Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Algas – do fundo do mar para a mesa

Algas – do fundo do mar para a mesa

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Visitas: 2
Comentários: 3
Algas – do fundo do mar para a mesa

As algas são utilizadas na alimentação desde tempos muito longínquos e o Extremo Oriente foi o grande palco da generalização do seu consumo entre a população. Documentos chineses com quatro mil anos de existência relatam já as propriedades determinadoras das algas no que se referia a saúde, sorte e longevidade.

Estima-se que se produzam anualmente à volta de sete milhões de toneladas, sendo que cerca de metade se destina à alimentação humana direta. A outra parte encontra aplicação nas indústrias alimentar, farmacêutica, cosmética, de fertilizantes, etcétera. Nas duas últimas décadas, o consumo de algas, simplesmente, duplicou. Prevê-se que elas sejam, cada vez mais, alimentos de referência obrigatória.

E razões não faltam. De facto, as algas são alimentos extremamente ricos em micronutrientes (vitaminas, minerais e oligoelementos), possuindo, em acréscimo, proteínas com aminoácidos essenciais, hidratos de carbono e pequenas quantidades de gordura, mas da boa. Paralelamente, apresentam virtudes estimulantes e reguladoras do metabolismo, reforçadoras das defesas naturais, estimuladoras da circulação sanguínea, anti-anémicas, remineralizantes, antirreumatismais, cardiotónicas, anti-infeciosas e antirraquíticas, para além dos benefícios ao nível da geriatria (por exemplo, na aterosclerose), da hipertensão, da obesidade, da impotência, da osteoporose, das afeções dos rins e do sistema nervoso. Possuem características depurativas e efeito alcalinizante, que contrabalança até certo ponto o excesso de ácido de uma alimentação pouco equilibrada.

Depois de secas e transformadas, as algas convertem-se numa substância apelidada de agar-agar ou no carraginado, ambos pós brancos de granulagens distintas. O agar-agar é amplamente usado no Japão, na Áustria, Inglaterra e Estados Unidos nos contextos alimentar e farmacológico. Os carraginados são negociados para a gelificação e estabilização de iogurtes, pudins, leite com chocolate e conservas. Até o fiambre deve aquele ar fresco aos carraginados que lhe adicionam. A ideia deve ser introduzir, nem que seja inconscientemente, a tradição de consumir algas..!

Estes “frutos vegetais do mar” são empregues em sopas, condimentos (sofrendo para tal torrefação ou esmagamento), em chás ou acompanhados de vegetais, cereais ou leguminosas, sendo que as algas secas têm uma validade quase ilimitada, desde que bem acondicionadas e conservadas, em locais secos.

Os apanhadores de algas defendem que se não as recolhessem todos os anos, elas acabariam por dar à costa já putrefactas. Na verdade, atualmente é ministrada a estes trabalhadores formação para as funções que desempenham sazonalmente, durante três meses, e que cessa quando chegam aos 30 anos de idade. Não apanham qualquer alga nem de qualquer tamanho, até porque isso comprometeria o seu negócio e o emprego. Sabem o que fazem!


Maria Bijóias

Título: Algas – do fundo do mar para a mesa

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

785 

Imagem por: jlastras

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • SophiaSophia

    15-06-2014 às 21:09:13

    Tem muita gente que gosta de algas, mas não aprecio muito. Não sei se a causa é porque não tenho costume, e também porque nunca provei. Mas, vou tentar experimentar, até porque sempre é bom degustar de alimentos exóticos!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Daniela VicenteDaniela Vicente

    14-09-2012 às 21:28:03

    a alga wakame tem muito cálcio, magnésio, vitamina do complexo B, o que é um óptimo diurético. a alga kombu é óptima para estimular o metabolismo. contêm muito iodo. e para quem não sabe, o iodo é óptimo para duas hormonas na tiróide, que controlam o metabolismo.também contém fucoxantina, responsável pela produção de uma proteína. tem fibra e acaba com a saciedade.esta alga é super poderosa pois ataca o problema em todas as suas vertentes.

    ¬ Responder
  • Daniela VicenteDaniela Vicente

    14-09-2012 às 21:21:37

    as algas são melhor para obter a longevidade que pretende. há mais de 20 algas comestíveis (castanhas, vermelhas, verdes, multicelulares), só no caso de seguir o meu conselho. se já comeu sushi já provou nori, um tipo de alga. é óptima para pele, pois tem ácidos gordos ómega 3. a alga wakame tem muitos nutrientes. muito boa para a barriga inchada, e por isso considerada como a alga da mulher.

    ¬ Responder

Comentários - Algas – do fundo do mar para a mesa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Estratégia do arco-íris

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Serviços
Estratégia do arco-íris\"Rua
Pessoas comuns estão a descobrir novas estratégias que supostamente fazem dinheiro rápido. Mas, a verdade da questão é que, isso é quase impossível. Ao longo de sua jornada de negociação, vai experimentar algumas vitórias e derrotas. Então, vejamos uma das estratégias que irá produzir mais vitórias do que derrotas: a estratégia do arco-íris. Esta é uma estratégia muito poderosa que qualquer um pode utilizar, especialmente novatos lá fora. Se é novo no comércio de opções binárias e gostaria de ganhar dinheiro online, esta é a estratégia ideal para si.

A estratégia do arco-íris envolve um período de 6, 14 e 26 períodos, períodos de média móvel exponencial. Estes permitem filtrar os movimentos menores no mercado e dar-lhe uma visão clara da tendência.

O mercado está numa tendência alta quando o período de 6 EMA está no topo dos 14 períodos EMA e dos 26 períodos EMA. A tendência baixa ocorre quando as EMA cruzam-se. Agora, os 26 períodos EMA devem estar no topo da EMA de 14 períodos. Em tendências altas, os comerciantes devem concentrar-se principalmente em opções de compra.

Uma opção de compra pode ser acionada quando o preço para baixo remonta à EMA 14 e começa a mover-se para cima. Uma opção de venda pode ser acionada quando o preço refaz para cima, e os períodos EMA 14 começam a mover-se para baixo.

As vantagens desta estratégia é que muitos dos sinais são precisos e não requerem muita análise para fazer um bom negócio. Com a gestão de risco adequada, pode fazer desta a sua principal estratégia. Mas, antes de tomar essa decisão, saiba que existem algumas desvantagens. O preço às vezes pode ir além dos 14 períodos de EMA. Alguns comerciantes podem não saber como reagir a isso.

Além disso, mesmo se os mercados são tendências, ainda existe a possibilidade de dar sinais falsos, mas com a gestão de riscos aplicadas, esses sinais falsos não causam muito dano. Combinar esta estratégia com coisas como Fibonacci, linhas de tendência ou médias móveis podem ajudar a reduzir as chances de perdas.

Em geral, a estratégia do arco-íris é um grande indicador. Ele faz maravilhas nos mercados de tendências e é muito fácil de usar para os comerciantes de todos os níveis. No fim de contas, é apenas uma questão de fazer uma boa gestão de risco. É uma ótima estratégia para iniciantes começarem a usar e obterem vitórias, experiência e bastante dinheiro.

Pesquisar mais textos:

Jerónimo Diogo Magalhães

Título:Estratégia do arco-íris

Autor:Jerónimo Diogo Magalhães(todos os textos)

Imagem por: jlastras

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios