Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Restaurantes > Mantenha a conta aberta! ...

Mantenha a conta aberta! ...

Categoria: Restaurantes
Comentários: 2
Mantenha a conta aberta! ...

Faca, garfo e guardanapo são, geralmente, os símbolos que indicam a proximidade ou fazem alusão a “comes e bebes”, que é como quem diz, casas que oferecem, a troco de algum dinheiro, uma refeição ou um petisco. Porém, alguns destes estabelecimentos deveriam começar a fornecer, juntamente com a comida, apetrechos e extras coadjutores, tais como uns martelinhos para partir o arroz mal cozido, uma moca que sove os bifes, no intuito de os tornar mais facilmente mastigáveis sem perigo de quebrar algum dente, sais de frutos que auxiliem a digestão de alimentos menos frescos, óculos que permitam a rápida identificação de bolor no pão, que nem do dia anterior é, e, já agora, uma bacia para vomitar quando se vê apanhar algo do chão e, com a maior das naturalidades, depositá-lo, como se nada fosse, na travessa, depois de ter soprado ou raspado as partículas emprestadas pelo soalho.

Ainda assim, e não obstante o que se pode observar e o que não se sente, porque os olhos não vêem, e, como diz o ditado, «longe da vista, longe do coração», verifica-se que muita gente não presta atenção ou não liga à qualidade daquilo que ingere fora de casa. Esta qualidade não se refere somente à frescura e à categoria das matérias-primas utilizadas na confecção dos menus, mas também à higienização das mesmas, dos recipientes que as recebem, dos utensílios empregues, das instalações onde decorrem os actos culinários, e de tudo o que, directa ou indirectamente, contacte com a paparoca.

De vez em quando, as autoridades sanitárias competentes lançam-se em inspecções em massa sobre a restauração, sendo que nos meses subsequentes ninguém ouve falar destes profissionais. Deve cansar imenso fechar dezenas de restaurantes por dia, portanto é legítimo repousar a seguir… Para além de que, se continuarem o trabalho, eles próprios correm o risco de deixar de ter onde almoçar no decurso da sua função!

As más-línguas até os podem apelidar de “arroz-doce”, como a querer insinuar que os inspectores alimentares estão em todas, ou melhor, em todos (os restaurantes). O que é que se passa com as pessoas? Preferem comer “gato por lebre” e tragar congelados de há três anos (para não ser demasiado pessimista)?!... Os pobres senhores apenas velam pela saúde pública…!

Se calhar, quem assim critica, de forma maldosa, diga-se, faz parte do “clube” dos “amigos da onça”. Estes alegam que, não fora a sua conta aberta em determinado espaço estar fechada, pagariam aos comparsas um belo jantar. Devem ser os efeitos da crise…



Maria Bijóias

Título: Mantenha a conta aberta! ...

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

631 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Vicente SilvaVicente

    16-09-2014 às 02:47:25

    É muito bom apreciar o sabor de uma comida bem feita e que nos satisfaz. Ir ao bom restaurante, até mesmo o pagar mais caro para se obter um maior resultado, maior qualidade, pode valer bastante a pena.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoPedro R.

    17-05-2009 às 22:19:31

    Adoro a parte final das refeições - a sobremesa - e tu mencionaste a minha preferivel : arroz-doce.

    Recordo-me que a minha avó materna fazia um arroz-doce divinal. Ela morreu mas a minha mãe continua a fazer aquela iguaria com o mesmo espirito e gosto. Eu não consigo nunca resistir ao mais saboroso arroz-doce do mundo.

    ¬ Responder

Comentários - Mantenha a conta aberta! ...

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como economizar energia em condomínios, empresas e edificações comerciais

Ler próximo texto...

Tema: Energias Renováveis
Como economizar energia em condomínios, empresas e edificações comerciais\"Rua
Economizar energia elétrica é importante para nós e para o planeta, já que esse recurso é produzido, em sua grande maioria, através de processos caros e extremamente prejudiciais ao meio ambiente.

O consumo racional e eficiente de energia elétrica depende de mudanças de hábito por parte dos consumidores (residenciais, comerciais e industriais), principalmente no que diz respeito a ações cotidianas.

Nesse texto selecionamos algumas dicas e informações de grande utilidade pra ajudá-los a programar o uso racional da energia elétrica em condomínios, empresas e em edificações comerciais.

Tome nota:

•Faça manutenção planejada e constante nas instalações elétricas, e não sobrecarregue os circuitos além do que foi especificado em projeto, ou pelo eletricista. A falta de manutenção e a sobrecarga dos circuitos podem causar curtos, aquecer a fiação e permitir que quantidade significativa de energia elétrica se perca pela rede, e ainda danifique a própria fiação.

•Troque todas as lâmpadas incandescentes por fluorescentes (tubulares ou compactas), e, se possível, invista na iluminação de LED. As lâmpadas de LED consomem cerca de 80% menos de energia elétrica, quando comparadas às incandescentes e duram oito vezes mais.

•Se o ambiente é muito grande, muito largo, ou muito extenso, divida a iluminação em vários circuitos. Essa medida permite o desligamento parcial de lâmpadas em desuso ou desnecessárias.

•Em áreas de pouca circulação e de permanência transitória como corredores, sanitários, garagens, áreas de serviço e copas, é recomendável a instalação de sensores de presença, mecanismos que acionam a iluminação somente quando houver circulação de pessoas.

•Em áreas cuja iluminação natural consegue ser aproveitada, podem ser também instalados sensores de fotocélulas, dispositivos que detectam automaticamente a necessidade de acionamento da iluminação artificial quando a iluminação natural é insuficiente (á noite e em dias nublados, por exemplo).

•Mantenha as luminárias sempre limpas para que a potência das lâmpadas seja 100% aproveitada.

•Pinte as paredes internas e os tetos dos ambientes com cores claras, pois essas refletem e espalham a luz para todo o ambiente.

•Troque equipamentos elétricos velhos, motores defasados, aparelhos de ar condicionados antigos, luminárias muito gastas, por modelos mais novos, que já são projetados para consumirem menos energia elétrica, e contam com selos de garantia que os qualificam com relação à eficiência.

•Faça manutenção e limpeza constantes nos aparelhos de ar condicionado. Filtros sujos exigem maior esforço dos aparelhos (maior gasto energético) no processo de refrigeração e ainda causam grande risco à saúde.

•Não deixe caixas condensadoras e resfriadoras do sistema de ar condicionados instaladas em locais onde recebam incidência solar constante. Quando recebem sol durante muito tempo esses equipamentos chegam a consumir o dobro da energia prevista, já que a utilizam primeiramente para promover o seu próprio resfriamento e só depois a refrigeração dos ambientes.

Aproveitem nossas dicas e se precisarem de mais informações, entrem em contato com um profissional capacitado.

Pesquisar mais textos:

Danília Oliveira Gonçalves

Título:Como economizar energia em condomínios, empresas e edificações comerciais

Autor:Danília Oliveira Gonçalves(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios