Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Relacionamentos > E Quando A Paixão Vai Embora?

E Quando A Paixão Vai Embora?

Categoria: Relacionamentos
Visitas: 2
Comentários: 1
E Quando A Paixão Vai Embora?

Para a grande maioria das pessoas a paixão ainda é o grande combustível de um relacionamento. Há quem diga que ela é só um mero detalhe quando se ama de verdade. Mas a verdade é que o primeiro passo para desenvolvermos um relacionamento é a paixão.

Ah! aquela felicidade que bombeia o coração fazendo com que ele queira sair pela boca, aqueles sorrisos fáceis, aquelas borboletas no estômago e a perda de apetite são inevitáveis nestes primeiros momentos de paixão. Tudo se torna mais intenso: o dia mais bonito, a comida mais gostosa, a companhia a mais agradável e a espera é a prazerosa.

São os momentos em que nos sentimos felizes absolutamente e agradecemos por cada coisa que nos acontece. Sentimos a mistura de adrenalina com ansiedade e a promessa de coisas novas acontecendo.
E então o relacionamento começa... Junto com a paixão se agrega a admiração, gosto, respeito e carinho pela outra pessoa, o que faz com que tudo isso se transforme no Amor.

Mas vamos admitir, a paixão é um caso à parte no quesito do Amor:
Paixão = Paixão
Amor = Carinho, respeito, admiração etc.

E porque ela vai embora? Porque sim, um dia ela simplesmente acaba, se há o amor verdadeiro, o relacionamento permanece porque supera esse momento de êxtase, porque sabemos que quando vale a pena há muitas outras coisas que nos mantém juntos e motivados. Mas se o relacionamento é fraco não suporta a perda desse gás que é a Paixão e tudo acaba esmorecendo.

Tudo fica morno e mais tranquilo. Os beijos não são mais “aqueles” beijos, os abraços não são mais “aqueles” abraços. Ela tem o seu momento de começar e acabar. Assim como ela chega sem ser anunciada, vai embora também. E não existe resgate. Existe querer continuar porque se amam.

Por isso, saibamos aproveitar essa Paixão sem ter expectativa de que ela será eterna. Mas sim, será inesquecível em seu momento ainda fumegante. E quando ela se for, que fique o amor pleno com aquele sentimento gostoso de que, juntos, souberam aproveitar o melhor momento do relacionamento e que por isso não sentirão falta, mas sim grande satisfação.


Carolina Bonito Lorenti

Título: E Quando A Paixão Vai Embora?

Autor: Carolina Bonito Lorenti (todos os textos)

Visitas: 2

481 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Natanael

    29-08-2014 às 00:28:26

    Querendo ou não, a paixão tende a sempre acabar porque depende de um sentimento momentâneo. É aquela sensação ali e acabou. Diferente do amor que você nunca deixar cessar. O amor é certeza, e paixão é apenas uma sensação passageira.

    ¬ Responder

Comentários - E Quando A Paixão Vai Embora?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios