Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Decoração > Como Renovar a Sua Casa com Pouco Dinheiro?

Como Renovar a Sua Casa com Pouco Dinheiro?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Decoração
Visitas: 4
Como Renovar a Sua Casa com Pouco Dinheiro?

A nossa casa é o nosso castelo. Se o dia nos corre mal, ou se chove e faz frio lá fora, quando nos sentimos doentes ou simplesmente porque trabalhámos um dia inteiro, o regresso a casa traz-nos uma sensação de conforto e satisfação únicas.
Grande ou pequena, mobilada com estilo moderno, campestre e rustico ou antigo, a nossa casa é a nossa casa.

Mas as coisas passam de moda, cansam-nos a vista e aposto que já deu por si, sentada no sofá a olhar em redor e a pensar: “Se tivesse dinheiro, mudava aqui umas quantas coisas”.
Saiba então que existem algumas dicas que podem mudar e em muito a sua casa com pouco dinheiro. O investimento não precisa de ser muito, aqui o mais importante é ser rica em imaginação.

Comecemos pelo quarto. Veja uma cor que lhe seja interessante e arrisque-se a apagar o branco das paredes. Um bege claro com uma parede em castanho pode ficar fantástico. E se julga que terá de comprar 2 cores de tinta diferentes, desengane-se. Existem colorantes para a tinta que misturando com a branca, fazem milagres.

Ainda no quarto, compre um tecido que goste (porque não creme para combinar com as paredes?) e peça a uma amiga que saiba costurar para fazer umas bainhas na sua nova colcha.
Pense em arranjar uns pequenos vasos e plante umas plantas e namore umas molduras que pode pintar com a tinta castanha da parede. Já ficou diferente.
Na sala, pinte tudo de branco e faça uns desenhos tipo tribais na parede na televisão. A cor que escolhe para estas tribais? A mesma cor da coberta nova para o sofá (quem disse que teria de comprar uns novos?). Pode trocar os adereços da sala com os do hall de entrada ou com os do quarto. Assim vai ficar diferente na forma como os vê. Mude também os móveis de sitio. Porque não?

Também na sala opte por plantas.
Vamos até à cozinha. Compre umas cortinas novas de uma cor bem diferente das que tem agora. Para os tampos das cadeiras existem acentos muito baratos e da mesma cor das cortinas. Deixe-se apaixonar por um tapete do mesmo tom e vai ver que faz a diferença. Claro que as paredes também podem ser pintadas e porque não pintar uma de cor diferente? Para quem só tem azulejos, saiba que existem tintas que servem para o efeito e que tapam a “tal” barrinha de há 10 anos atrás.

Casa de Banho? Bem, aqui as toalhas são essenciais e de uma cor fora do normal. Divirta a sua casa de banho. Compre também um tapete divertido.
Seja original e pergunte pela família se não têm alguns móveis que possa pintar e alterar. Reciclar também é renovar a sua casa.
Aventure-se…


Carla Horta

Título: Como Renovar a Sua Casa com Pouco Dinheiro?

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 4

764 

Comentários - Como Renovar a Sua Casa com Pouco Dinheiro?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios