Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Cãibras e espasmos musculares – como evitá-los

Cãibras e espasmos musculares – como evitá-los

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Cãibras e espasmos musculares – como evitá-los

As dores musculares, muitas vezes, devem-se a um exercício feito que exigiu um esforço anormal ou extremo do corpo. Doem, mas suportam-se. Por seu lado, as cãibras musculares não são nada agradáveis. A dor provocada é muito intensa e repentina e aparece nas alturas mais inconvenientes, no meio de uma atividade física noturna ou mesmo quando está a tentar adormecer. Os nossos músculos expandem-se e contraem de uma forma fantástica! Todavia, às vezes um deles contrai-se contra a própria vontade e dá uma espécie de nó e mantendo-se assim, em nó. Esse aperto… dói!

Já houve quem apontasse causas para o aparecimento de cãibras, mas os médicos ainda não arriscam uma razão objetiva. Quanto aos espasmos musculares, normalmente estão relacionados com uma lesão.

As cãibras ocorrem normalmente nas pernas e podem ocorrer sem razão aparente. Apesar das diferenças entre cãibras e espasmos, tanto um como outra podem ser causados por mecanismos semelhantes.

Estas circunstâncias ocorrem quando o corpo está carente de minerais. Quando o seu corpo perde minerais vitais, essa insuficiência pode provocar as cãibras. Deve assegurar-se de que ingere as quantidades diárias necessárias e adequadas de cálcio, magnésio e potássio. O leite, o iogurte e o queijo são muito bons para fornecer o cálcio. O feijão, as verduras e as sementes são ricos em magnésio. O potássio é obtido através da fruta (banana) e dos legumes.

Deve ingerir bastantes líquidos. A desidratação é provavelmente uma das principais causas para o aparecimento de cãibras. Quando perdemos água pela transpiração, é preciso repor essa perda para reequilibrar o organismo. Não espere por ter sede para beber. A sede é o nome da reclamação do corpo por líquidos! É importante ter o corpo sempre muito bem hidratado. Independentemente se fizer frio ou calor, beba muitos líquidos. Quando fizer atividade física mais exigente, prepare os seus músculos para o esforço. Faça alongamentos antes e após a atividade física.

Finalmente, tome um banho de sais relaxante. Prepare a sua banheira com água tépida, um pouco mais quente que asua temperatura corporal. Depois, adicione os sais à água. Os sais à base de magnésio são os ideais!


Rua Direita

Título: Cãibras e espasmos musculares – como evitá-los

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

671 

Comentários - Cãibras e espasmos musculares – como evitá-los

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios