Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Restaurantes > Os seis restaurantes mais caros do mundo.

Os seis restaurantes mais caros do mundo.

Categoria: Restaurantes
Visitas: 10
Comentários: 2
Os seis restaurantes mais caros do mundo.

Comer bem nem sempre é apenas o que se deseja, há momentos na vida em que se quer fazer algo diferente, comer de uma meneira especial. Quando se faz essa programação, pode ser para uma realização, como a de comer em um lugar destinado para poucos afortunados, de impressionar alguém, de presentear, como nos casos de uma viagem romântica, uma reunião de negócios, comemoração de uma conquista, ou simplesmente satisfação pessoal. Por esses e tantos outros motivos, é que os restaurantes mais caros do mundo, sempre terão clientes e grande procura.

Para serem considerados os restaurantes mais caros do mundo, ou melhor, do planeta, não é como entrar em uma lista de disputa e concorrer, é preciso manter um alto padrão de qualidade e um nível de frequência invejável, mesmo servindo pratos com os mais altos valores do ramo. Esses estabelecimentos, são consagrados por primarem pela qualidade desde a compra até a mesa, a escolha pelo melhor, seja peixe, carne, vinhos, queijos são um dos diferenciais, esses restaurantes consomem, após longa pesquisa, o que há de melhor em alimentos e as melhores e mais caras safras do ano. A escolha também dos chefs é outro ponto, e por que não dizer; o ponto fundamental, tanto que dentre os eleitos como sendo um dos mais caros, está um em que o chef é o próprio dono e assina com o nome. O ambiente também é considerado, geralmente não são restaurantes para um grande movimento por dia, os lugares são destinados para cerca de trinta e três à sessenta pessoas.

Passemos à relação dos restaurantes que são considerados os mais caros do mundo por colocação, são eles:

Primeiro: Aragawa- ele serve bife de carne Kobe, que é a mais cara do planeta, que é o prato especial. Local: Japão em Tóquio.

Segundo: Alain Ducasse – localizado em Paris, França, no Plazza Athénée.

Terceiro: Gordon Ramsay – local: em Londres, no Reino Unido.

Quarto: Acquarello- local: Alemanha- Munique, este restaurente serve pratos típicos da Itália.

Quinto: Alberto Ciarla- é um restaurante romano com especialidade em peixes.

Sexto: Sushi Kaji- localizado no Canadá, sua especialidade é peixe.

Para que se possa desfrutar de um desses restaurantes, é necessário se inscrever em uma lista de reserva, na qual tem várias pessoas aguardando, pois a fila é longa, pelo tempo mínimo de dois meses com um pouco de sorte.

Muitos devem se perguntar; para que esperar tanto tempo para jantar em restaurante, se tem valores tão elevados, ou mesmo exorbitantes?

A resposta seria muito relativa, afinal, a questão não de apenas jantar em um bom restaurante, sabemos que muitos são ótimos, a questão é o prazer do requinte de se estar dentre os lugares mais caros do mundo.


Sílvia Baptista

Título: Os seis restaurantes mais caros do mundo.

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 10

707 

Imagem por: avlxyz

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Vicente SilvaVicente

    15-09-2014 às 22:19:19

    Que legal! Adorei saber destes seis restaurantes mais caros do mundo. Muito bom e deve ser deliciosa a comida e também o ambiente.

    ¬ Responder
  • aparecidaaparecida

    24-10-2011 às 21:43:27

    eu concordo com esse site

    ¬ Responder

Comentários - Os seis restaurantes mais caros do mundo.

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Imagem por: avlxyz

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios