Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Regras De Concordância Verbal: Sujeito Simples

Regras De Concordância Verbal: Sujeito Simples

Categoria: Outros
Visitas: 4
Regras De Concordância Verbal: Sujeito Simples

Para quem quer aprender mais sobre a língua portuguesa ou gosta muito de escrever, a dica de hoje refere-se ao uso da concordância verbal no sujeito simples. É importante saber dessas regras, pois são elas que nos direciona para uma escrita e um modo correto de uso.

Não tem como não estudá-las. Mesmo sabendo que não iremos decorar nunca, porém quanto mais você as estuda e pratica, mais você se familiariza e aprende. Depois, torna-se natural e não necessitará recorrer a elas.

Regras gerais:
- Ocorre quando o verbo se flexiona para concordar com o seu sujeito. Exemplos:
1) Ele gostava daquele seu jeito carinhoso de ser;
2) Eles gostavam daquele seu jeito carinhoso de ser.

Casos de concordância verbal: sujeito simples
Regra geral:
- O verbo concorda com o núcleo do sujeito em número e pessoa. Exemplo:
1) Nós vamos ao cinema.
O verbo (vamos) está na primeira pessoa do plural para concordar com o sujeito (nós).

Casos especiais:
a) O sujeito é um coletivo – o verbo fica no singular:
- A multidão gritou pelo rádio.
b) Coletivos partitivos (metade, a maior parte, maioria, uma porção de, grande número de, etc) – o verbo fica de preferência no singular:
- A maioria dos alunos foi à excursão.

c) O sujeito é um pronome de tratamento – o verbo fica sempre na 3ª pessoa (do singular ou do plural):
- Vossa Alteza pediu silêncio;
- Vossas Altezas pediram silêncio.
d) O sujeito é o pronome relativo que – o verbo concorda com o antecedente do pronome:
- Fui eu que derramei o café.

e) O sujeito é o pronome relativo quem – o verbo pode ficar na 3ª pessoa do singular ou concordar com o antecedente do pronome:
- Fui eu quem derramou o café.
f) O sujeito é formado pelas expressões: alguns de nós, poucos de vós, quais de..., quantos de..., etc. – o verbo poderá concordar com o pronome interrogativo ou indefinido ou com o pronome pessoal (nós ou vós):
- Qual de vós me punirão?
- Qual de vós me punireis?

g) O sujeito é formado de nomes que só aparecem no plural – se o sujeito não vier precedido de artigo, o verbo ficará no singular. Caso venha antecipado de artigo, o verbo concordará com o artigo:
- Estados Unidos é uma nação poderosa;
- Os Estados Unidos são a maior potência mundial.
h) O sujeito é formado pelas expressões mais de um, menos de dois, cerca de..., etc – o verbo concorda com o numeral:
- Mais de um aluno não compareceu à aula;
- Mais de cinco alunos não compareceram à aula.

i) O sujeito é constituído pelas expressões a maioria, a maior parte, grande parte, etc – o verbo poderá ser usado no singular (concordância lógica) ou no plural (concordância atrativa):
- A maioria dos candidatos desistiu;
- A maioria dos candidatos desistiram.

j) O sujeito tiver por núcleo a palavra gente (sentido coletivo) – o verbo poderá ser usado no singular ou plural se este vier afastado do substantivo:
- A gente da cidade, temendo a violência da rua, permanece em casa;
- A gente da cidade, temendo a violência da rua, permanecem em casa.


Luene Zarco

Título: Regras De Concordância Verbal: Sujeito Simples

Autor: Luene Zarco (todos os textos)

Visitas: 4

397 

Comentários - Regras De Concordância Verbal: Sujeito Simples

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Raio Mata Três Pessoas No Brasil

Ler próximo texto...

Tema: Segurança
Raio Mata Três Pessoas No Brasil\"Rua
No dia 07 de novembro de 2014, três pessoas acabaram morrendo em decorrência de raios após as vítimas serem socorridas, mesmo depois de bastante tempo tentando reanimá-las.

Os três homens deram entrada no hospital com parada cardiorrespiratória e com muitas queimaduras. Esse incidente aconteceu na zona leste de São Paulo, as vitimas trabalhavam com ferro velho.

O Brasil é o país onde os raios estão mais presentes no mundo. São mais de 50 milhões de raios por ano. Esses raios atingem mais pessoas na zona rural, porém nas áreas urbanas ocorrem também só que com menos frequência.

Há pessoas que falam que raios não ocorrem duas vezes no mesmo lugar, mas isso é improvável, eles ocorrem sim! Tanto que nos últimos séculos, as tempestades aumentaram 90% por causa do aquecimento do planeta devido ao asfalto, que é uma das formas de poluição.

Alguns cuidados, nesses momentos, são importantes como: não ficar em área aberta, não usar o telefone e se vir uma tempestade, então permaneça no carro.

Os raios ocorrem no Brasil porque é um país tropical e de muito calor, por isso está em primeiro lugar em queda de raios. Nesse mesmo ano de 2014, um rapaz morreu usando o computador. Ele recebeu a eletricidade no momento em que o raio caiu na antena.

O estado de São Paulo lidera em quedas de raios. Um raio dura em média 1 segundo, e a queda de raios acontece por uma descarga elétrica que produz nuvens de chuva. Os relâmpagos ocorrem entre as nuvens e os raios pelo solo.

Algumas regiões tem tendência de cair mais raios, a descarga é visível a olho nu e é um fenômeno que produz um clarão. As mortes mais frequente são nas áreas urbanas, por isso não é seguro se proteger em baixo de árvores.

Pesquisar mais textos:

Gislene Santos Sousa

Título:Raio Mata Três Pessoas No Brasil

Autor:Gislene Santos Sousa(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios