Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Backup de discos: Dicas

Backup de discos: Dicas

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Informática
Backup de discos: Dicas

Muitos usuários encontram problemas na hora de fazer backup de seus arquivos, sejam imagens, músicas ou até filmes. Mesmo quando se trata de cópias de mídias de backup. Existem alguns softwares que pode ajudar nessa tarefa e torná-la mais fácil e simples. Por exemplo: Ashampoo Burning Studio 2010, Alcohol 120%, CloneDVD, ConvertXtoDVD, DVD Shrink, Handbrake, DVD Decryter e WindAVI. Esses são os mais populares do Mercado, mas há muitos outros.
Essa matéria vai esclarecer algumas dúvidas frequentes para auxiliar nesse procedimento e deixá-lo preparado para fazer todos os backups que precisar. Confira!

Dicas

A qualidade das cópias é um item importante, pois ele depende de alguns fatores. Por exemplo: um DVD dual-layer (camada dupla), que possui capacidade de armazenamento de 8 GB, terá maior qualidade em relação as mídias comuns, de 4,7 GB. Mas, alguns softwares possuem configurações que possibilitam melhorar esse fator.

Um exemplo disso são os programas DVD Shrink e DVD Decrypter, que dispõem para os usuários no momento das cópias de DVD’s, a opção de trazer as legendas e áudios extras ou não. Reduzindo o conteúdo, no momento da gravação a qualidade será melhor.

O Ashampoo Burnig Studio 2010 também é muito simples e fácil de utilizar. Ao abrir o software, todas as opções que o aplicativo possui, estão dispostas para utilizar. Criar DVD’s, gravar filmes, realizar extrações e até apagar mídias regraváveis são algumas das possibilidades com esse aplicativo.

Quanto ao quesito velocidade de gravação, os programas Alcohol 120% e o DVD Decrypter são velozes e estáveis, de forma a não prejudicar a gravação. Para processos mais lentos, o DVD Shrynk e o CloneDVD são recomendados, pois apresentam um bom desempenho.

O Handbrake é útil para usuários que queiram gravar vídeos e assistir em outras mídias, como MP4, iPods, PSP, entre outros. Pois o software possui vários formatos pré-definidos que o ajudaram bastante.
Para a gravação de arquivos de vídeo em formato AVI, MPEG, XviD e DviX, o software mais recomendado é o ConvertXtoDVD, pois ele gera um formato de DVD, sendo possível assisti-los diretamente nos aparelhos.

Usuários que possuem pouco conhecimento em gravação de mídias, o WinAVI é um dos mais recomendados, pois ele apresenta em sua interface inicial vários formatos de saída para arquivos de vídeo. Isso torna o processo mais simples e prático. Porém, na questão de velocidade, ele não é o melhor em relação aos outros.

Para cada momento, um conjunto de softwares seria a melhor solução, ampliando seus recursos de mídia e resolvendo todas as suas dificuldades. Uma combinação recomendada para usuários que gostam de copiar discos completos é a do DVD Decrypter com o DVD Shrink.
Quem está acostumado com o Nero, famoso software desse ramo, o Ashampoo Burning Studio 2010 é o mais parecido com ele e intuitivo.

Para uma alternativa mais complexa e completa, a união dos programas WinAVI, DVD Shrink e Alcohol 120% é muito interessante.
Ficam aqui as dicas. Se você tem alguma dúvida ou opinião, comente e compartilhe com todos!


Lucas Souza

Título: Backup de discos: Dicas

Autor: Lucas Souza (todos os textos)

Visitas: 0

621 

Comentários - Backup de discos: Dicas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Receptores digitais

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: TV HIFI
Receptores digitais\"Rua
Os receptores digitais são instrumentos que têm a função de receber sinal por via de canais digitais.

De acordo com a sua função, estes canais poderão ser satélite ou por cabo. Actualmente, já existem bastantes serviços de televisão por cabo que funcionam apenas com estes receptores, uma vez que é através deles que se consegue ter acesso não só aos canais de serviço, mas também a pacotes codificados.

O serviço de recepção de canais por satélite é um sistema independente para o qual é necessário ter um disco receptor satélite de modo a poder ter canais digitais fora dos serviços prestados pelos operadores de televisão digital.

Este instrumento permite que os próprios ecrãs sem tecnologia digital passem a usufruir desta através destes receptores. No entanto, a melhor qualidade só é garantida com um ecrã já com esta tecnologia.

Os receptores digitais permitem também aceder a uma multiplicidade de serviços, desde que devidamente configurados. Por exemplo, com estes receptores, é possível aceder a menus específicos de pausa de emissão para depois ser continuada, de serviços on-demand ou acesso a portais específicos, entre outros.

Esta pequena caixinha permite ao seu utilizador usufruir da televisão a um novo nível, de modo a que possa ter todas as comodidades no conforto do lar. 

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Receptores digitais

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    04-06-2014 às 06:53:28

    Gostei dos receptores digitais. Bom texto abordando isso.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios