Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Os filhos da droga

Os filhos da droga

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 4
Os filhos da droga

É na adolescência que mais frequentemente, durante os tempos de escola, que se faz o primeiro contacto com o tabaco e com o álcool, e as drogas não são excepção.

É uma parte natural de todo o processo de crescimento, muitos de nós já experimentou as mais diversas coisas na nossa juventude, e dessa época muito poucas foram as experiências que se tornaram parte integrante da nossa vida até aos dias de hoje. Porém nem todos de nós soube experimentar e seguir em frente, dai o alcoolismo, a toxicodependência e outros comportamentos menos saudáveis que por razões do âmbito de psicológico e emocional se manifestam durante a adolescência (bulimia, anorexia, fobias, automutilação, raiva, automedicação, depressões, etc).




O consumo de drogas contínuo é um dos atos que mais famílias destrói e que mais vidas ceifa atualmente. Tal como outro qualquer escape, esta é uma dependência ou adição que, nos dias de hoje mais prejudica a sociedade, pois eventualmente acaba por dar lugar à criminalidade e ao aumento de problemas de saúde que acabam por ser mortais (HIV e outras infeções mortais) em alguns casos.

É aqui que entra a família e as organizações existentes no tratamento desta e outras dependências, que tantas famílias e jovens prejudicam. Em Portugal por exemplo existem, tal como em muitos outros países organizações privadas e publicas que ajudam no tratamento desta doença que tanto aflige, bem como, tentam consciencializar para este problema, que é inerentemente uma repercussão do rápido e descontrolado crescimento da nossa sociedade.

É importante que os pais desta nossa sociedade tenham uma consciência e mente informada acerca deste assunto, estando atentos ao comportamentos dos seus filhos, tendo o dever de tentar falar com eles abertamente acerca deste tópico, pois muitas vezes é fazendo de algo tabu que se acaba por querer “provar do fruto proibido”, sendo as consequências da inação, por vezes, maiores que o esperado.

Bruno Jorge

Título: Os filhos da droga

Autor: Bruno Jorge (todos os textos)

Visitas: 4

636 

Comentários - Os filhos da droga

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios