Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Unhas Encravadas – Uma doença bastante comum

Unhas Encravadas – Uma doença bastante comum

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 4
Comentários: 1
Unhas Encravadas – Uma doença bastante comum

Um pezinho de princesa é algo bonito de se ver. Pés sem calosidades nem unhas sujas e grandes, cheirosos e delicados, mostra cuidado com estes membros tão importantes. A falta de atenção que damos aos nossos pés é de facto muita. Tomamos banho e não os secamos decentemente, as unhas são cortadas e quase nunca limadas e sujeitas à extração das peles mortas, são apenas algumas coisitas que deveríamos fazer sucessivamente e não fazemos.

Os pés são maltratados, ponto. Aguentam todo o nosso peso, caminham, pedalam, correm, enfim um mar de coisas a que são obrigados pelo resto do corpo.

Um dos problemas mais comuns nos nossos pés, são as unhas encravadas. Uma unha encravada significa que o seu crescimento pouco correto desenvolve-se de forma a que fica cravada na pele.

A pele em guerra aberta com o crescimento da unha, causa dor, desconforto e em muitos casos uma inflamação grave, dores imensas, pus, sangramento e o crescimento de carne esponjosa.

A causa está por norma na forma como se cortam as unhas. As unhas devem ser cortadas a direito e nunca aparar os cantinhos. Como as unhas encravam quase sempre nos cantos, o corte destes “alimenta” o seu crescimento irregular. Os sapatos apertados e o uso sistemático do mesmo tipo de sapatos também origina este problema.

A idade avançada também agrava o problema, isto porque a falta de mobilidade incapacita o corte e tratamento dos pés como deve de ser. A transpiração também é uma causa, pelo que desportistas são doentes frequentes das unhas encravadas.

Existe no entanto cura, apesar de muitas vezes ser também dolorosa.

Dependendo da intensidade do problema, o tratamento também é variável. Quando a unha encravada é detetada e tratada a tempo, o afastamento da unha com um enchumaço de algodão, afim de corrigir o tratamento pode ser a solução.

Para situações mais complicadas e com inflamações mais problemáticas, a extração da unha pode ser a única solução. Extraída por médicos, em sistema de pequena cirurgia, exige um cuidado especial na fase posterior e alerta-se que o pós-operatório pode e é normalmente um processo doloroso e demorado.

O problema das unhas encravadas acontece normalmente no dedos grandes dos pés, mas também pode acontecer em qualquer unha, pelo que o cuidado com as unhas é imprescindível, tal como o tratamento se necessário, logo numa fase inicial.

Não sabe a quem recorrer? Consulte um podologista.


Carla Horta

Título: Unhas Encravadas – Uma doença bastante comum

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 4

768 

Imagem por: andy_5322

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Sofia NunesSofia Nunes

    16-09-2012 às 15:32:40

    Só quem nunca teve uma unha encravada pode minimizar o sofrimento que essa condição provoca. Embora isto não aconteça na generalidade dos casos, uma unha encravada, no pé ou até na mão, pode fazer o dedo inchar e encher de pus, causando até febre. Há ainda alguns casos, ainda mais raros, é certo, em que é necessária uma operação em ambulatório para resolver o problema. Como bem refere, é imprescindível o tratamento no início.

    ¬ Responder

Comentários - Unhas Encravadas – Uma doença bastante comum

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Imagem por: andy_5322

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios