia o tratamento, ela começa a sentir os sinais de sua gravidez.

E seis meses depois, ela recebe a melhor notícia de sua vida que é de sua cura e os dois começam um relacionamento carregado por frutos sadios.


Kaique Barros

Título: Viver a Inércia

Autor: Kaique Barros (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - Viver a Inércia

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Secretária em vidro

Ler próximo texto...

Tema: Mobiliário
Secretária em vidro\"Rua
A maior parte das casas tem um escritório para fazer os trabalhos relativos Á profissão ou outros. È uma divisão extremamente necessária para as pessoas se recolherem a trabalhar. Por isso o escritório deve ser um local com conforto e agradável. O ambiente torna-se extremamente importante para o recolhimento necessário e a concentração que certos trabalhos exigem. Se não se tiver no local de trabalho tem de construir-se em casa.

Em todas as profissões é útil ter uma secretária para colocar um computador portátil. Livros e outros acessórios. É uma peça de mobiliário que não se dispensa de forma nenhuma. Desde sempre que foi indispensável na escola, no escritório, na empresa. A sua funcionalidade é como a do computador que praticamente não se dispensa. Para onde se vá leva-se o computador portátil a servir de complemento.

No que diz respeito à secretária ela exige um bom material e design bonito. E de facto há secretárias muito belas desde o seu modelo ao material e design. Por exemplo uma secretária em vidro fica muito bem num escritório amplo de uma vivenda ou numa empresa particular bem decorada. Pode colocar-se também num pequeno escritório de um apartamento ou numa sala especial e decorada a gosto. Há quem prefira ter uma secretária num espaço pequeno especificamente para trabalho. Deste modo concentra-se mais nele e não pensa no que tem para fazer em casa. Ou seja, dá mais prioridade ao que eventualmente tenha que fazer numa secretária. Para além de ajudar a decorar e embelezar o espaço onde se coloca dá um certo ar de charme e gramou num ambiente. Se este for decorado com objectos bonitos de decoração e uma estante para livros dá um ar mais intelectual ao ambiente. Deste modo mais propício para o recolhimento.

Não é por acaso que muita gente prefere o seu escritório para passar as horas que dispõe no seu quotidiano ou fins – de - semana. É um local propício a pensar mais nos projectos, no trabalho e nos encargos da vida. Deste modo cada divisão da casa tem uma funcionalidade diferente e um ar distinto dos restantes.

Não quer dizer que uma secretária em vidro não fique adaptada noutro local que não seja para o trabalho de estudantes ou outros, ela pode ainda adaptar-se para embelezar ou harmonizar espaços que estejam por preencher numa casa maior ou outro local. Sem dúvida que a secretária em vidro não vai deixar mal nenhum espaço onde se coloque.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Secretária em vidro

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    20-04-2014 às 15:52:38

    Fantástico texto! A Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios