Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Restaurantes > Sem Opção Para Um Jantar Romântico?

Sem Opção Para Um Jantar Romântico?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Restaurantes
Visitas: 4
Sem Opção Para Um Jantar Romântico?

Casais precisam viver momentos românticos. A correria do dia a dia, o trabalho cansativo, a preocupação em pagar as contas, tudo isso leva à monotonia, desgaste dentro de um relacionamento que poderia ser o mais prazeroso e cheio de encanto. Mas, isso depende dele e dela para que não haja frieza e o relacionamento fique na rotina. É sempre bom inovar com as mais diferentes maneiras criativas que cada ser humano possui em si mesmo. Isso deve ser o alvo de cada casal: inovar, ter jogo de cintura, criatividade, surpresas inesperadas, enfim, deixar que a mente planeje formas distintas para que não caia na rotina e seus dias fiquem cada vez mais chatos.

Um jantar romântico é uma boa dica. Mulheres são naturalmente românticas, adoram surpresinhas de um excelente jantar em um ambiente que proporcione isso. Ainda mais quando o lugar é cheio de magia, brilho, com um ar mais sofisticado, isso também ajuda na hora de querer agradá-la. Por isso, invista nos jantares que disponibilizam um ambiente romântico. Ao invés de levá-la sempre nos mesmo lugares para jantar, aproveite para inovar e levá-la em um restaurante romântico, tenho certeza que ela vai adorar.

Em Portugal você pode encontrar um dos restaurante mais românticos em Braga, o Restaurante Centurium. Um lugar especial preparado para lhe receber com toda elegância, com música ambiente para você e sua amada, possui os melhores cardápios da gastronomia portuguesa, além de ter os vinhos mais sofisticados em estilo nacional e importado.

Localizado em um dos pontos mais privilegiados da cidade, você conta com um monumento em frente do restaurante do Papa João Paulo II. Em seu interior, para sua melhor decoração você encontra pedras e arcos de granito, uma decoração quente para momentos especiais, suaves e possui também um lindo jardim privado. Que tal chamar aquela pessoa especial para jantar no Restaurante Centarium?

Para a degustação do cardápio, você tem a opção de escolher em pratos como carnes, peixes, saladas e bebida os mais deliciosos vinhos da casa. Dentre suas especialidades há folhado de pato, esparguete bolonhesa, arroz de marisco, costeleta de porco preto, supremos de pato, mexilhão gratinado e muito mais opções feitos com todo o carinho.

Aprecie o Restaurante Centurium e acabe com a rotina de seu relacionamento. Convide-a para um jantar romântico onde te proporcione isso com muita elegância e sofisticação.


Adriana Santos

Título: Sem Opção Para Um Jantar Romântico?

Autor: Adriana Santos (todos os textos)

Visitas: 4

705 

Comentários - Sem Opção Para Um Jantar Romântico?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios