Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Relacionamentos > A procura do amor

A procura do amor

Categoria: Relacionamentos
A procura do amor

A o amor... Todos sem dúvida adoram ser amados de qualquer forma seja por um amigo, um ente querido, animal de estimação, no entanto falarei um pouco sobre o amor a dois.

Há uma pressão muito grande hoje em dia em pessoas de meia idade sobre encontrar um relacionamento ideal e formar uma família.
No entanto essa tarefa está cada vez mais difícil, não é mesmo? Olhe a sua volta alguma pessoa próxima a você ou você mesmo já deve ter se decepcionado, ou está perturbado pelo fato de não ter um relacionamento sério e duradouro, o que tenho a dizer é que não se preocupe e principalmente pare de procurar desesperadamente por isso apenas seja leve, dê espaço para que as coisas aconteçam de forma natural sem pressões ou pressa afinal esta é inimiga da perfeição.

Agora se você já fez de tudo saiu com amigos, tentou conhecer gente nova, passeou no parque durante o fim de semana e nada aconteceu, não encontrou ninguém para amar, ame-se isso mesmo! Cuide de você mesmo como se fosse o maior amor de sua vida, procure hobbies para praticar em suas horas vagas, Vá ao salão de beleza, cuide de sua saúde com alimentação saudável e boa hidratação, se possível pratique atividades físicas, com essas medidas você contribuirá para o seu bem estar e notará que um amor já não trará um vazio tão grande assim para sua vida, assim você será capaz de se distrair e não ficar tão focado nesta missão e quando você menos esperar o amor vai te encontrar sem que você faça nenhum esforço.

Isso ocorre provavelmente porque seu foco muda, acontece como quando temos que resolver um problema difícil e não conseguimos de forma alguma, mas quando sai de frente dele a ideia vem tranquilamente a cabeça porque o foco de tensão foi aliviado.

Bom esta não é uma receita milagrosa, acredito que não existam receitas prontas para isso, no entanto funcionou muito bem comigo e com meu parceiro estávamos nesta mesma fase e nos encontramos assim por acaso e sem pretensão, assim termino com um pensamento de um Escritor brasileiro que traduz um pouco tudo que escrevi até aqui “Custa menos ao nosso amor-próprio caluniar a sorte, do que acusar a nossa má conduta.” Marquês de Maricá.


Ariadina Nascimento

Título: A procura do amor

Autor: Ariadina Nascimento (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - A procura do amor

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios