Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Relacionamentos > O Que É E Como Vencer A Raiva

O Que É E Como Vencer A Raiva

Categoria: Relacionamentos
Comentários: 2
O Que É E Como Vencer A Raiva

Muitos problemas acumulados na vida das pessoas acabam gerando motivos para despertar a sua raiva que se não for controlada resulta em quebra de objetos, agressões físicas ou verbais e até mesmo gritos extremos, porém todas essas atitudes precipitadas para nada servem, pelo contrário apenas trazem prejuízos tanto para a pessoa vítima do descontrole emocional quanto para aqueles que estão ao redor.

A emoção não resolve nada, pois age no impulso sem atender as consequências. Agindo desta maneira errada o indivíduo pode até sentir um alívio, mas vai persistir a confusão dentro e ainda deixar danos emocionais ao próximo. Controle a sua raiva usando a razão que te leva a resolução dos problemas.

Não permita com que a raiva se acumule para uma outra situação crítica. Procure entender a origem do problema que gerou a raiva e elimine-o com rapidez. Você é mais forte do que a raiva quando usa a sua inteligência para resolver as situações. O fato é que controlar a raiva não é o bastante e sim o certo a fazer é arrancar ela de si e lançar fora.

Mas como? Use a sua mente e entenda o que gerou a raiva e faça de tudo para solucionar este algo errado. A raiva é um forte descontrole emocional liberado no coração que deixa o corpo alterado e pronto para agir no impulso da emoção a ponto da pessoa querer atacar. É preciso se guardar desta negatividade, caso contrário ela domina o ser humano.

Quando a raiva é gerada dentro de alguém seu interior sente vontade de expelir a energia negativa acumulada em algo ou alguém. Com isso, muitos xingam, agridem, discutem e praticam outros tipos de violência sempre de forma destrutiva.

A raiva é um dos piores inimigos da saúde pelo fato de produzir dores de cabeça, insônia, tensões musculares, inquietação e outros problemas. Pare e respire o ar antes de cometer falhas. Não aja pelo impulso, lute para se afastar das situações que provoquem este sentimento ruim. Desative a raiva, oxigene o cérebro e diminua a sensação que produz a raiva. Respire mais, pense mais antes de tomar qualquer atitude que depois seja tarde demais para consertar.

A raiva não é algo que necessite de foco, isto é, quebrar objetos, agredir pessoas ou xingar nunca vai resolver a situação. Supere a raiva criando planos para lidar com as situações que incomodam o seu íntimo. Saiba focar a sua energia de maneira certa no problema escolhendo a melhor atitude a ser tomada.

Sentir raiva não é nada saudável. Analise bem o que de fato está ocorrendo e use o conhecimento que é o melhor remédio para excluir a raiva de sua vida, pois com ele você encontra a raiz do sentimento e imediatamente procura eliminar. Não guarde mágoas e sim resolva a situação. Seja sempre racional arrancando o que incomoda de uma vez por todas sem deixar uma brecha.

Em vez de extravasar a tensão da raiva nos outros pratique exercícios que é uma ótima forma de vencer este sentimento desastroso. Em vez de explodir, utilize toda a sua energia acumulada em atividades físicas como uma caminhada por exemplo. Mas nunca podemos esquecer de que é primordial descobrir o que tem provocado a raiva.

Pode crer que sentir raiva exageradamente prejudica demais a saúde tomando o controle das emoções. Seja forte e vença este sentimento negativo. Siga as instruções e vença a raiva de uma vez por todas.


Natanael Genoel

Título: O Que É E Como Vencer A Raiva

Autor: Natanael Genoel (todos os textos)

Visitas: 0

558 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    29-06-2014 às 18:10:34

    A raiva deve ser sempre controlada. Já fui uma pessoa bem irritada, e trabalhei isso aos poucos, dia a dia, e posso dizer - é possível!

    ¬ Responder
  • Natanael

    29-08-2014 às 19:29:47

    Com certeza! Temos que nos controlar, caso contrário traremos prejuízos.

    ¬ Responder

Comentários - O Que É E Como Vencer A Raiva

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios