Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Como dar banho ao seu bebé

Como dar banho ao seu bebé

Categoria: Outros
Visitas: 2
Comentários: 1
Como dar banho ao seu bebé

A hora do banho é um dos momentos preferidos dos bebés pelo contacto que tem consigo e por ser um momento de brincadeira. Todavia, deverá ser uma tarefa realizada com muito cuidado. Para tal deverá seguir algumas regras.

Nos primeiros meses utilize uma banheira de bebé e coloque-a em cima da sua cama, tendo o cuidado de usar um resguardo, para que a mesma não fique molhada. Outra boa opção é usar uma banheira de bebé com suporte. O quarto deverá estar aquecido entre os 24 e 25ºC

Prepare previamente tudo o que vai necessitar: as roupas lavadas, a fralda, o creme da muda, o gel de banho, o hidratante, a toalha, as cotonetes. Mantenha tudo próximo de si no caso de estar sozinha, para não ter de deixar o bebé sozinho.

Em seguida, prepare a água do banho: regule-a para uma temperatura morna, a cerca de 37ºC. Utilize um termómetro, para se assegurar que a água não está demasiado quente, ou então verifique a temperatura com a parte interna do seu pulso. Encha a banheira começando primeiro com a água fria e só depois com a quente. A água não deverá exceder os 10 cm de profundidade.

Retire o bebé da espreguiçadeira ou do local onde se encontra e comece por lhe retirar a roupa e a fralda. Aqui começa a verdadeira brincadeira para ele

Ainda fora da banheira, segure o bebé passando o seu braço esquerdo pelas costas de modo a que a sua mão esquerda se fique presa por baixo do bracinho esquerdo do bebé, permitindo que a cabeça fique apoiada no seu antebraço, e fazendo com que o bebé se sinta seguro e protegido. Não se esqueça que nunca deverá deixar o seu bebé sozinho numa banheira.

Esqueça a campainha e o telemóvel a partir deste momento. Se for algo urgente, retire-o e envolva-o numa toalha e leve-o consigo. As crianças pequenas podem afogar-se em menos de 3 cm de água, pelo que convém não facilitar jamais.

A cara e os olhos de bebé deverão ser sempre lavados em primeiro lugar. Para tal, use soro fisiológico e compressas esterilizadas.

Depois, mergulhe o bebé de modo delicado e gradual na água e banhe-o com a sua mão direita. Comece por ensaboar a cabeça, retirando o sabão cuidadosamente. Depois, ensaboe o corpo e limpe com a água. Para lavar as costas, mude o bebé para o braço direito de modo que ele fique bruços no seu pulso direito, e lave.

Ao tirá-lo da banheira, envolva-o muito bem numa toalha seca. É provável que nesse momento chore, porque a brincadeira estava a ser bastante agradável e prazeirosa. Enxugue-o com cuidado, dando atenção ao pescoço, axilas, virilhas e entre os dedos. Aplique o creme da muda e coloque-lhe a fralda. Limpe as orelhas com cotonetes específicas de bebé. De seguida, use o hidratante para massajar o corpo do bebé, com excepção das mãos. Vá vestindo a roupa gradualmente, para que não passe frio. Aproveite e vá conversando com ele, entoe alguma canção que saiba que ele goste e desfrute destes pequenos momentos tão deliciosos!



Catarina Bandeira

Título: Como dar banho ao seu bebé

Autor: Catarina Bandeira (todos os textos)

Visitas: 2

766 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãoxico

    30-08-2014 às 23:19:17

    Gostei deste texto!

    ¬ Responder

Comentários - Como dar banho ao seu bebé

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios