Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Saiba o que é a ortorexia nervosa

Saiba o que é a ortorexia nervosa

Categoria: Saúde
Saiba o que é a ortorexia nervosa

Saiba o que é a ortorexia nervosa

Muito se fala de doenças e distúrbios alimentares, como a anorexia nervosa e a bulimia. O fator psicológico é preponderante e a pressão da sociedade, que insiste em atribuir medidas às pessoas, não ajuda. A nossa alimentação reflete-se, muitas vezes, nos centímetros (a mais ou a menos) que possuímos à volta da cintura e, daí ao exagero, é apenas um pequeno passo.

Falemos, então, de um distúrbio alimentar menos conhecido, mas nem por isso menos prejudicial à saúde (mental e física): a ortorexia nervosa (etimologicamente, deriva do grego orthos – direito, correto – e orexis – apetite). A ortorexia nervosa prende-se, pois, com a preocupação excessiva com a qualidade dos alimentos ingeridos – ao contrário da anorexia e builimia, em que o problema está relacionado com a quantidade de alimentos ingeridos.

Trata-se de uma questão que tem vindo a tornar-se mais notada ultimamente, um pouco na exata proporção em que têm vindo a surgir cada vez mais artigos científicos a defenderem o valor nutricional de alguns tipos de alimentos (quinoa, sementes de chia, aveia, soja, cereais integrais, tofu, seitan, etc.) e a denegrirem o valor nutricional de outros, anteriormente tradicionais (carne, laticínios, gorduras, hidratos de carbono, etc.).

À partida, poder-se-ia constatar que a ciência está a fazer o seu trabalho e que, de facto, novos alimentos vão sendo descobertos no que diz respeito aos seus valores nutricionais ou de emagrecimento. Contudo, há que ser cauteloso, pois pessoas suscetíveis acabam por tresler esses artigos científicos e focam-se exaustivamente em melhorar a sua saúde através do tipo de alimentos que ingerem. Ter cuidado com a alimentação não é um problema em si, é até uma preocupação que todos deveríamos ter... em doses terapêuticas, evidentemente.

O problema surge quando a pessoa extrapola os limites do saudável e acaba por ficar escrava dos novos super alimentos que descobriu recentemente.
É o pequeno-almoço que obrigatoriamente tem de incluir sementes de linhaça e leite de soja ou arroz, é a merenda em que apenas se pode ingerir fruta local e biológica, é o almoço que tem de ser confecionado – de preferência pelo próprio indivíduo – com ingredientes extremamente selecionados (nada de gorduras hidrogenadas, fritos, hidratos de carbono ou carne), e por aí fora.

O rol de possibilidades vai-se estendendo e a pessoa acaba por ficar refém das suas «restrições» alimentares. Seja num convívio com amigos que envolva refeições, seja na necessidade de planear antecipadamente todos os momentos gastronómicos que vai experienciar (com vários dias de antecedência), a pessoa afetada por ortorexia nervosa inicia um ciclo de clausura interior, pois ao não ver compartilhadas as suas ideias sobre alimentação, passa a fazer as refeições sozinha, de modo a ver-se livre de todos os ingredientes dos quais tem fobia (corantes, conservantes, pesticidas, etc.).

Como convencer alguém que acha que está a fazer tudo bem de que não é bem assim? Uma forma será, por exemplo, o diálogo e exames médicos que, eventualmente, irão detetar a carência de algumas vitaminas (nomeadamente a B12, associada ao consumo de carne e leite). A pessoa afetada deverá também ser seguida por um nutricionista, que ficará responsável por elaborar um plano nutricional equilibrado e, este sim, verdadeiramente saudável.


Isabel Rodrigues

Título: Saiba o que é a ortorexia nervosa

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - Saiba o que é a ortorexia nervosa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Contador de moedas

Ler próximo texto...

Tema: Material Escritório
Contador de moedas\"Rua
O mundo dos negócios exige um grande dispêndio de energia e muitas horas de trabalho. No entanto hoje já é possível fazer recurso da alta tecnologia para poupar tempo e dinheiro. O recurso às funções do computador para o comércio facilita e atrai muitos clientes para empresas e comerciantes. No que diz respeito a contas é possível fazer uma contagem rápida e eficaz do dinheiro, sem passar horas a contar e com o risco de engano. É por isso que cada vez mais pessoas ligadas a negócios e serviços optam por adquirir um contador de moedas. Deste modo sabem que poupam tempo e não falham na sua contagem.

Dos inúmeros equipamentos que a alta tecnologia põe ao dispor, este é sem dúvida um equipamento que beneficia em muito o trabalho de muita gente. Por ser pequeno é muito cómodo e exige pouco espaço, ou melhor pode ser colocado em qualquer lugar.

Torna-se evidente que as novas tecnologias vieram para simplificar a vida e trazem muitas vantagens, rentabilizam e poupam tempo. No caso do contador de moedas, sem enganos, falhas e complicações. É o ideal para ter num escritório de uma empresa, em escolas, cafés, pastelarias, salões de jogos, bancos, cinema, serviços financeiros e de tesouraria e outros ligados a serviços públicos e privados.

Em resumo, se está ligado a qualquer trabalho de comércio ou serviços pode poupar muto tempo e problemas apenas colocando um equipamento destes no seu espaço de trabalho. As suas vantagens são inúmeras, em especial: permite realizar uma contagem rápida das moedas dividindo-as e fazendo a sua soma, conta o total das moedas, o valor total em cada tipo de moedas e a quantidade de todas as moedas.

Contem e separa no mínimo duzentas e vinte moedas por minuto, sem erro, conta e separa tudo no mesmo equipamento, permite alimentar o aparelho com quantidades entre as trezentas e quinhentas moedas de cada vez e continuar a adicionar mais moedas enquanto está a contar. Além disso o aparelho pode ser programado para separar um número de moedas predeterminado.

O seu design é bastante inovador e resistente. Os materiais de elevada qualidade, de fácil ligação e paragem automática.

Possui uma elevada funcionalidade, baixo consumo (70W), pouco peso, aproximadamente quatro kg, velocidade ultra rápida, pequena dimensão e estão todos certificados pela EU. Deste modo também possuem garantia, são fáceis de usar e de arrumar.

As suas funções práticas permitem que o contador de moedas possa estar em qualquer lugar.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Contador de moedas

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios