Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Relacionamentos > Como Manter um Casamento Saudável

Como Manter um Casamento Saudável

Categoria: Relacionamentos
Como Manter um Casamento Saudável

Nos dias atuais, o número de divórcios tem aumentado cada vez mais. Muitas pessoas estão se casando simplesmente por status, por medo de ficarem sozinhas, ou porque a sociedade impõe essa regra. Está cada vez mais difícil manter uma relação estável devido a inúmeros fatores. Neste post irei mostrar como manter um casamento saudável de forma tão natural que não será necessário nenhum esforço para seguir estes passos, pois afinal de contas, quem não quer um relacionamento estável e duradouro, não é mesmo? Como disse nosso ilustre Tom Jobim: "Fundamental é mesmo o amor. É impossível ser feliz sozinho”.
Bom, então vamos às dicas, que são simples, porém de extrema importância para quem deseja manter um casamento estável:

NÃO TENHA PRESSA PARA CASAR

Muitas vezes o erro está no início do relacionamento, quando nos casamos às pressas devido a vários medos, ou devido a pressões do parceiro e da família, pois desde sempre, as pessoas veem o casamento como uma obrigação que deve ser cumprida: "Todos devem se casar", "todos devem ter filhos"... E assim vamos seguindo a vida, correndo atrás do que a sociedade acha que é certo para nós e não do que nós realmente queremos.
Claro que a maioria das pessoas deseja se casar, porém muitas se esquecem do fundamental para que o casamento seja duradouro: AMOR.
Pensem comigo, não adianta a pessoa se casar só porque todos os seus amigos se casaram, porque está envelhecendo, ou simplesmente porque deseja com todas as forças constituir uma família. Essa relação será duradoura? NÃO MESMO! Para que um casamento dê certo, é necessário que os dois estejam na mesma sintonia e que se casem quando acharem necessário (não se preocupando com a opinião alheia).
Este passo inicial é primordial, pois as consequências de uma decisão errada chegarão mais cedo ou mais tarde.

TENHA O SEU CÔNJUGE COMO SEU MELHOR AMIGO

Não adianta você se casar e querer manter uma vida individual, pois isso não dará certo. Claro que a privacidade de cada um é fundamental, porém não podemos confundir privacidade com individualismo.
Um casal deve conversar sobre tudo, sobre todas as alegrias que o cercam e sobre todos os medos e tristezas também, pois assim irão criando um vínculo cada vez maior um com o outro e aos poucos se tornarão melhores amigos.
Você conta TUDO para o seu melhor amigo, não é mesmo? Brincam sobre várias coisas e conversam sobre tudo. Pensa que delícia seria fazer isso em casa, com seu parceiro. Vocês rirem das gafes um do outro, conversarem sobre absolutamente tudo e contarem tudo um para o outro (seria um relacionamento maravilhoso). Ah! Outro fator muito importante também... Quando forem dividir os momentos, conversem sobre o que vocês não gostam um no outro, falem abertamente sobre cada item, sem brigarem ou alterarem, mantendo sempre o nível da conversa o mais pacífico possível.

Não se esqueçam de que a SINCERIDADE é o ápice para um relacionamento estável.

TODO LUCRO RECEBIDO É DO CASAL E NÃO APENAS SEU

"Oi? Eu li certo?" Sim, você leu certo!
A maioria dos casamentos chegam ao fim devido às dificuldades financeiras e a não confiança no parceiro quando o item DINHEIRO entra em jogo.
Lembrem-se, vocês são melhores amigos e dividem tudo e o mesmo vale para os lucros do casal.
Um casal nunca deve pensar de forma individual: "Eu ganho X e meu cônjuge ganha Y", pois não é assim que as coisas são e pensar dessa forma é errado. Conheço pessoas que quando ganham um dinheiro extra, escondem do parceiro, pois dizem que ele irá gastar tudo. O pior é que essas pessoas ainda pedem dinheiro para o parceiro para fazerem as coisas, pois não querem gastar "do seu próprio dinheiro". Aí eu me pergunto: Que relação é essa?! Ao invés destas pessoas verem o parceiro como melhor amigo, elas o veem como inimigo. Um tipo de relação dessas faz mal para qualquer pessoa e não dura muito tempo. O seu dinheiro será o que você ganha somado aos ganhos do seu parceiro e vice e versa e as contas serão pagas de acordo com os ganhos dos dois e o que sobrar será dividido entre o casal.
Uma forma bem interessante de organizar as finanças é fazendo uma planilha, onde nesta o casal colocará as contas à pagar, o que irão guardar na poupança, gastos do casal (festas, bares, saídas de fins de semana no geral) e por último um extra individual que cada um terá por mês para comprar roupas, acessórios, para fazerem o que quiser (300,00 reais para cada um, por exemplo). Claro que estes valores irão depender dos ganhos de cada casal. Garanto para vocês que fazendo uma planilha dessa forma, vocês não terão erro na hora de organizar as finanças e acabarão as brigas por conta disso.

Os itens citados acima são essenciais para manter um casamento saudável. Lembrando que não adianta vocês seguirem estes itens passo a passo e não confiarem no seu parceiro. CONFIANÇA é a base para um casamento de sucesso. Com confiança + os itens mencionados neste texto, qualquer pessoa poderá ter um casamento saudável e estável.


Luis Fernando Sellani Verçosa

Título: Como Manter um Casamento Saudável

Autor: Luis Fernando Verçosa (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - Como Manter um Casamento Saudável

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios