Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Azia? Conheça-a melhor e ‘trate-lhe da saúde!’

Azia? Conheça-a melhor e ‘trate-lhe da saúde!’

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 2
Azia? Conheça-a melhor e ‘trate-lhe da saúde!’

A azia é sentida por vezes por detrás do esterno, muito próximo da área onde se situa o coração. Por vezes, o médico necessita de recorrer ao seu equipamento para decifrar se setrata de azia ou problema coronário (normalmente um ataque cardíaco). Uma dor invulgar perto do coração ou uma dor forte acompanhada de náuseas, vómitos, fraqueza, falta de ar ou desmaio e transpiração pode ser sinal de ataque cardíaco.

Então, o melhor é conhecer bem a azia. Os sucos gástricos são intragáveis. Ele compreende uma mistura de ácidos, enzimas e outras substâncias químicas que ajudam a dissolver os alimentos ingeridos. Essa mistura ácida deve manter-se no estômago para auxiliar a digestão. Ao mesmo tempo, uma camada protetora de muco impede que o estômago sofra com a presença dessa acidez. Se tudo correr bem, não sentirá nada de anormal. O problema é quando esse suco escapa para o esófago, que é o tubo que liga a boca ao estômago. Se esse suco permanecer muito tempo no esófago vai queimar o seu revestimento e provocar dor ou sensação de ardor.

Para aliviar este ‘ardor’, deve recorrer a anti-ácidos. Tome bloqueadores histamínicos, que evitam que o estômago produza ácido. Se os osintomas persistirem ou agravarem consulte um médico. Todavia, as mulheres grávidas, as crianças e as pessoas com úlceras ou problemas renais não devem nunca tomar uma atitude sem consultar previamente o médico.

As algas, quando misturadas com os ingrdientes habituais das sopas, saladas ou outros pratos elaborados, isolam o ácido gástrico que provoca a sensação de ardor.

Se for um potencial sofredor de azia, evite a ingestão de bebidas alcoólicas ou gaseificadas, chocolate e café (incluem-se as bebidas com cafeína), todos os citrinos (são muito ácidos), alimentos com elevado teor de gordura, alho e cebola, hortelã, alimentos picantes , tomate e o leite gordo e seus derivados.

Ajude-se a si próprio neste tratamento. Faça refeições mais pequenas e mais frequentes, beba água regularmente e às refeições, evite esforços físicos, não se deite imediatamente após as refeições, faça uma caminhada noturna depois do jantar, mastigue uma pastilha elástica (a saliva que se produz irá ajudar a revestir e proteger o estômago) e, caso seja fumador, deixe de fumar (o tabaco seca a boca, inibe a salivação e, por isso, não contribui em nada para a proteção do seu estômago).


Rua Direita

Título: Azia? Conheça-a melhor e ‘trate-lhe da saúde!’

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 2

613 

Comentários - Azia? Conheça-a melhor e ‘trate-lhe da saúde!’

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios